19ª edição da revista Cumbuca já está disponível

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/08/2018 às 07:29:00

 

A revista Cumbuca chega a 19ª edição abordando fatos essencialmente notáveis da vida sergipana, além de reverenciar a vida e a obra de sergipanos ilustres. O material é produzido pela Editora Diário Oficial do Estado de Sergipe - Edise, órgão suplementar da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe - Segrase e conta com a edição do jornalista Amaral Cavalcante.
Nesta edição, a revista que tem capa produzida pelo designer Cícero Guimarães, traz como artigo de destaque, assinado pelo pesquisador Adailton Andrade, os crimes que abalaram Aracaju nos anos 50, 60 e 80. "Os crimes encheram as páginas de jornais e são histórias que precisavam ser contadas sempre, para que não se percam nas memórias", destaca Amaral Cavalcante.
Há também o registro das obras Deolando da Silva, num texto produzido por Eliana Borges Melo e um relato sobre a produção do disco "Cajueiro dos Papagaios", lançado em 1985, e tornou-se marco na discografia local, tema abordado pelo agente cultural Irineu Fontes. O poeta e jornalista Gilson Souza mostra toda sua poesia, enquanto o emérito pesquisador e escritor Iberê Dantas tem seu último livro, 'Leandro Maynard Maciel na política do século XX', devidamente resenhado pelo também escritor e pesquisador Samuel Albuquerque.
As homenagens da edição ainda continuam com os sergipanos Tertuliano Azevedo, produzido pelo atual secretário de Estado da Cultura, João Gama, e o Desembargador Dr. Osório de Araújo Ramos, em texto assinado por Gilton Garcia. Em matéria, o jornalista Raymundo Luiz da Silva ressalta a importância do extinto jornal Diário de Aracaju para a história das comunicações em Sergipe, detalhando traços do seu pioneirismo e revelando precioso elenco de profissionais que reunia em seus quadros.
E assim recheia-se essa 19ª edição da Revista Cumbuca que é símbolo de preservação da cultura sergipana, contemplada por grandes nomes, temas e ilustrações que despertam o interesse de qualquer um. O presidente da Segrase, Ricardo Roriz, ressalta que é surpreendido a cada edição. "É incrível o trabalho proposto pela Cumbuca para nosso Estado. Aliás, para todo o país. É uma forma de levar nossa cultura e nossas histórias para outros lugares", ressaltou. A revista Cumbuca pode ser encontrada na sede da Segrase, rua própria, 227, Centro de Aracaju e nas Lojas Escariz.

A revista Cumbuca chega a 19ª edição abordando fatos essencialmente notáveis da vida sergipana, além de reverenciar a vida e a obra de sergipanos ilustres. O material é produzido pela Editora Diário Oficial do Estado de Sergipe - Edise, órgão suplementar da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe - Segrase e conta com a edição do jornalista Amaral Cavalcante.
Nesta edição, a revista que tem capa produzida pelo designer Cícero Guimarães, traz como artigo de destaque, assinado pelo pesquisador Adailton Andrade, os crimes que abalaram Aracaju nos anos 50, 60 e 80. "Os crimes encheram as páginas de jornais e são histórias que precisavam ser contadas sempre, para que não se percam nas memórias", destaca Amaral Cavalcante.
Há também o registro das obras Deolando da Silva, num texto produzido por Eliana Borges Melo e um relato sobre a produção do disco "Cajueiro dos Papagaios", lançado em 1985, e tornou-se marco na discografia local, tema abordado pelo agente cultural Irineu Fontes. O poeta e jornalista Gilson Souza mostra toda sua poesia, enquanto o emérito pesquisador e escritor Iberê Dantas tem seu último livro, 'Leandro Maynard Maciel na política do século XX', devidamente resenhado pelo também escritor e pesquisador Samuel Albuquerque.
As homenagens da edição ainda continuam com os sergipanos Tertuliano Azevedo, produzido pelo atual secretário de Estado da Cultura, João Gama, e o Desembargador Dr. Osório de Araújo Ramos, em texto assinado por Gilton Garcia. Em matéria, o jornalista Raymundo Luiz da Silva ressalta a importância do extinto jornal Diário de Aracaju para a história das comunicações em Sergipe, detalhando traços do seu pioneirismo e revelando precioso elenco de profissionais que reunia em seus quadros.
E assim recheia-se essa 19ª edição da Revista Cumbuca que é símbolo de preservação da cultura sergipana, contemplada por grandes nomes, temas e ilustrações que despertam o interesse de qualquer um. O presidente da Segrase, Ricardo Roriz, ressalta que é surpreendido a cada edição. "É incrível o trabalho proposto pela Cumbuca para nosso Estado. Aliás, para todo o país. É uma forma de levar nossa cultura e nossas histórias para outros lugares", ressaltou. A revista Cumbuca pode ser encontrada na sede da Segrase, rua própria, 227, Centro de Aracaju e nas Lojas Escariz.