Mendonça defende remuneração digna para juízes

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/06/2012 às 11:50:00

O deputado federal Mendonça Prado (DEM) defendeu o melhor tratamento orçamentário ao judiciário brasileiro. Segundo o parlamentar sergipano, está equivocada a posição da presidente Dilma Rousseff, que afirmou ser contrária ao aumento salarial dos magistrados do País.
"Os juízes responsáveis por decisões importantes na vida dos cidadãos e possuidores de um vasto conhecimento jurídico, em função de anos de muito estudo, devem ter remuneração digna", ressaltou Mendonça.
Para Mendonça é preciso ter a compreensão que a magistratura deve ser realmente valorizada, pois advogados que constituem bancas reconhecidas auferem lucros em razão da defesa que realizam de importantes clientes. Assim sendo, a carreira de magistrado sem salários condizentes, aos poucos, vai se tornando uma segunda opção para os jovens dotados de extraordinária capacidade jurídica.
Atrativos - Conforme Mendonça, as carreiras de Estado e o serviço público de modo geral precisam ter atrativos para serem exercidos pelos melhores. Isso só acontecerá com o fortalecimento das principais características, como: a segurança de uma previdência justa, uma estabilidade funcional e uma remuneração satisfatória.
Por fim, disse que o judiciário brasileiro é exemplar. Se há morosidade processual, os obstáculos estão nas leis aprovadas pelo legislativo e sancionadas pelo executivo.
"Os juízes cumprem rigorosamente suas atribuições. As criticas devem ser direcionadas ao ordenamento jurídico e não aos que interpretam as normas. O magistrado brasileiro precisa ganhar mais e nós políticos temos que ter a coragem de defender essa tese, convictos  de que queremos o melhor para a sociedade", finalizou Mendonça.