Dois finais de semana cheios

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/07/2018 às 05:13:00

 

* Rômulo Rodrigues
Os dois primeiros finais de semana de julho foram palco de espetáculos circenses dos mais deploráveis da rejeitada justiça brasileira, ao se ajoelhar perante as exigências do Departamento de Estado dos EUA, através do seu lugar tenente Sergio Moro e de sua vanguarda ideológica Rede Globo de Televisão.
Foi assim que o Domingo, 08 de Julho, trouxe à tona o que pareceu ser o prenuncio do final de todas as glórias da Operação Lava Jato de Curitiba e de seu apêndice, TRF-4, em Porto Alegre.
Nestas duas capitais do Sul do País, de hegemonia branca, ficou explicitado que a Casa Grande já sabia que haviam se esgotados seus interesses em personagens como: Moro; Dallagnol; Gebran; Thompson Flores e demais membros da organização que destruiu a economia do Brasil e decretou; vocês não nos interessam mais; foi bom para nós: Mercado de Capitais e Especuladores; enquanto durou.
Segundo mais de duas centenas de renomados Juristas, Advogados e Ex-Ministros de Tribunais Superiores, eles perderam toda e qualquer legitimidade para se pronunciarem sobre todo e qualquer processo sobre Lula.
A ação firme e corajosa do Desembargador Rogério Favreto parece ter sido o ponto culminante de saturação da Casa Grande ao fazê-los revelarem ao mundo ganância, prepotência e nenhum zelo pela Constituição Federal, no final de semana seguinte, do dia 15 de julho de 2018, quando revelações escabrosas mostraram os alinhamentos da PGR e de parte do STJ ao golpe.
E, por que os avalistas internos do golpe já avaliam jogar todos eles às traças? Pela economia, meu caro Watson! E os números da economia são de fazer ferver sangue em Frades de pedra; senão vejamos: as grandes Construtoras nacionais, que conquistavam mercados internacionais, desbancando concorrentes americanas e chinesas; ajudando a manter o Brasil do pleno emprego, acusam o golpe do golpe: perderam, pela ação da Lava Jato, R$ 55 bilhões nos últimos dois anos; os dois anos do golpe.
Então, a conclusão mais óbvia é; todo o esquema de corrupção existente no Brasil agiu, com o poder da Lava Jato, para derrubar Dilma e impedir a volta de Lula.
E, em dois anos de golpe, vem a revelação assustadora que derruba os PIB'S de 2018 e 2019; 63,6 milhões de brasileiros e brasileiras estão no vermelho, que não é do PT; é da inadimplência.
O resultado deste quadro é que não vai ter crescimento de vendas, encomendas para a indústria; vão cair as arrecadações de impostos; vão aumentar as filas de desempregados e vão ser necessários 11 trimestre de crescimento para a economia voltar ao patamar de antes do golpe. "Chupa Classe Média".
Outra tacada que acerta a cabeça do golpe é o crescimento da mortalidade infantil, que vinha em queda desde 1990 e explodiu em 2015 e 2016, a níveis assustadores devido à doenças da epidemia do Zika Vírus e o desinvestimento na Saúde.
No final de semana do dia 15, apareceram pérolas das também plantonistas com indicações de amizades com os intocáveis do PSDB. A Presidente do STJ, Laurita Vaz, após pedir abertura de inquérito contra o Desembargador Favreto, aproveitou muito bem o seu plantão, para dar um H.C e soltar Fábio Pisoni, condenado em Júri popular a 30 anos pelo assassinato do estudante Vinicius Duarte e pela tentativa de homicídio de Leonardo Melo que, graças à liminar de Laurita - concedida num plantão - vai responder  ao resto do processo em liberdade.
Por sua vez, a PGR, Raquel Dodge, está sendo desmascarada ao mentir quando ao pedir ao STJ para abrir inquérito contra o Desembargador Favreto e os Deputados Federais Paulo Pimenta, Paulo Teixeira e Wadih Damous, todos do PT, alegando que os petistas não integram o grupo de Lula, omitindo que Wadih Damous é Advogado credenciado na defesa do Ex-Presidente e, o que é pior; ignorando que qualquer cidadão ou cidadã pode impetrar um H.C em defesa de outra pessoa. Ignorância ou falsidade ideológica?
Como resposta a tamanha falta de Ética, o Deputado Paulo Teixeira foi cirúrgico ao lembrar-lhe que o H.C surgiu na Inglaterra, em 1215, exatamente, para coibir abusos de pessoas como ela, Moro e os Desembargadores do TRF-4.
Observando que a Dra. Dodge desconhece estas questões primárias e que, Moro disse duas pérolas na entrevista do programa Roda Viva: "Haviam pontos positivos", em vez de havia pontos positivos e "Câmera dos Deputados", em vez de Câmara do Deputados; podemos concluir que o ódio dessa gente contra Lula, talvez seja, por ele ter criado tantas Universidades  para que filhos de trabalhadores ocupem cargos sabendo o primário do direito e falando corretamente nossa Língua.
Para fechar as cortinas no show do circo dos horrores, não podia faltar a estrela mais opaca de todas; a Carminha. Pois é, ela usou o seu plantão no STF para prorrogar por mais 30 dias as investigações contra Aécio Neves do PSDB no inquérito em que a PGR investiga as já mais que comprovadas propinas da Odebrecht para o tucano.
Curioso, é que esta era uma tarefa do Ministro Fachin que é o relator do processo e que não tinha nenhuma pressa, por não ser um H.C, mas, tucano é tucano e plantonista para favorecê-los, pode!
* Rômulo Rodrigues é militante político

* Rômulo Rodrigues


Os dois primeiros finais de semana de julho foram palco de espetáculos circenses dos mais deploráveis da rejeitada justiça brasileira, ao se ajoelhar perante as exigências do Departamento de Estado dos EUA, através do seu lugar tenente Sergio Moro e de sua vanguarda ideológica Rede Globo de Televisão.
Foi assim que o Domingo, 08 de Julho, trouxe à tona o que pareceu ser o prenuncio do final de todas as glórias da Operação Lava Jato de Curitiba e de seu apêndice, TRF-4, em Porto Alegre.
Nestas duas capitais do Sul do País, de hegemonia branca, ficou explicitado que a Casa Grande já sabia que haviam se esgotados seus interesses em personagens como: Moro; Dallagnol; Gebran; Thompson Flores e demais membros da organização que destruiu a economia do Brasil e decretou; vocês não nos interessam mais; foi bom para nós: Mercado de Capitais e Especuladores; enquanto durou.
Segundo mais de duas centenas de renomados Juristas, Advogados e Ex-Ministros de Tribunais Superiores, eles perderam toda e qualquer legitimidade para se pronunciarem sobre todo e qualquer processo sobre Lula.
A ação firme e corajosa do Desembargador Rogério Favreto parece ter sido o ponto culminante de saturação da Casa Grande ao fazê-los revelarem ao mundo ganância, prepotência e nenhum zelo pela Constituição Federal, no final de semana seguinte, do dia 15 de julho de 2018, quando revelações escabrosas mostraram os alinhamentos da PGR e de parte do STJ ao golpe.
E, por que os avalistas internos do golpe já avaliam jogar todos eles às traças? Pela economia, meu caro Watson! E os números da economia são de fazer ferver sangue em Frades de pedra; senão vejamos: as grandes Construtoras nacionais, que conquistavam mercados internacionais, desbancando concorrentes americanas e chinesas; ajudando a manter o Brasil do pleno emprego, acusam o golpe do golpe: perderam, pela ação da Lava Jato, R$ 55 bilhões nos últimos dois anos; os dois anos do golpe.
Então, a conclusão mais óbvia é; todo o esquema de corrupção existente no Brasil agiu, com o poder da Lava Jato, para derrubar Dilma e impedir a volta de Lula.
E, em dois anos de golpe, vem a revelação assustadora que derruba os PIB'S de 2018 e 2019; 63,6 milhões de brasileiros e brasileiras estão no vermelho, que não é do PT; é da inadimplência.
O resultado deste quadro é que não vai ter crescimento de vendas, encomendas para a indústria; vão cair as arrecadações de impostos; vão aumentar as filas de desempregados e vão ser necessários 11 trimestre de crescimento para a economia voltar ao patamar de antes do golpe. "Chupa Classe Média".
Outra tacada que acerta a cabeça do golpe é o crescimento da mortalidade infantil, que vinha em queda desde 1990 e explodiu em 2015 e 2016, a níveis assustadores devido à doenças da epidemia do Zika Vírus e o desinvestimento na Saúde.
No final de semana do dia 15, apareceram pérolas das também plantonistas com indicações de amizades com os intocáveis do PSDB. A Presidente do STJ, Laurita Vaz, após pedir abertura de inquérito contra o Desembargador Favreto, aproveitou muito bem o seu plantão, para dar um H.C e soltar Fábio Pisoni, condenado em Júri popular a 30 anos pelo assassinato do estudante Vinicius Duarte e pela tentativa de homicídio de Leonardo Melo que, graças à liminar de Laurita - concedida num plantão - vai responder  ao resto do processo em liberdade.
Por sua vez, a PGR, Raquel Dodge, está sendo desmascarada ao mentir quando ao pedir ao STJ para abrir inquérito contra o Desembargador Favreto e os Deputados Federais Paulo Pimenta, Paulo Teixeira e Wadih Damous, todos do PT, alegando que os petistas não integram o grupo de Lula, omitindo que Wadih Damous é Advogado credenciado na defesa do Ex-Presidente e, o que é pior; ignorando que qualquer cidadão ou cidadã pode impetrar um H.C em defesa de outra pessoa. Ignorância ou falsidade ideológica?
Como resposta a tamanha falta de Ética, o Deputado Paulo Teixeira foi cirúrgico ao lembrar-lhe que o H.C surgiu na Inglaterra, em 1215, exatamente, para coibir abusos de pessoas como ela, Moro e os Desembargadores do TRF-4.
Observando que a Dra. Dodge desconhece estas questões primárias e que, Moro disse duas pérolas na entrevista do programa Roda Viva: "Haviam pontos positivos", em vez de havia pontos positivos e "Câmera dos Deputados", em vez de Câmara do Deputados; podemos concluir que o ódio dessa gente contra Lula, talvez seja, por ele ter criado tantas Universidades  para que filhos de trabalhadores ocupem cargos sabendo o primário do direito e falando corretamente nossa Língua.
Para fechar as cortinas no show do circo dos horrores, não podia faltar a estrela mais opaca de todas; a Carminha. Pois é, ela usou o seu plantão no STF para prorrogar por mais 30 dias as investigações contra Aécio Neves do PSDB no inquérito em que a PGR investiga as já mais que comprovadas propinas da Odebrecht para o tucano.
Curioso, é que esta era uma tarefa do Ministro Fachin que é o relator do processo e que não tinha nenhuma pressa, por não ser um H.C, mas, tucano é tucano e plantonista para favorecê-los, pode!
* Rômulo Rodrigues é militante político