Treinador de goleiros é preso com tabletes de cocaína

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/08/2018 às 08:04:00

 

Agentes do Departamento de Narcóticos (Denarc) prenderam ontem o treinador de goleiros Peter Gomes Silva, 39 anos, acusado pelo crime de tráfico de drogas. A prisão aconteceu na residência do acusado, na Avenida Senador Júlio Leite, bairro Aeroporto (zona sul). Segundo o delegado André Baronto, do Denarc, os policiais agentes receberam uma denúncia anônima, informando a prática de tráfico de drogas em uma residência naquela região. 
A denúncia acabou confirmada após as investigações e uma equipe foi até a casa indicada para fazer a diligência. Nela, os policiais apreenderam dois quilos de cocaína em forma de tabletes, porções médias e pequenas da mesma droga, além de balanças digitais. Peter foi conduzido ao Denarc e autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas. 
O acusado é treinador autônomo de goleiros, não tem ligações com nenhum clube de futebol e não possui antecedentes criminais. O delegado informou que, até o momento, ainda não há indícios de que a venda das drogas teria algum tipo de relação com a atividade profissional dele. "Não é possível nesse momento afirmar a origem da droga e nem se essa droga teria alguma relação com a atividade dele. Nós imaginamos que ele tenha começado a comercializar esse tipo de entorpecente há pouco tempo", disse o delegado. As investigações continuam para identificar o possível de outras pessoas no crime. 
Outra prisão - Em outra diligência cumprida ontem, os policiais do Denarc prenderam em flagrante o ex-presidiário Ginaldo Santos Neto, 26 anos, no Conjunto Santa Tereza (zona sul). A partir de denúncia anônima, os policiais do Denarc identificaram uma residência onde foi apreendido por volta de meio quilo de cocaína. A denúncia foi feita logo após a prisão do treinador de goleiros. 
A informação apontava que a outra parte da droga estaria sendo armazenada por Ginaldo em sua residência, localizada na rua Jaime de Souza Lima, Conjunto Santa Tereza. Os policiais seguiram para o endereço indicado, localizaram Ginaldo e apreenderam mais de meio quilo de maconha em sua residência.
Ginaldo Santos Neto já havia sido preso e condenado a 14 anos de prisão no ano de 2013, pelo crime de latrocínio, mas após recursos, sua pena foi reduzida e ele passou pouco mais de 2 anos preso. Ele também já havia sido preso e condenado por porte ilegal de arma de fogo no ano de 2012. Diante da situação, o ex-detento foi conduzido para o Denarc e autuado em flagrante delito por tráfico de drogas.

Agentes do Departamento de Narcóticos (Denarc) prenderam ontem o treinador de goleiros Peter Gomes Silva, 39 anos, acusado pelo crime de tráfico de drogas. A prisão aconteceu na residência do acusado, na Avenida Senador Júlio Leite, bairro Aeroporto (zona sul). Segundo o delegado André Baronto, do Denarc, os policiais agentes receberam uma denúncia anônima, informando a prática de tráfico de drogas em uma residência naquela região. 
A denúncia acabou confirmada após as investigações e uma equipe foi até a casa indicada para fazer a diligência. Nela, os policiais apreenderam dois quilos de cocaína em forma de tabletes, porções médias e pequenas da mesma droga, além de balanças digitais. Peter foi conduzido ao Denarc e autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas. 
O acusado é treinador autônomo de goleiros, não tem ligações com nenhum clube de futebol e não possui antecedentes criminais. O delegado informou que, até o momento, ainda não há indícios de que a venda das drogas teria algum tipo de relação com a atividade profissional dele. "Não é possível nesse momento afirmar a origem da droga e nem se essa droga teria alguma relação com a atividade dele. Nós imaginamos que ele tenha começado a comercializar esse tipo de entorpecente há pouco tempo", disse o delegado. As investigações continuam para identificar o possível de outras pessoas no crime. 

Outra prisão - Em outra diligência cumprida ontem, os policiais do Denarc prenderam em flagrante o ex-presidiário Ginaldo Santos Neto, 26 anos, no Conjunto Santa Tereza (zona sul). A partir de denúncia anônima, os policiais do Denarc identificaram uma residência onde foi apreendido por volta de meio quilo de cocaína. A denúncia foi feita logo após a prisão do treinador de goleiros. 
A informação apontava que a outra parte da droga estaria sendo armazenada por Ginaldo em sua residência, localizada na rua Jaime de Souza Lima, Conjunto Santa Tereza. Os policiais seguiram para o endereço indicado, localizaram Ginaldo e apreenderam mais de meio quilo de maconha em sua residência.
Ginaldo Santos Neto já havia sido preso e condenado a 14 anos de prisão no ano de 2013, pelo crime de latrocínio, mas após recursos, sua pena foi reduzida e ele passou pouco mais de 2 anos preso. Ele também já havia sido preso e condenado por porte ilegal de arma de fogo no ano de 2012. Diante da situação, o ex-detento foi conduzido para o Denarc e autuado em flagrante delito por tráfico de drogas.