Publicado edital para recebimento de propostas de suprimento de Gás Natural em Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A chamada pública pode  reduzir o preço do gás natural praticado em Sergipe
A chamada pública pode reduzir o preço do gás natural praticado em Sergipe

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/08/2018 às 06:56:00

 

Buscando as melhores condições de suprimento para o mercado e a diversificação do portfólio de aquisição de gás natural, ontem, a SERGÁS abriu a chamada pública coletiva para suprimento de Gás Natural que dá oportunidade a todos os agentes do mercado nacional e internacional de suprir Gás Natural para a distribuidora.
Já estão disponíveis no site www.sergipegas.com.br os documentos do processo (em português) e as respostas às perguntas frequentes (FAQ).
Todos os produtores, nacionais ou internacionais, importadores e todos os que sejam ou queiram atuar como agentes comercializadores no mercado brasileiro podem participar da chamada pública.
A SERGÁS possui 27.246 clientes e distribui diariamente um volume de 245,4 mil metros cúbicos de Gás Natural canalizado para a indústria, comércio, residências e postos de combustível em 7 municípios sergipanos (dados de Julho/18).
A iniciativa é parte de um esforço conjunto das companhias distribuidoras locais (CDL) de Gás Natural do nordeste brasileiro que juntas somam um volume potencial de aquisição de 9,4 milhões de metros cúbicos de Gás Natural por dia.
Segundo o Diretor Presidente da SERGAS, Eugênio Dezen, esta iniciativa em Sergipe é viável graças à recente implantação da Usina Termoelétrica Porto Sergipe I, que introduz a oferta de Gás Natural Liquefeito (GNL) no estado e consequentemente as oportunidades de novas fontes de suprimento de Gás Natural em Sergipe.
As CDLs têm autonomia para a aquisição de gás natural e trabalham com diferentes supridores, sendo a Petrobras o principal supridor do mercado brasileiro. Com o novo posicionamento estratégico da Petrobras e o direcionamento para uma política de desinvestimento e redução gradual na participação na cadeia de Gás Natural evidenciou-se a necessidade de desenvolver novas possibilidades de suprimento de Gás Natural para as distribuidoras do nordeste, estimulando as mesmas a buscarem supridores que possam ofertar o Gás Natural em condições que estimulem a competitividade do Estado de Sergipe de atrair novos investimentos.

Buscando as melhores condições de suprimento para o mercado e a diversificação do portfólio de aquisição de gás natural, ontem, a SERGÁS abriu a chamada pública coletiva para suprimento de Gás Natural que dá oportunidade a todos os agentes do mercado nacional e internacional de suprir Gás Natural para a distribuidora.
Já estão disponíveis no site www.sergipegas.com.br os documentos do processo (em português) e as respostas às perguntas frequentes (FAQ).
Todos os produtores, nacionais ou internacionais, importadores e todos os que sejam ou queiram atuar como agentes comercializadores no mercado brasileiro podem participar da chamada pública.
A SERGÁS possui 27.246 clientes e distribui diariamente um volume de 245,4 mil metros cúbicos de Gás Natural canalizado para a indústria, comércio, residências e postos de combustível em 7 municípios sergipanos (dados de Julho/18).
A iniciativa é parte de um esforço conjunto das companhias distribuidoras locais (CDL) de Gás Natural do nordeste brasileiro que juntas somam um volume potencial de aquisição de 9,4 milhões de metros cúbicos de Gás Natural por dia.
Segundo o Diretor Presidente da SERGAS, Eugênio Dezen, esta iniciativa em Sergipe é viável graças à recente implantação da Usina Termoelétrica Porto Sergipe I, que introduz a oferta de Gás Natural Liquefeito (GNL) no estado e consequentemente as oportunidades de novas fontes de suprimento de Gás Natural em Sergipe.
As CDLs têm autonomia para a aquisição de gás natural e trabalham com diferentes supridores, sendo a Petrobras o principal supridor do mercado brasileiro. Com o novo posicionamento estratégico da Petrobras e o direcionamento para uma política de desinvestimento e redução gradual na participação na cadeia de Gás Natural evidenciou-se a necessidade de desenvolver novas possibilidades de suprimento de Gás Natural para as distribuidoras do nordeste, estimulando as mesmas a buscarem supridores que possam ofertar o Gás Natural em condições que estimulem a competitividade do Estado de Sergipe de atrair novos investimentos.