Prefeito de Carmópolis morre aos 76 anos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Volney Leite estava em seu quinto mandato desde 2017
Volney Leite estava em seu quinto mandato desde 2017

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/08/2018 às 08:08:00

 

Gabriel Damásio
O prefeito de Carmó-
polis (Vale do Cotin-
guiba), Volney Leite Alves, 76 anos, morreu no final da manhã de ontem. Ele estava internado há uma semana no Hospital São Lucas, em Aracaju, e fazia tratamento contra a leucemia. Segundo informações dadas por amigos próximos, o gestor sentia fortes dores no corpo e foi internado, mas descobriu-se que a doença estava em estágio grave e o quadro de saúde dele piorou, em consequência de uma queda no nível de plaquetas do sangue.
Volney Leite era filiado ao DEM, estava em seu quinto mandato como prefeito de Carmópolis e estava no cargo desde 2017, quando venceu as eleições suplementares decretadas no município. Em nota, a Prefeitura de Carmópolis disse que o gestor dedicou sua vida à administração e aos cuidados com a cidade. Foi decretado luto oficial de três dias no município e o cargo passa a ser assumido pelo vice-prefeito, Alberto Narcizo da Cruz Neto, o 'Beto Caju'. Os funerais acontecem em Carmópolis, com o velório realizado desde a noite de ontem na casa da família. O corpo do prefeito será enterrado hoje, às 10h, no cemitério local. 
Em nota, o governador Belivaldo Chagas (PSD) disse que "é sempre muito triste perder um colega político" e se solidarizou com o povo de Carmópolis e os familiares de Volney Leite. Já o senador Eduardo Amorim (PSDB) destacou que ele era um dos principais nomes da política de Carmópolis. "Mais do que a relação política, eu e Volney éramos grandes amigos. A única coisa que podemos fazer é nos colocar à disposição dos familiares para ouvir no momento em que quiserem falar, e oferecer os nossos ombros e coração para apoiar vocês. Não há nada capaz de reparar tal perda, mas em nome da amizade de quem fica, e em honra da memória de quem se foi, é preciso transformar a dor em saudade e serenidade", escreveu Amorim.

O prefeito de Carmó- polis (Vale do Cotin- guiba), Volney Leite Alves, 76 anos, morreu no final da manhã de ontem. Ele estava internado há uma semana no Hospital São Lucas, em Aracaju, e fazia tratamento contra a leucemia. Segundo informações dadas por amigos próximos, o gestor sentia fortes dores no corpo e foi internado, mas descobriu-se que a doença estava em estágio grave e o quadro de saúde dele piorou, em consequência de uma queda no nível de plaquetas do sangue.
Volney Leite era filiado ao DEM, estava em seu quinto mandato como prefeito de Carmópolis e estava no cargo desde 2017, quando venceu as eleições suplementares decretadas no município. Em nota, a Prefeitura de Carmópolis disse que o gestor dedicou sua vida à administração e aos cuidados com a cidade. Foi decretado luto oficial de três dias no município e o cargo passa a ser assumido pelo vice-prefeito, Alberto Narcizo da Cruz Neto, o 'Beto Caju'. Os funerais acontecem em Carmópolis, com o velório realizado desde a noite de ontem na casa da família. O corpo do prefeito será enterrado hoje, às 10h, no cemitério local. 
Em nota, o governador Belivaldo Chagas (PSD) disse que "é sempre muito triste perder um colega político" e se solidarizou com o povo de Carmópolis e os familiares de Volney Leite. Já o senador Eduardo Amorim (PSDB) destacou que ele era um dos principais nomes da política de Carmópolis. "Mais do que a relação política, eu e Volney éramos grandes amigos. A única coisa que podemos fazer é nos colocar à disposição dos familiares para ouvir no momento em que quiserem falar, e oferecer os nossos ombros e coração para apoiar vocês. Não há nada capaz de reparar tal perda, mas em nome da amizade de quem fica, e em honra da memória de quem se foi, é preciso transformar a dor em saudade e serenidade", escreveu Amorim.