Vereador diz que PMA pode conceder reajuste

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/08/2018 às 07:50:00

 

O vereador Iran Barbosa (PT), que tem se posicionado em favor da categoria médico, defendendo as suas pautas, utilizou a tribuna da Casa Parlamentar para reafirmar a possibilidade da concessão do reajuste salarial aos servidores municipais.
 "Através das informações oficiais da Prefeitura Municipal de Aracaju, afirmo que é possível garantir uma boa negociação sobre o reajuste salarial para os servidores públicos municipais, porque há margem legal para isso", afirmou Iran.
Ao mencionar os dados do último relatório de gestão fiscal, o vereador destacou aquele que corresponde ao comprometimento da folha de pessoal em relação à receita corrente líquida do Município.
"Há um comprometimento de exatos 48,52% da nossa receita corrente líquida com pagamento de pessoal e encargos. Isso significa que a Administração Municipal pode conceder um reajuste linear de até 5,72% aos servidores públicos, este ano, sem ferir a legislação; podendo, ainda, chegar ao limite máximo de comprometimento (54%), oferecendo um reajuste de até 11,29%", analisou.

O vereador Iran Barbosa (PT), que tem se posicionado em favor da categoria médico, defendendo as suas pautas, utilizou a tribuna da Casa Parlamentar para reafirmar a possibilidade da concessão do reajuste salarial aos servidores municipais.
 "Através das informações oficiais da Prefeitura Municipal de Aracaju, afirmo que é possível garantir uma boa negociação sobre o reajuste salarial para os servidores públicos municipais, porque há margem legal para isso", afirmou Iran.
Ao mencionar os dados do último relatório de gestão fiscal, o vereador destacou aquele que corresponde ao comprometimento da folha de pessoal em relação à receita corrente líquida do Município.
"Há um comprometimento de exatos 48,52% da nossa receita corrente líquida com pagamento de pessoal e encargos. Isso significa que a Administração Municipal pode conceder um reajuste linear de até 5,72% aos servidores públicos, este ano, sem ferir a legislação; podendo, ainda, chegar ao limite máximo de comprometimento (54%), oferecendo um reajuste de até 11,29%", analisou.