Sindicalista declara apoio a Jackson e lembra implantação de PCCV

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O sindicalista Waldir Rodrigues com o ex-governador Jackson Barreto
O sindicalista Waldir Rodrigues com o ex-governador Jackson Barreto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/08/2018 às 08:07:00

 

O candidato ao Sena
do pelo MDB, Jack
son Barreto, recebeu apoio do sindicalista e servidor público Waldir Rodrigues nesta quarta-feira (08). Waldir presidiu o Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Sintrase) durante anos e usou seu perfil pessoal no Facebook para expressar adesão à candidatura do Mdebista ao Congresso e ressaltar a atuação de Jackson, enquanto governador do Estado, para implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos servidores públicos.
"Jackson Barreto é meu Senador e não tem nada a ver com gratidão! Não gosto dessa palavra, mas defino como um voto de respeito ao cidadão, político que soube respeitar e receber toda direção do Sintrase, bem como sentar na mesa e participar diretamente das negociações do PCCV, que muitos críticos que desconheciam a situação anterior de penúria e desespero de milhares de servidores ou que ouviu dizer de alguém que o plano não presta, buscam desvalorizar uma grande conquista, que precisa de ajustes para voltar à normalidade e melhorar. Sei que não sou fácil de lidar e em alguns momentos exagerei com críticas contundentes, nunca me arrependo do que fiz, mesmo porque tudo foi superado, principalmente, por Jackson Barreto que relevou a maior grosseria que eu cometi em toda minha vida de sindicalista", escreveu Waldir, referindo-se à implantação, no governo de Jackson Barreto, do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos servidores públicos estaduais da Administração Direta, Saúde e Engenharia.
O PCCV foi implantado em 2016 e beneficiou mais de 7.700 servidores estaduais ativos, os quais passaram a ter vencimentos iniciais e progressão salarial por titulação e tempo de serviço. Com o Plano, servidores de nível básico, como merendeiras e vigilantes, de nível técnico e de nível superior tiveram suas carreiras organizadas, com progressão salarial de 5% a cada três anos. Por exemplo, um servidor de nível básico que tem salário inicial de R$ 900, pode finalizar a carreira recebendo R$ 1.781,94.
Jackson Barreto agradeceu o apoio de Waldir e afirmou que sempre trabalhou pela valorização do servidor público, seja na Prefeitura de Aracaju, onde realizou concurso público quando foi gestor, seja à frente do Executivo estadual. "Prometi implantar o PCCV e honrei meu compromisso. O Plano de Cargos e Vencimentos resgata a vida profissional dos servidores, que passaram a ter uma carreira estruturada, uma tabela com os interníveis assegurados com direito a titulação, dando tranquilidade na aposentadoria. Fico grato com o apoio de Waldir, é o reconhecimento ao meu trabalho, a minha missão política, que é servir ao meu estado", afirmou.

O candidato ao Sena do pelo MDB, Jack son Barreto, recebeu apoio do sindicalista e servidor público Waldir Rodrigues nesta quarta-feira (08). Waldir presidiu o Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Sintrase) durante anos e usou seu perfil pessoal no Facebook para expressar adesão à candidatura do Mdebista ao Congresso e ressaltar a atuação de Jackson, enquanto governador do Estado, para implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos servidores públicos.
"Jackson Barreto é meu Senador e não tem nada a ver com gratidão! Não gosto dessa palavra, mas defino como um voto de respeito ao cidadão, político que soube respeitar e receber toda direção do Sintrase, bem como sentar na mesa e participar diretamente das negociações do PCCV, que muitos críticos que desconheciam a situação anterior de penúria e desespero de milhares de servidores ou que ouviu dizer de alguém que o plano não presta, buscam desvalorizar uma grande conquista, que precisa de ajustes para voltar à normalidade e melhorar. Sei que não sou fácil de lidar e em alguns momentos exagerei com críticas contundentes, nunca me arrependo do que fiz, mesmo porque tudo foi superado, principalmente, por Jackson Barreto que relevou a maior grosseria que eu cometi em toda minha vida de sindicalista", escreveu Waldir, referindo-se à implantação, no governo de Jackson Barreto, do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos servidores públicos estaduais da Administração Direta, Saúde e Engenharia.
O PCCV foi implantado em 2016 e beneficiou mais de 7.700 servidores estaduais ativos, os quais passaram a ter vencimentos iniciais e progressão salarial por titulação e tempo de serviço. Com o Plano, servidores de nível básico, como merendeiras e vigilantes, de nível técnico e de nível superior tiveram suas carreiras organizadas, com progressão salarial de 5% a cada três anos. Por exemplo, um servidor de nível básico que tem salário inicial de R$ 900, pode finalizar a carreira recebendo R$ 1.781,94.
Jackson Barreto agradeceu o apoio de Waldir e afirmou que sempre trabalhou pela valorização do servidor público, seja na Prefeitura de Aracaju, onde realizou concurso público quando foi gestor, seja à frente do Executivo estadual. "Prometi implantar o PCCV e honrei meu compromisso. O Plano de Cargos e Vencimentos resgata a vida profissional dos servidores, que passaram a ter uma carreira estruturada, uma tabela com os interníveis assegurados com direito a titulação, dando tranquilidade na aposentadoria. Fico grato com o apoio de Waldir, é o reconhecimento ao meu trabalho, a minha missão política, que é servir ao meu estado", afirmou.