Artista plástico José Fernandes é tema de livro e documentário

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/08/2018 às 06:40:00

 

A Editora Oficial do Estado de Sergipe (Edise) lançará no dia 16 de agosto, às 17h, no Museu da Gente Sergipana, a sua mais nova obra, o livro 'José Fernandes', do autor Marcelo Ribeiro.
A publicação trata da vida de um dos maiores artistas plásticos do nosso Estado, José Fernandes Alves dos Santos, nascido no município de Lagarto, interior de Sergipe, no ano de 1959. A obra não apenas relata os 40 anos de carreira profissional desse grande desenhista e pintor, mas também fatos sobre a sua vida boêmia. Além do livro, na mesma ocasião será lançado o documentário 'Zé, um sergipano do Brasil', de Paulo Lobo e Álvaro Bonfilho.
No livro, o autor consegue transmitir, com sensibilidade, as dificuldades que o artista enfrentou ao longo da vida até alcançar o reconhecimento e valorização para viver da sua arte. Marcelo Ribeiro complementa dizendo que a obra é uma pequena contribuição para que outras pessoas tenham o privilégio de enxergar a pessoa humana que há por trás do grande artista.
 "A intenção foi de, modestamente, contribuir para que haja um maior reconhecimento do grande artista que é. Zé é um grande defensor das Artes (pintura e música, principalmente), uma pessoa extremamente solidária, simples, generosa. Amigo dos amigos. Um cara sempre solícito e bem-humorado", disse Marcelo Ribeiro. 
O presidente da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe (Segrase), Ricardo Roriz, falou sobre o fato de mais um livro publicado pela Edise fortalecer e valorizar os artistas da nossa região. "É de extrema importância publicar uma obra desse tipo. José Fernandes é um grande artista, reconhecido não só nacional como internacionalmente. É um orgulho para todos nós fazermos parte desse momento tão especial e poder conhecer mais detalhadamente a vida desse talentoso homem", destacou.
As obras de José Fernandes sempre mantiveram seu foco a temas regionais e a valorização por corpos e rostos femininos, as feiras, os mercados e tudo que engloba esse cenário, como pescadores, peixes, cavalos e galos também estão presentes, e as suas pombas, marca registrada do artista, onde para Zé Fernandes a ave é "o símbolo universal da paz, do amor, da harmonia e da fraternidade".

A Editora Oficial do Estado de Sergipe (Edise) lançará no dia 16 de agosto, às 17h, no Museu da Gente Sergipana, a sua mais nova obra, o livro 'José Fernandes', do autor Marcelo Ribeiro.
A publicação trata da vida de um dos maiores artistas plásticos do nosso Estado, José Fernandes Alves dos Santos, nascido no município de Lagarto, interior de Sergipe, no ano de 1959. A obra não apenas relata os 40 anos de carreira profissional desse grande desenhista e pintor, mas também fatos sobre a sua vida boêmia. Além do livro, na mesma ocasião será lançado o documentário 'Zé, um sergipano do Brasil', de Paulo Lobo e Álvaro Bonfilho.
No livro, o autor consegue transmitir, com sensibilidade, as dificuldades que o artista enfrentou ao longo da vida até alcançar o reconhecimento e valorização para viver da sua arte. Marcelo Ribeiro complementa dizendo que a obra é uma pequena contribuição para que outras pessoas tenham o privilégio de enxergar a pessoa humana que há por trás do grande artista.
 "A intenção foi de, modestamente, contribuir para que haja um maior reconhecimento do grande artista que é. Zé é um grande defensor das Artes (pintura e música, principalmente), uma pessoa extremamente solidária, simples, generosa. Amigo dos amigos. Um cara sempre solícito e bem-humorado", disse Marcelo Ribeiro. 
O presidente da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe (Segrase), Ricardo Roriz, falou sobre o fato de mais um livro publicado pela Edise fortalecer e valorizar os artistas da nossa região. "É de extrema importância publicar uma obra desse tipo. José Fernandes é um grande artista, reconhecido não só nacional como internacionalmente. É um orgulho para todos nós fazermos parte desse momento tão especial e poder conhecer mais detalhadamente a vida desse talentoso homem", destacou.
As obras de José Fernandes sempre mantiveram seu foco a temas regionais e a valorização por corpos e rostos femininos, as feiras, os mercados e tudo que engloba esse cenário, como pescadores, peixes, cavalos e galos também estão presentes, e as suas pombas, marca registrada do artista, onde para Zé Fernandes a ave é "o símbolo universal da paz, do amor, da harmonia e da fraternidade".