Chefs de cozinha apresentarão técnicas culinárias à base de palma

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/07/2018 às 09:09:00

 

Técnicas culinárias com receitas a base de palma e ingredientes da culinária regional serão apresentadas no "Intercâmbio em Ecogastronomia Slow Food para os jovens dos projetos FIDA no Brasil", que reunirá, em Sergipe, 25 jovens de várias comunidades rurais beneficiárias de projetos apoiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), no Nordeste do Brasil. O evento acontecerá entre os dias 23 e 25 de julho, na comunidade quilombola de Brejões, em Ilha das Flores, e na cozinha escola do SENAC, em Aracaju,
Com o tema "Valorização da agrobiodiversidade na gastronomia Slow Food no semiárido brasileiro", o intercâmbio é promovido pelo FIDA por meio do Programa Semear Internacional, e conta com o apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Associação Slow Food Brasil, Projeto Dom Távora de Sergipe, e demais projetos apoiados pelo FIDA no Brasil.   
Entre as oficinas que serão ministradas no evento, os participantes irão conferir técnicas desenvolvidas pelo chef Timóteo Domingos, idealizador do Projeto Gastrotinga e autor do livro "O Chef do Sertão", que traz receitas como coxinha de cacto, pizza de palma, bolo de casca de abóbora, doce de folha de umbuzeiro. Já a chef Leila Carreiro, natural de Salvador, especialista na cozinha Patrimonial da Bahia, comandará uma oficina com receitas da cozinha regional, em especial do Recôncavo de matriz africana. 

Técnicas culinárias com receitas a base de palma e ingredientes da culinária regional serão apresentadas no "Intercâmbio em Ecogastronomia Slow Food para os jovens dos projetos FIDA no Brasil", que reunirá, em Sergipe, 25 jovens de várias comunidades rurais beneficiárias de projetos apoiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), no Nordeste do Brasil. O evento acontecerá entre os dias 23 e 25 de julho, na comunidade quilombola de Brejões, em Ilha das Flores, e na cozinha escola do SENAC, em Aracaju,
Com o tema "Valorização da agrobiodiversidade na gastronomia Slow Food no semiárido brasileiro", o intercâmbio é promovido pelo FIDA por meio do Programa Semear Internacional, e conta com o apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Associação Slow Food Brasil, Projeto Dom Távora de Sergipe, e demais projetos apoiados pelo FIDA no Brasil.   
Entre as oficinas que serão ministradas no evento, os participantes irão conferir técnicas desenvolvidas pelo chef Timóteo Domingos, idealizador do Projeto Gastrotinga e autor do livro "O Chef do Sertão", que traz receitas como coxinha de cacto, pizza de palma, bolo de casca de abóbora, doce de folha de umbuzeiro. Já a chef Leila Carreiro, natural de Salvador, especialista na cozinha Patrimonial da Bahia, comandará uma oficina com receitas da cozinha regional, em especial do Recôncavo de matriz africana.