Ativos totais do Banese chegam a R$ 5,2 bilhões

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente do Banese, Fernando Mota
O presidente do Banese, Fernando Mota

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 17/08/2018 às 08:43:00

 

Os ativos totais do Banco 
do Estado de Sergipe 
(Banese) superaram o montante de R$ 5 bilhões no primeiro semestre de 2018, de acordo com o balanço financeiro do período divulgado esta semana pela instituição. Segundo o balanço, no primeiro semestre de 2018 os ativos totais do Banese, que correspondem à soma de todos os recursos do banco, chegaram a R$ 5,2 bilhões, resultado 12,7% superior ao registrado no mesmo período de 2017. 
De acordo com o presidente do Banese, Fernando Mota, apesar da retração nas operações de crédito, fato este influenciado pela atividade econômica do país ainda em um ritmo de recuperação bastante lento, o banco vem fortalecendo seus indicadores patrimoniais e mantendo excelente liquidez.
"Seguimos investindo em inovação e tecnologia, na qualificação dos funcionários e na oferta de produtos e serviços que satisfaçam as necessidades dos nossos clientes. Dessa forma, acreditamos que continuaremos alcançando resultados lucrativos, tornando o Banese cada vez mais sólido e sustentável", disse o presidente em sua mensagem de apresentação do relatório de resultados do banco no primeiro semestre deste ano.
Segundo o relatório, no final do primeiro semestre de 2018 o patrimônio líquido do Banese chegou aos R$ 388,3 milhões, apresentando crescimento de 16,3% em relação ao primeiro semestre de 2017, enquanto o lucro líquido obtido pela instituição no período foi de R$ 29,9 milhões. As operações de crédito alcançaram o montante de R$ 2,1 bilhões e os recursos captados pelo banco no semestre cresceram 12,4% em relação ao registrado no mesmo período de 2017, ultrapassando os R$ 4,5 bilhões.
"Mesmo diante de um cenário nacional que se apresentou incerto e volátil durante o primeiro semestre de 2018, o Banese continuou desenvolvendo suas ações com o objetivo de tornar o banco cada vez mais completo e eficiente. Os esforços no sentido de prover aos clientes atendimento de qualidade, seja ele presencial ou digital, tiveram atenção especial neste período, pois trabalhamos na consolidação de um banco que provê soluções inovadoras, facilitando a vida do nosso cliente e gerando valor nesta relação", disse ainda o presidente Fernando Mota na mensagem de apresentação do relatório sobre o desempenho do banco no primeiro semestre de 2018.

Os ativos totais do Banco  do Estado de Sergipe  (Banese) superaram o montante de R$ 5 bilhões no primeiro semestre de 2018, de acordo com o balanço financeiro do período divulgado esta semana pela instituição. Segundo o balanço, no primeiro semestre de 2018 os ativos totais do Banese, que correspondem à soma de todos os recursos do banco, chegaram a R$ 5,2 bilhões, resultado 12,7% superior ao registrado no mesmo período de 2017. 
De acordo com o presidente do Banese, Fernando Mota, apesar da retração nas operações de crédito, fato este influenciado pela atividade econômica do país ainda em um ritmo de recuperação bastante lento, o banco vem fortalecendo seus indicadores patrimoniais e mantendo excelente liquidez.
"Seguimos investindo em inovação e tecnologia, na qualificação dos funcionários e na oferta de produtos e serviços que satisfaçam as necessidades dos nossos clientes. Dessa forma, acreditamos que continuaremos alcançando resultados lucrativos, tornando o Banese cada vez mais sólido e sustentável", disse o presidente em sua mensagem de apresentação do relatório de resultados do banco no primeiro semestre deste ano.
Segundo o relatório, no final do primeiro semestre de 2018 o patrimônio líquido do Banese chegou aos R$ 388,3 milhões, apresentando crescimento de 16,3% em relação ao primeiro semestre de 2017, enquanto o lucro líquido obtido pela instituição no período foi de R$ 29,9 milhões. As operações de crédito alcançaram o montante de R$ 2,1 bilhões e os recursos captados pelo banco no semestre cresceram 12,4% em relação ao registrado no mesmo período de 2017, ultrapassando os R$ 4,5 bilhões.
"Mesmo diante de um cenário nacional que se apresentou incerto e volátil durante o primeiro semestre de 2018, o Banese continuou desenvolvendo suas ações com o objetivo de tornar o banco cada vez mais completo e eficiente. Os esforços no sentido de prover aos clientes atendimento de qualidade, seja ele presencial ou digital, tiveram atenção especial neste período, pois trabalhamos na consolidação de um banco que provê soluções inovadoras, facilitando a vida do nosso cliente e gerando valor nesta relação", disse ainda o presidente Fernando Mota na mensagem de apresentação do relatório sobre o desempenho do banco no primeiro semestre de 2018.