Museu da Gente Sergipana é um dos cinco mais visitados do nordeste

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/08/2018 às 07:36:00

 

Ao longo de sete anos de funcionamento, mais de 500 mil visitantes passaram pelo Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda, sendo que, somente em 2017, 74.941 pessoas conheceram esse espaço de valorização e disseminação da cultura popular do estado de Sergipe. Número que confere ao museu mais um reconhecimento. Dessa vez como um dos cinco museus mais visitados do nordeste e um dos 100 mais visitados do Brasil no ano de 2017, segundo o Formulário de Visitação Anual (FVA), do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).
Esse quantitativo de visitantes, oriundos de diversos lugares do Brasil e do mundo, e especialmente do estado de Sergipe, é destaque tendo em vista que ao todo no nordeste 197 museus participaram da pesquisa e, em Sergipe, 13 instituições museais foram avaliadas. Para o diretor superintendente do Instituto Banese, Ezio Déda, o resultado é reflexo da maneira dinâmica pela qual as ações do museu são conduzidas. 
"Estar entre os cinco museus mais visitados do nordeste é uma prova de que apesar de já estar em seu sétimo ano de funcionamento o museu se mantém como um equipamento vivo, dinâmico frequentado por pessoas que já o conhecem, mas também sempre conquistando novos públicos. Sem dúvida isso se deve, além do nosso acervo tecnológico e interativo, à diversidade da nossa programação. A proposta educativa, que tem trazido cada vez mais estudantes de Sergipe e de outros estados para o museu, é mais uma explicação para esse sucesso de público", afirma Ezio.
Durante a pesquisa, o Instituto Brasileiro de Museus verificou que os museus brasileiros participantes da pesquisa receberam 32.239.871 visitantes ao longo do ano passado. O número corresponde ao total do público contabilizado entre os 1.001 museus que informaram realizar a contagem do público, dentre as 1.081 respostas válidas.

Ao longo de sete anos de funcionamento, mais de 500 mil visitantes passaram pelo Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda, sendo que, somente em 2017, 74.941 pessoas conheceram esse espaço de valorização e disseminação da cultura popular do estado de Sergipe. Número que confere ao museu mais um reconhecimento. Dessa vez como um dos cinco museus mais visitados do nordeste e um dos 100 mais visitados do Brasil no ano de 2017, segundo o Formulário de Visitação Anual (FVA), do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).
Esse quantitativo de visitantes, oriundos de diversos lugares do Brasil e do mundo, e especialmente do estado de Sergipe, é destaque tendo em vista que ao todo no nordeste 197 museus participaram da pesquisa e, em Sergipe, 13 instituições museais foram avaliadas. Para o diretor superintendente do Instituto Banese, Ezio Déda, o resultado é reflexo da maneira dinâmica pela qual as ações do museu são conduzidas. 
"Estar entre os cinco museus mais visitados do nordeste é uma prova de que apesar de já estar em seu sétimo ano de funcionamento o museu se mantém como um equipamento vivo, dinâmico frequentado por pessoas que já o conhecem, mas também sempre conquistando novos públicos. Sem dúvida isso se deve, além do nosso acervo tecnológico e interativo, à diversidade da nossa programação. A proposta educativa, que tem trazido cada vez mais estudantes de Sergipe e de outros estados para o museu, é mais uma explicação para esse sucesso de público", afirma Ezio.
Durante a pesquisa, o Instituto Brasileiro de Museus verificou que os museus brasileiros participantes da pesquisa receberam 32.239.871 visitantes ao longo do ano passado. O número corresponde ao total do público contabilizado entre os 1.001 museus que informaram realizar a contagem do público, dentre as 1.081 respostas válidas.