Duda e Ágatha assumem liderança em Hamburgo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Duda e Ágatha seguem firmes na etapa Final do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, em Hamburgo
Duda e Ágatha seguem firmes na etapa Final do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, em Hamburgo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 17/08/2018 às 09:13:00

 

As duplas brasileiras tiveram um resultado positivo e um revés nesta quinta-feira, 16, pela etapa Finals do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, em Hamburgo, na Alemanha. Ágatha e Duda (PR/SE) venceram a segunda partida no torneio, enquanto Carol Solberg e Maria Elisa (RJ) acabaram superada, mas seguem na zona de classificação. Os dois times voltam à quadra nesta sexta-feira, novamente pela fase de grupos da etapa.
Ágatha e Duda assumiram a liderança isolada do grupo B ao superarem as canadenses Sarah Pavan e Melissa Humana-Paredes por 2 sets a 0 (21/19, 21/15), em 33 minutos de jogo. Elas somam quatro pontos (duas vitórias) e voltam à quadra nesta sexta-feira (17.08), contra as australianas Artacho Del Solar e Clancy, às 11h30 (de Brasília). Duda comentou a vitória.
"Já tínhamos perdido algumas vezes para essa dupla, mudamos um pouco a tática e funcionou melhor. Fomos mais agressivas no saque, era algo que estava faltando ao enfrenta-las. Aqui só estão times fortes, os jogos são muito disputados. Estamos unidas, jogando bem, vamos ter dificuldades, mas mantendo esse espírito e concentração, podemos ir longe", destacou.
"Os últimos confrontos contra elas ocorrem há quase um ano. Estávamos com essas derrotas engasgadas e hoje conseguimos superá-las. Sacamos mais na Sarah, foi uma mudança de tática que funcionou. Duda também fez uma diferença muito grande, sacou muito bem, me ajudou demais. Foi um ótimo jogo e ela foi o destaque", analisou Ágatha.
Carol Solberg e Maria Elisa lutaram muito, mas foram superadas pelas também canadenses Bansley e Wilkerson por 2 sets a 0 (21/17, 21/16), em 36 minutos. Elas estão em terceiro no grupo A, com uma vitória e uma derrota, e enfrentam nesta sexta-feira as holandesas Keizer e Meppelink, às 10h30. Carol Solberg comentou a partida.
O Finals é disputado pelo segundo ano seguido em Hamburgo, na arena multiuso chamada Rothenbaum, que recebe também torneios de tênis. O evento oferece no total cerca de R$ 3 milhões em premiações, somando os naipes masculino e feminino. Os dois times campeões recebem cerca de R$ 500 mil.

As duplas brasileiras tiveram um resultado positivo e um revés nesta quinta-feira, 16, pela etapa Finals do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, em Hamburgo, na Alemanha. Ágatha e Duda (PR/SE) venceram a segunda partida no torneio, enquanto Carol Solberg e Maria Elisa (RJ) acabaram superada, mas seguem na zona de classificação. Os dois times voltam à quadra nesta sexta-feira, novamente pela fase de grupos da etapa.
Ágatha e Duda assumiram a liderança isolada do grupo B ao superarem as canadenses Sarah Pavan e Melissa Humana-Paredes por 2 sets a 0 (21/19, 21/15), em 33 minutos de jogo. Elas somam quatro pontos (duas vitórias) e voltam à quadra nesta sexta-feira (17.08), contra as australianas Artacho Del Solar e Clancy, às 11h30 (de Brasília). Duda comentou a vitória.
"Já tínhamos perdido algumas vezes para essa dupla, mudamos um pouco a tática e funcionou melhor. Fomos mais agressivas no saque, era algo que estava faltando ao enfrenta-las. Aqui só estão times fortes, os jogos são muito disputados. Estamos unidas, jogando bem, vamos ter dificuldades, mas mantendo esse espírito e concentração, podemos ir longe", destacou.
"Os últimos confrontos contra elas ocorrem há quase um ano. Estávamos com essas derrotas engasgadas e hoje conseguimos superá-las. Sacamos mais na Sarah, foi uma mudança de tática que funcionou. Duda também fez uma diferença muito grande, sacou muito bem, me ajudou demais. Foi um ótimo jogo e ela foi o destaque", analisou Ágatha.
Carol Solberg e Maria Elisa lutaram muito, mas foram superadas pelas também canadenses Bansley e Wilkerson por 2 sets a 0 (21/17, 21/16), em 36 minutos. Elas estão em terceiro no grupo A, com uma vitória e uma derrota, e enfrentam nesta sexta-feira as holandesas Keizer e Meppelink, às 10h30. Carol Solberg comentou a partida.
O Finals é disputado pelo segundo ano seguido em Hamburgo, na arena multiuso chamada Rothenbaum, que recebe também torneios de tênis. O evento oferece no total cerca de R$ 3 milhões em premiações, somando os naipes masculino e feminino. Os dois times campeões recebem cerca de R$ 500 mil.