Polícia apreende 80 quilos de maconha na Barra

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Droga estava guardada em casa alugada que, segundo a polícia, não tinha moradores
Droga estava guardada em casa alugada que, segundo a polícia, não tinha moradores

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/08/2018 às 08:03:00

 

Milton Alves Júnior
Duas pessoas foram 
presas na noite da 
última quinta-feira, após serem flagradas armazenando mais de 80 quilos de maconha. A ocorrência foi registrada no município sergipano da Barra dos Coqueiros, região metropolitana de Aracaju, e contou com a participação de equipes da Tropa de Choque e do Grupamento Especial Tático de Motos (GETAM). De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, todos os dados referentes a este caso foram encaminhados ontem para o Departamento de Narcóticos da Polícia Civil de Sergipe que ficará responsável por dar procedimento às investigações.
Os dois suspeitos foram identificados como Lucas Sobral Oliveira, 22 anos, morador do local onde a droga foi encontrada; e Igor Daniel de Jesus Mota, 26 anos. De acordo com o setor de relações públicas da Polícia Militar, os agentes realizavam rondas ostensivas quando foram abordados por populares que denunciaram uma possível região dominada pelo tráfico. Reforçados taticamente pelos profissionais do Getam, os agentes revistaram os suspeitos que estavam em um veículo portando 116 gramas de maconha. Durante a revista os militares se depararam com um contrato de aluguel de imóvel.
A casa alugada era justamente o ambiente onde as dezenas de quilos de maconha estavam sendo armazenadas. Configurado o ato ilícito, os responsáveis foram encaminhamos para a delegacia e permanecem sob custódia do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe. O conteúdo apreendido foi encaminhado para o Departamento de Narcóticos (Denarc), que adotará os encaminhamentos operacionais. Assim como ocorreu no dia 20 de abril deste ano, a perspectiva é que a Polícia Federal assuma a posse da maconha e faça a incineração.
Em decorrência da vasta quantidade de droga apreendida, os agentes inicialmente presentes na operação solicitaram reforço e foram atendidos por equipes do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) e do Esquadrão de Polícia Montada (EPMon).

Duas pessoas foram  presas na noite da  última quinta-feira, após serem flagradas armazenando mais de 80 quilos de maconha. A ocorrência foi registrada no município sergipano da Barra dos Coqueiros, região metropolitana de Aracaju, e contou com a participação de equipes da Tropa de Choque e do Grupamento Especial Tático de Motos (GETAM). De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, todos os dados referentes a este caso foram encaminhados ontem para o Departamento de Narcóticos da Polícia Civil de Sergipe que ficará responsável por dar procedimento às investigações.
Os dois suspeitos foram identificados como Lucas Sobral Oliveira, 22 anos, morador do local onde a droga foi encontrada; e Igor Daniel de Jesus Mota, 26 anos. De acordo com o setor de relações públicas da Polícia Militar, os agentes realizavam rondas ostensivas quando foram abordados por populares que denunciaram uma possível região dominada pelo tráfico. Reforçados taticamente pelos profissionais do Getam, os agentes revistaram os suspeitos que estavam em um veículo portando 116 gramas de maconha. Durante a revista os militares se depararam com um contrato de aluguel de imóvel.
A casa alugada era justamente o ambiente onde as dezenas de quilos de maconha estavam sendo armazenadas. Configurado o ato ilícito, os responsáveis foram encaminhamos para a delegacia e permanecem sob custódia do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe. O conteúdo apreendido foi encaminhado para o Departamento de Narcóticos (Denarc), que adotará os encaminhamentos operacionais. Assim como ocorreu no dia 20 de abril deste ano, a perspectiva é que a Polícia Federal assuma a posse da maconha e faça a incineração.
Em decorrência da vasta quantidade de droga apreendida, os agentes inicialmente presentes na operação solicitaram reforço e foram atendidos por equipes do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) e do Esquadrão de Polícia Montada (EPMon).