Dragão tenta vence de técnico novo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Confiança e Santa Cruz voltam a se enfrentar pelo Brasileiro da Série C. No jogo de ida na Arena Batistão deu empate em 1x1.
Confiança e Santa Cruz voltam a se enfrentar pelo Brasileiro da Série C. No jogo de ida na Arena Batistão deu empate em 1x1.

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/07/2018 às 04:42:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
A um passo do paraí
so e perto do infer
no. Analogicamente, é essa a situação atual do Confiança. Se vencer o Santa Cruz- esta Tarde no Estádio do Arruda em Recife. Se vencer o time sergipano vai a 22 pontos, retorna à zona de classificação e praticamente assegura pelo menos a participação na Série C em 2019. A derrota, porém, além de afastar o time mais ainda da zona de classificação, coloca o Confiança mais próximo da zona de rebaixamento, deixando todos em estado de alerta. O Confiança vem de uma fase triste. São nove jogos sem vitória. 
A grande novidade é a reestreia do treinador Betinho. Ele sabe e admite que assumiu a equipe em um momento crítico, mas acredita na força da equipe para em um gesto de superação de todos os jogadores arrancar umas vitórias na casa do adversário. Betinho promoveu algumas mudanças na expectativa de vencer.
O adversário não está em situação diferente. O Santa Cruz vem também de uma série de jogos sem vencer e a exemplo do Confiança deixou o Z4 na última rodada. Se perder hoje à tarde vê a situação se complicar mais ainda. Mas se vencer dará um salto em busca da classificação. Ambos os times perderam suas vagas no G4 na última rodada e um novo tropeço complica muito a classificação.
A três rodadas do fim da primeira fase da Série C, Santa Cruz e Confiança fazem um confronto decisivo na luta por uma vaga no G4. Neste sábado, às 15h30, os times jogam no estádio do Arruda, pela 16ª rodada.
O Santa Cruz está na quinta posição do Grupo A com 21 pontos, mesma pontuação que ABC e Botafogo-PB, terceiro e quarto colocados, respectivamente. O time perdeu duas posições na rodada passada, justamente por causa da derrota contra o clube paraibano.
O Confiança, que também iniciou a rodada passada no G4, vem em queda livre. Sem vencer desde a sexta rodada, o time vem de três derrotas consecutivas e soma 19 pontos. Vencer é fundamental para interromper a crise, continuar na briga pelo G4 e até mesmo para não correr risco de rebaixamento, uma vez que o Salgueiro, nono colocado, tem apenas três pontos a menos.
Novo técnico - A principal mudança do Confiança é a chegada do técnico Betinho. O treinador chega ao clube restando apenas três rodadas para o fim da fase de grupos com a missão de encerrar um jejum de nove jogos sem vitória.
Everton Santos e Iago, que vinham sendo titulares, sequer foram relacionados. Diogo, acostumado a jogar na lateral, reforçará o meio-campo como volante. A ideia é reforçar a marcação no setor. Com isso, Apodi terá oportunidade na lateral-direita.
"Eu tenho acompanhado a Série C a competição quase toda. Vi vários jogos do Confiança e das outras equipes também. Eu sei que o momento do Confiança não é bom, mas por outro lado esse grupo de jogadores provou dentro da competição do que é capaz. Uma equipe que permaneceu dentro do G-4 por 15 jogos é porque tem qualidade", afirmou o técnico em entrevista coletiva.
Retornos - O lateral-direito Maílton está de volta após cumprir suspensão e ficará com a vaga de Vítor. Do outro lado, o lateral-esquerdo Allan Vieira também ficou fora por causa de cartões, mas já está pronto para recuperar seu lugar. A dúvida fica por conta do atacante Robinho, poupado dos últimos treinos por causa de dores no tornozelo. Apesar da cautela de Roberto Fernandes, o departamento médico do Santinha já tranquilizou a torcida e praticamente confirmou que o jogador está disponível.
SANTA CRUZ-PE X CONFIANÇA-SE
Local: Arruda - Recife (PE) às 15h30. Árbitro: Leonardo Sígari Zanon - PR. Assistentes: Luiz Souza Renesto - PR e Weber Felipe Silva - PR.
SANTA CRUZ-PE: Tiago Machowski; Maílton, Sandoval, Danny Morais e Allan Vieira; Eduardo, Willian Maranhão e Arthur Rezende; Jaílson, Robinho e Pipico. Técnico: Roberto Fernandes
CONFIANÇA-SE: Genivaldo; Apodi, Vinícius Simon, Rodolfo e Radar; Diogo, Flávio, Lucas Vinícius (Ítalo) e Rafael Villa; Tito e Léo Ceará. Técnico: Betinho.

A um passo do paraí so e perto do infer no. Analogicamente, é essa a situação atual do Confiança. Se vencer o Santa Cruz- esta Tarde no Estádio do Arruda em Recife. Se vencer o time sergipano vai a 22 pontos, retorna à zona de classificação e praticamente assegura pelo menos a participação na Série C em 2019. A derrota, porém, além de afastar o time mais ainda da zona de classificação, coloca o Confiança mais próximo da zona de rebaixamento, deixando todos em estado de alerta. O Confiança vem de uma fase triste. São nove jogos sem vitória. 
A grande novidade é a reestreia do treinador Betinho. Ele sabe e admite que assumiu a equipe em um momento crítico, mas acredita na força da equipe para em um gesto de superação de todos os jogadores arrancar umas vitórias na casa do adversário. Betinho promoveu algumas mudanças na expectativa de vencer.
O adversário não está em situação diferente. O Santa Cruz vem também de uma série de jogos sem vencer e a exemplo do Confiança deixou o Z4 na última rodada. Se perder hoje à tarde vê a situação se complicar mais ainda. Mas se vencer dará um salto em busca da classificação. Ambos os times perderam suas vagas no G4 na última rodada e um novo tropeço complica muito a classificação.
A três rodadas do fim da primeira fase da Série C, Santa Cruz e Confiança fazem um confronto decisivo na luta por uma vaga no G4. Neste sábado, às 15h30, os times jogam no estádio do Arruda, pela 16ª rodada.
O Santa Cruz está na quinta posição do Grupo A com 21 pontos, mesma pontuação que ABC e Botafogo-PB, terceiro e quarto colocados, respectivamente. O time perdeu duas posições na rodada passada, justamente por causa da derrota contra o clube paraibano.
O Confiança, que também iniciou a rodada passada no G4, vem em queda livre. Sem vencer desde a sexta rodada, o time vem de três derrotas consecutivas e soma 19 pontos. Vencer é fundamental para interromper a crise, continuar na briga pelo G4 e até mesmo para não correr risco de rebaixamento, uma vez que o Salgueiro, nono colocado, tem apenas três pontos a menos.

Novo técnico - A principal mudança do Confiança é a chegada do técnico Betinho. O treinador chega ao clube restando apenas três rodadas para o fim da fase de grupos com a missão de encerrar um jejum de nove jogos sem vitória.
Everton Santos e Iago, que vinham sendo titulares, sequer foram relacionados. Diogo, acostumado a jogar na lateral, reforçará o meio-campo como volante. A ideia é reforçar a marcação no setor. Com isso, Apodi terá oportunidade na lateral-direita.
"Eu tenho acompanhado a Série C a competição quase toda. Vi vários jogos do Confiança e das outras equipes também. Eu sei que o momento do Confiança não é bom, mas por outro lado esse grupo de jogadores provou dentro da competição do que é capaz. Uma equipe que permaneceu dentro do G-4 por 15 jogos é porque tem qualidade", afirmou o técnico em entrevista coletiva.

Retornos - O lateral-direito Maílton está de volta após cumprir suspensão e ficará com a vaga de Vítor. Do outro lado, o lateral-esquerdo Allan Vieira também ficou fora por causa de cartões, mas já está pronto para recuperar seu lugar. A dúvida fica por conta do atacante Robinho, poupado dos últimos treinos por causa de dores no tornozelo. Apesar da cautela de Roberto Fernandes, o departamento médico do Santinha já tranquilizou a torcida e praticamente confirmou que o jogador está disponível.

SANTA CRUZ-PE X CONFIANÇA-SE Local: Arruda - Recife (PE) às 15h30. Árbitro: Leonardo Sígari Zanon - PR. Assistentes: Luiz Souza Renesto - PR e Weber Felipe Silva - PR.

SANTA CRUZ-PE: Tiago Machowski; Maílton, Sandoval, Danny Morais e Allan Vieira; Eduardo, Willian Maranhão e Arthur Rezende; Jaílson, Robinho e Pipico. Técnico: Roberto Fernandes

CONFIANÇA-SE: Genivaldo; Apodi, Vinícius Simon, Rodolfo e Radar; Diogo, Flávio, Lucas Vinícius (Ítalo) e Rafael Villa; Tito e Léo Ceará. Técnico: Betinho.