Capela de igreja na Barra volta a ser arrombada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Segundo o pároco, reviraram os arquivos e levaram alguns pertences da igreja
Segundo o pároco, reviraram os arquivos e levaram alguns pertences da igreja

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/08/2018 às 08:02:00

 

Milton Alves Júnior
Pela terceira vez em 
menos de um ano a 
capela São José da Igreja Santa Luzia, no município de Barra dos Coqueiros, região metropolitana de Aracaju, foi invadida por assaltantes durante a madrugada. Conforme oficializado em Boletim de Ocorrência, o ato criminal foi registrado na madrugada de ontem, quando foram levados materiais de som e litúrgico. Até a tarde de ontem a Polícia Civil ainda não havia encontrado o paradeiro dos acusados. Além das invasões, o índice de assaltos a fiéis tem tirado o sossego da comunidade católica da Barra.
Segundo Fabiano Santos, pároco da igreja, com frequência, sempre após as celebrações, fiéis são abordados por assaltantes que costumam subtrair celulares, carteiras, jóias como alianças e correntes, é demais pertences pessoais. Apesar dos sucessivos pedidos de qualificação da Segurança Pública na comunidade, o pleito não foi atendido e a igreja segue no alvo da marginalidade. O padre lamentou a mais nova sessão de saque do sacrário onde ficam armazenadas as hóstias consagradas e pede apoio da população para descobrir os autores do roubo.
"Reviraram os arquivos e levaram alguns pertences da igreja. É triste e preocupante perceber que a casa sagrada do Senhor e seus fiéis não estão sendo poupados por estes pecadores. Pedimos que a Polícia amplie as rondas e abordagens, e que os populares denunciem os responsáveis por mais esta perda", declarou. O pedido do padre é compartilhado pelo morador Fred Teles. De acordo com o denunciante, a população da Barra sofre com o aumento no índice da marginalidade.
"Para vocês analisarem como está a Barra, as pessoas andam com medo de ir até para a igreja; o local santo não está sendo perdoado por ladroes que agem pela manhã, tarde, noite e madrugada. O clamor do padre Fabiano Santos representa o pedido de milhares de cidadãos de bem que moram em nossa querida cidade", disse.

Pela terceira vez em  menos de um ano a  capela São José da Igreja Santa Luzia, no município de Barra dos Coqueiros, região metropolitana de Aracaju, foi invadida por assaltantes durante a madrugada. Conforme oficializado em Boletim de Ocorrência, o ato criminal foi registrado na madrugada de ontem, quando foram levados materiais de som e litúrgico. Até a tarde de ontem a Polícia Civil ainda não havia encontrado o paradeiro dos acusados. Além das invasões, o índice de assaltos a fiéis tem tirado o sossego da comunidade católica da Barra.
Segundo Fabiano Santos, pároco da igreja, com frequência, sempre após as celebrações, fiéis são abordados por assaltantes que costumam subtrair celulares, carteiras, jóias como alianças e correntes, é demais pertences pessoais. Apesar dos sucessivos pedidos de qualificação da Segurança Pública na comunidade, o pleito não foi atendido e a igreja segue no alvo da marginalidade. O padre lamentou a mais nova sessão de saque do sacrário onde ficam armazenadas as hóstias consagradas e pede apoio da população para descobrir os autores do roubo.
"Reviraram os arquivos e levaram alguns pertences da igreja. É triste e preocupante perceber que a casa sagrada do Senhor e seus fiéis não estão sendo poupados por estes pecadores. Pedimos que a Polícia amplie as rondas e abordagens, e que os populares denunciem os responsáveis por mais esta perda", declarou. O pedido do padre é compartilhado pelo morador Fred Teles. De acordo com o denunciante, a população da Barra sofre com o aumento no índice da marginalidade.
"Para vocês analisarem como está a Barra, as pessoas andam com medo de ir até para a igreja; o local santo não está sendo perdoado por ladroes que agem pela manhã, tarde, noite e madrugada. O clamor do padre Fabiano Santos representa o pedido de milhares de cidadãos de bem que moram em nossa querida cidade", disse.