SES cobra dos municípios empenho na ampliação de cobertura vacinal

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/07/2018 às 08:24:00

 

A quinta-feira  foi o se
gundo dia de reu
nião preparatória com os municípios para a campanha de vacinação contra a paralisia infantil e o sarampo. A gerente do Programa Estadual de Imunização, Sândala Teles, afirmou que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) está empenhando todos os seus esforços para mudar o quadro desfavorável da baixa cobertura vacinal em Sergipe e foi categórica ao dizer que os municípios precisam fazer melhor a sua parte pois é no território onde ocorre a vacinação.
 O encontro, que ocorreu no auditório do Centro Administrativo da Saúde Senador Gilvan Rocha, reuniu técnicos da Vigilância Epidemiológica e do Programa de Imunização dos municípios que compõem as regiões de Estância, Lagarto, Nossa Senhora da glória e Itabaiana, fechando em 100% a participação dos municípios, segundo destacou Sândala Teles. Para ela, o resultado da reunião sugere que nesta próxima campanha, Sergipe alcançará uma cobertura vacinal homogênea, ou seja, com a grande maioria dos municípios atingindo a meta.
 Alcançar a meta na campanha de vacinação do próximo mês é o grande desafio da nova coordenadora de Imunização da Secretaria de Saúde de Aquidabã, Vanessa Cardoso Rodrigues. "Acabei de assumir a função, de modo que a reunião preparatória foi muito oportuna porque nos colocou frente à frente com o cenário da cobertura vacinal em Sergipe e nos mostrou que precisamos nos engajar para obter melhores resultados", declarou a coordenadora, informando que na última campanha, da Influenza, o seu município alcançou a meta, ficando com 91%.
 O mesmo não ocorreu com Porta da Folha, que ficou com apenas 87,4% na vacinação contra a gripe, no mês passado. A coordenadora de Imunização do município, Maria Izabela da Silva, garante que todos os esforços foram empreendidos para chegar aos 90%, desde a busca ativa até diálogos em igrejas e feiras, sem obter o sucesso esperado. Por isso, receber orientações do que e como fazer para mudar esse cenário é importante.
Ela avaliou importante fazer o levantamento porque durante a reunião vários municípios levantaram dúvidas sobre o número real de crianças e o quantitativo indicado pelo Instituto Brasileiro de Estudos Sociais e Econômicos (IBGE).
 Meta -  A campanha de vacinação contra a paralisia infantil e o sarampo vai acontecer no período de seis a 31 de agosto, em todo o Estado de Sergipe, que tem como meta imunizar 126 mil crianças com idade entre um ano e menos de cinco anos. Esse número representa 95% das crianças sergipanas nesta faixa etária, segundo informou Sândala Teles.

A quinta-feira  foi o se gundo dia de reu nião preparatória com os municípios para a campanha de vacinação contra a paralisia infantil e o sarampo. A gerente do Programa Estadual de Imunização, Sândala Teles, afirmou que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) está empenhando todos os seus esforços para mudar o quadro desfavorável da baixa cobertura vacinal em Sergipe e foi categórica ao dizer que os municípios precisam fazer melhor a sua parte pois é no território onde ocorre a vacinação.
 O encontro, que ocorreu no auditório do Centro Administrativo da Saúde Senador Gilvan Rocha, reuniu técnicos da Vigilância Epidemiológica e do Programa de Imunização dos municípios que compõem as regiões de Estância, Lagarto, Nossa Senhora da glória e Itabaiana, fechando em 100% a participação dos municípios, segundo destacou Sândala Teles. Para ela, o resultado da reunião sugere que nesta próxima campanha, Sergipe alcançará uma cobertura vacinal homogênea, ou seja, com a grande maioria dos municípios atingindo a meta.
 Alcançar a meta na campanha de vacinação do próximo mês é o grande desafio da nova coordenadora de Imunização da Secretaria de Saúde de Aquidabã, Vanessa Cardoso Rodrigues. "Acabei de assumir a função, de modo que a reunião preparatória foi muito oportuna porque nos colocou frente à frente com o cenário da cobertura vacinal em Sergipe e nos mostrou que precisamos nos engajar para obter melhores resultados", declarou a coordenadora, informando que na última campanha, da Influenza, o seu município alcançou a meta, ficando com 91%.
 O mesmo não ocorreu com Porta da Folha, que ficou com apenas 87,4% na vacinação contra a gripe, no mês passado. A coordenadora de Imunização do município, Maria Izabela da Silva, garante que todos os esforços foram empreendidos para chegar aos 90%, desde a busca ativa até diálogos em igrejas e feiras, sem obter o sucesso esperado. Por isso, receber orientações do que e como fazer para mudar esse cenário é importante.
Ela avaliou importante fazer o levantamento porque durante a reunião vários municípios levantaram dúvidas sobre o número real de crianças e o quantitativo indicado pelo Instituto Brasileiro de Estudos Sociais e Econômicos (IBGE).

 Meta -  A campanha de vacinação contra a paralisia infantil e o sarampo vai acontecer no período de seis a 31 de agosto, em todo o Estado de Sergipe, que tem como meta imunizar 126 mil crianças com idade entre um ano e menos de cinco anos. Esse número representa 95% das crianças sergipanas nesta faixa etária, segundo informou Sândala Teles.