Acese espera boas vendas no Dia dos Pais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/08/2018 às 07:43:00

 

As vendas do Dia dos Pais deverão ter um índice de crescimento de 3% a 5%, em relação ao mesmo período do ano anterior, no Centro Comercial de Aracaju, é o que estima a Associação Comercial e Empresarial de Sergipe. A expectativa da Acese e dos comerciantes é um pouco mais otimista do que a pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que prevê um desempenho de crescimento em 2,5% já descontados impostos.
O presidente da Acese, Marco Aurélio Pinheiro, acredita na potencialidade de vendas do Centro Comercial exatamente como uma saída para aqueles que pretendem presentear gastando menos. "Percebemos muita cautela e uma mudança nos hábitos de consumo dos brasileiros desde o início da recessão que enfrentamos. Acreditamos que o comércio local tem grandes chances de crescimento em meio à crise, exatamente por ofertar um grande mix de produtos a preços mais baixos", explica.
De acordo com o vice-presidente da entidade, Maurício Vasconcelos, a greve dos caminhoneiros e a Copa do Mundo afetaram diretamente o faturamento de julho e que comerciantes esperam a retomada do crescimento nas vendas a partir deste mês. "Estamos na expectativa de uma retomada lenta nas vendas do comércio a partir do Dia dos Pais, com um crescimento entre 3% e 5% em relação ao ano passado", vislumbra.
A empresária Jeane Araújo Brito Oliveira demonstra confiança nas vendas para o Dia dos Pais. Tanto que ampliou o mix de produtos e investiu em divulgação de sua loja. "O comércio, de modo geral, vem passando por momentos difíceis, mas estamos otimistas. Este ano adquirimos um mix maior de produtos para este público exatamente por acreditarmos na potencialidade desta data. Além disso, investimos também em publicidade. Então, esperamos um retorno maior", aponta.

As vendas do Dia dos Pais deverão ter um índice de crescimento de 3% a 5%, em relação ao mesmo período do ano anterior, no Centro Comercial de Aracaju, é o que estima a Associação Comercial e Empresarial de Sergipe. A expectativa da Acese e dos comerciantes é um pouco mais otimista do que a pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que prevê um desempenho de crescimento em 2,5% já descontados impostos.
O presidente da Acese, Marco Aurélio Pinheiro, acredita na potencialidade de vendas do Centro Comercial exatamente como uma saída para aqueles que pretendem presentear gastando menos. "Percebemos muita cautela e uma mudança nos hábitos de consumo dos brasileiros desde o início da recessão que enfrentamos. Acreditamos que o comércio local tem grandes chances de crescimento em meio à crise, exatamente por ofertar um grande mix de produtos a preços mais baixos", explica.
De acordo com o vice-presidente da entidade, Maurício Vasconcelos, a greve dos caminhoneiros e a Copa do Mundo afetaram diretamente o faturamento de julho e que comerciantes esperam a retomada do crescimento nas vendas a partir deste mês. "Estamos na expectativa de uma retomada lenta nas vendas do comércio a partir do Dia dos Pais, com um crescimento entre 3% e 5% em relação ao ano passado", vislumbra.
A empresária Jeane Araújo Brito Oliveira demonstra confiança nas vendas para o Dia dos Pais. Tanto que ampliou o mix de produtos e investiu em divulgação de sua loja. "O comércio, de modo geral, vem passando por momentos difíceis, mas estamos otimistas. Este ano adquirimos um mix maior de produtos para este público exatamente por acreditarmos na potencialidade desta data. Além disso, investimos também em publicidade. Então, esperamos um retorno maior", aponta.