Aracaju atinge meta de saúde do Bolsa Família

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/08/2018 às 08:06:00

 

O município de Aracaju atingiu o maior percentual de cobertura das condicionalidades de saúde do Programa Bolsa Família dos últimos quatro anos. De acordo com dados do Portal do Bolsa Família, 71,3% dos beneficiários do programa em Aracaju atingiram os requisitos exigidos pelo programa, através de trabalho conjunto realizado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com a Secretaria da Assistência Social e da Educação. 
Para ter acesso e permanecer no programa, é necessário cumprir exigências nestas áreas de saúde, educação e assistência social, por exemplo. No que diz respeito a saúde, devem ser realizados o acompanhamento do pré-natal e o comparecimento às consultas na unidade de saúde na área de abrangência do seu território, além de participar das atividades educativas ofertadas pelas equipes de saúde sobre aleitamento materno e promoção da alimentação saudável.
Já os responsáveis pelas crianças devem levá-las às unidades de saúde ou aos locais de vacinação e manter atualizado o calendário de imunização, conforme diretrizes do Ministério da Saúde, bem como realizar o acompanhamento do estado nutricional, do desenvolvimento e outras ações.
Meta - A coordenadora do Serviço Social e do Programa Bolsa Família da SMS, Sindaya Belfort, reforça que, de 2014 até agora, foi a primeira vez que a Saúde atingiu a meta pactuada pelo município para acompanhamento, que deve ser de 70% das famílias com perfil 'saúde'. "Ao entrar no Bolsa Família, a família compromete-se a cumprir condicionalidades nas áreas de saúde e educação. No que se refere à saúde, as famílias precisam estar vinculadas a uma unidade de saúde e realizar os cuidados básicos, como acompanhar o crescimento, desenvolvimento, seguir o calendário de vacinação para as crianças, a agenda pré-natal para gestantes, pós-parto e mães em amamentação", complementa a coordenadora.
O Bolsa Família é um programa que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade no Brasil. Ele foi criado em outubro de 2003 e possui três eixos. O primeiro garante uma renda mínima, todos os meses, para as famílias atendidas pelo Programa, benefício este que é transferido diretamente pelo governo federal. Esse eixo garante o alívio mais imediato da pobreza.

O município de Aracaju atingiu o maior percentual de cobertura das condicionalidades de saúde do Programa Bolsa Família dos últimos quatro anos. De acordo com dados do Portal do Bolsa Família, 71,3% dos beneficiários do programa em Aracaju atingiram os requisitos exigidos pelo programa, através de trabalho conjunto realizado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com a Secretaria da Assistência Social e da Educação. 
Para ter acesso e permanecer no programa, é necessário cumprir exigências nestas áreas de saúde, educação e assistência social, por exemplo. No que diz respeito a saúde, devem ser realizados o acompanhamento do pré-natal e o comparecimento às consultas na unidade de saúde na área de abrangência do seu território, além de participar das atividades educativas ofertadas pelas equipes de saúde sobre aleitamento materno e promoção da alimentação saudável.
Já os responsáveis pelas crianças devem levá-las às unidades de saúde ou aos locais de vacinação e manter atualizado o calendário de imunização, conforme diretrizes do Ministério da Saúde, bem como realizar o acompanhamento do estado nutricional, do desenvolvimento e outras ações.

Meta - A coordenadora do Serviço Social e do Programa Bolsa Família da SMS, Sindaya Belfort, reforça que, de 2014 até agora, foi a primeira vez que a Saúde atingiu a meta pactuada pelo município para acompanhamento, que deve ser de 70% das famílias com perfil 'saúde'. "Ao entrar no Bolsa Família, a família compromete-se a cumprir condicionalidades nas áreas de saúde e educação. No que se refere à saúde, as famílias precisam estar vinculadas a uma unidade de saúde e realizar os cuidados básicos, como acompanhar o crescimento, desenvolvimento, seguir o calendário de vacinação para as crianças, a agenda pré-natal para gestantes, pós-parto e mães em amamentação", complementa a coordenadora.
O Bolsa Família é um programa que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade no Brasil. Ele foi criado em outubro de 2003 e possui três eixos. O primeiro garante uma renda mínima, todos os meses, para as famílias atendidas pelo Programa, benefício este que é transferido diretamente pelo governo federal. Esse eixo garante o alívio mais imediato da pobreza.