Roberto Fernandes não terá Carlinhos Paraíba

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 28/07/2018 às 04:39:00

 

O Santa Cruz está pronto para o jogo deste sábado contra o Confiança-SE, pela 16ª rodada da Série C. O técnico Roberto Fernandes montou a escalação na última parte do treino desta quarta-feira - um coletivo em campo reduzido. Sem poder contar com Carlinhos Paraíba, poupado, e Lima, com conjuntivite, o técnico fez duas alterações em relação ao time que perdeu para o Botafogo-PB. Ambas nas laterais.
O próximo adversário do Santa Cruz na Série C, na 16ª rodada, é o Confiança-SE. A equipe sergipana vive mau momento na competição. Não vence há nove jogos - e despencou na tabela por isso. Mas nada disso faz os tricolores acreditarem em vida fácil. Pelo contrário. O zagueiro Sandoval usa todos esses exemplos para ligar o alerta do Santa.
- Sempre converso com meus companheiros que a responsabilidade é sempre a mesma. Seja jogando contra um líder, contra um lanterna ou contra um time que vem mal. Você nunca pode perder o foco. Quando o time vem numa situação dessa, com a troca de treinador, motiva os jogadores, o elenco. O treinador novo arruma um jeito de motivar. A gente tem que estar mais preparado - disse.

O Santa Cruz está pronto para o jogo deste sábado contra o Confiança-SE, pela 16ª rodada da Série C. O técnico Roberto Fernandes montou a escalação na última parte do treino desta quarta-feira - um coletivo em campo reduzido. Sem poder contar com Carlinhos Paraíba, poupado, e Lima, com conjuntivite, o técnico fez duas alterações em relação ao time que perdeu para o Botafogo-PB. Ambas nas laterais.
O próximo adversário do Santa Cruz na Série C, na 16ª rodada, é o Confiança-SE. A equipe sergipana vive mau momento na competição. Não vence há nove jogos - e despencou na tabela por isso. Mas nada disso faz os tricolores acreditarem em vida fácil. Pelo contrário. O zagueiro Sandoval usa todos esses exemplos para ligar o alerta do Santa.
- Sempre converso com meus companheiros que a responsabilidade é sempre a mesma. Seja jogando contra um líder, contra um lanterna ou contra um time que vem mal. Você nunca pode perder o foco. Quando o time vem numa situação dessa, com a troca de treinador, motiva os jogadores, o elenco. O treinador novo arruma um jeito de motivar. A gente tem que estar mais preparado - disse.