Fogo em mais um supermercado volta a assustar clientes

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
CORPO DE BOMBEIROS AGIU RÁPIDO E EVITOU UMA TRAGÉDIA NO DEPÓSITO DO ATACADÃO, EM ARACAJU, NA NOITE DE SEGUNDA-FEIRA. TRÊS PESSOAS FICARAM FERIDAS
CORPO DE BOMBEIROS AGIU RÁPIDO E EVITOU UMA TRAGÉDIA NO DEPÓSITO DO ATACADÃO, EM ARACAJU, NA NOITE DE SEGUNDA-FEIRA. TRÊS PESSOAS FICARAM FERIDAS

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/08/2018 às 07:54:00

 

Peritos do Corpo de Bombeiros Militar e de empresas seguradoras investigam as possíveis causas do incêndio que atingiu parte do depósito do supermercado Atacadão, no bairro Capucho, zona Oeste de Aracaju.  Sinistro foi registrado na noite da  última segunda-feira (20), quando o local seguia repleto de consumidores e mais de 50 trabalhadores em pleno cumprimento de expediente. O local foi rapidamente evacuado após sirenes de incêndio terem sido disparadas. Apesar da eficiência na remoção daqueles que transitavam entre os corredores e departamentos administrativos, três pessoas necessitaram de atendimento médico.
As vítimas foram identificadas como: J.J.S.S de 32 anos, cidadão do sexo masculino, consciente, apresentando sensação de queimor em região torácica; D.R.N.A, 30 anos, também do sexo masculino, consciente, apresentando desconforto torácico. Ambos foram removidos para o Hospital Gabriel Soares, em Aracaju. A terceira vítima foi identificada como A.J; 20 anos, sexo masculino, consciente, apresentando tosse e dor abdominal; ele recusou remoção para uma unidade hospitalar. Os dois pacientes encaminhados para o hospital foram acompanhados por equipes de urgência e emergência, e em seguida receberam alta médica.
Diante da gravidade da ocorrência o setor de triagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), informou que quatro viaturas, sendo uma Unidade de Suporte Avançado (USA), uma Unidade de Suporte Básico (USB) e duas motolâncias, foram destinadas à unidade atacadista para atender às vítimas. Profissionais de resgate do Corpo de Bombeiros também se direcionaram até o local com a proposta de contribuir na ação de primeiros socorros. Informações preliminares repassaras por funcionários, testemunhas do incêndio, levam a crer que o incêndio de baixa complexidade ocorreu em um depósito de papel higiênico.
De acordo com o terceiro sargento Ariailton Vieira, da 3ª Companhia do 8º Batalhão da PM: "depois que o alarme disparou e o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) foi acionado, de imediato as equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o supermercado e conseguiram cessar as chamas sem permitir que se alastrassem. Felizmente a operação também obteve sucesso em virtude de a brigada de incêndio do marcado ter realizado as devidas providências até a chegada da primeira equipe. Esse serviço paralelo foi essencial".
Confirmando as declarações do oficial, na manhã de ontem, em nota, a direção regional do Atacadão informou que os serviços foram regularizados e que segue à disposição das autoridades para auxiliar nas investigações, enquanto reforça seu compromisso com a segurança de todos que frequentam o local. O resultado da perícia deve ser apresentado em até 30 dias úteis, podendo se prorrogado por mais um mês. (Milton Ales Júnior)

Peritos do Corpo de Bombeiros Militar e de empresas seguradoras investigam as possíveis causas do incêndio que atingiu parte do depósito do supermercado Atacadão, no bairro Capucho, zona Oeste de Aracaju.  Sinistro foi registrado na noite da  última segunda-feira (20), quando o local seguia repleto de consumidores e mais de 50 trabalhadores em pleno cumprimento de expediente. O local foi rapidamente evacuado após sirenes de incêndio terem sido disparadas. Apesar da eficiência na remoção daqueles que transitavam entre os corredores e departamentos administrativos, três pessoas necessitaram de atendimento médico.
As vítimas foram identificadas como: J.J.S.S de 32 anos, cidadão do sexo masculino, consciente, apresentando sensação de queimor em região torácica; D.R.N.A, 30 anos, também do sexo masculino, consciente, apresentando desconforto torácico. Ambos foram removidos para o Hospital Gabriel Soares, em Aracaju. A terceira vítima foi identificada como A.J; 20 anos, sexo masculino, consciente, apresentando tosse e dor abdominal; ele recusou remoção para uma unidade hospitalar. Os dois pacientes encaminhados para o hospital foram acompanhados por equipes de urgência e emergência, e em seguida receberam alta médica.
Diante da gravidade da ocorrência o setor de triagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), informou que quatro viaturas, sendo uma Unidade de Suporte Avançado (USA), uma Unidade de Suporte Básico (USB) e duas motolâncias, foram destinadas à unidade atacadista para atender às vítimas. Profissionais de resgate do Corpo de Bombeiros também se direcionaram até o local com a proposta de contribuir na ação de primeiros socorros. Informações preliminares repassaras por funcionários, testemunhas do incêndio, levam a crer que o incêndio de baixa complexidade ocorreu em um depósito de papel higiênico.
De acordo com o terceiro sargento Ariailton Vieira, da 3ª Companhia do 8º Batalhão da PM: "depois que o alarme disparou e o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) foi acionado, de imediato as equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o supermercado e conseguiram cessar as chamas sem permitir que se alastrassem. Felizmente a operação também obteve sucesso em virtude de a brigada de incêndio do marcado ter realizado as devidas providências até a chegada da primeira equipe. Esse serviço paralelo foi essencial".
Confirmando as declarações do oficial, na manhã de ontem, em nota, a direção regional do Atacadão informou que os serviços foram regularizados e que segue à disposição das autoridades para auxiliar nas investigações, enquanto reforça seu compromisso com a segurança de todos que frequentam o local. O resultado da perícia deve ser apresentado em até 30 dias úteis, podendo se prorrogado por mais um mês. (Milton Ales Júnior)