Náutico e Bragantino prometem emoções na Arena

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/08/2018 às 19:41:00

 

Se o histórico entrar em campo neste domingo, quando o Náutico recebe o Bragantino pelo jogo de volta das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, o Timbu tem mais chances de levar a melhor. O desempenho como mandante é um dos melhores do torneio, mas a situação começa a complicar quando o placar da primeira partida, 3 a 1 para os paulistas, entra na conta. 
Para se classificar de forma direta, os pernambucanos precisam vencer por três gols de diferença, fato que só conseguiram uma vez. Em compensação, o Bragantino tem no seu histórico placares que lhe dariam a classificação para a Série B do próximo ano.
Dos nove jogos que fez até aqui na Série C do Campeonato Brasileiro como mandante, o Náutico venceu sete, empatou um e perdeu outro. Das sete vitórias, só o 3 a 0 diante do Salgueiro lhe daria o acesso de forma direta. O Timbu venceu ainda o Botafogo-PB, Atlético-AC, ABC-RN e Globo-RN por dois gols de diferença, que levaria a decisão para os pênaltis.
Do outro lado da disputa está o Bragantino, que chega no Recife com quatro derrotas como visitante. As duas vitórias e três empates lhe dariam a classificação com tranquilidade para a Série B, assim como as derrotas por 1 a 0 (Tombense) e 2 a 1 (Volta Redonda). A equipe paulista ainda sofreu um 3 a 1 (Luverdense), que levaria a decisão contra o Náutico para os pênaltis e um 3 a 0 (Tupi-MG), que é justamente o placar que o Náutico precisa.
O Náutico tem adotado uma postura de mistério na escalação para o jogo deste domingo. O técnico Márcio Goiano tem fechado os treinamentos da semana, mas a tendência é que coloque um time mais ofensivo em campo. O volante Jiménez está fora pelo terceiro cartão amarelo e três jogadores brigam pela vaga. Jhonnatan numa opção mais conservadora e Lelê e Wallace Pernambucano, que tornam a equipe mais ofensiva.

Se o histórico entrar em campo neste domingo, quando o Náutico recebe o Bragantino pelo jogo de volta das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, o Timbu tem mais chances de levar a melhor. O desempenho como mandante é um dos melhores do torneio, mas a situação começa a complicar quando o placar da primeira partida, 3 a 1 para os paulistas, entra na conta. 
Para se classificar de forma direta, os pernambucanos precisam vencer por três gols de diferença, fato que só conseguiram uma vez. Em compensação, o Bragantino tem no seu histórico placares que lhe dariam a classificação para a Série B do próximo ano.
Dos nove jogos que fez até aqui na Série C do Campeonato Brasileiro como mandante, o Náutico venceu sete, empatou um e perdeu outro. Das sete vitórias, só o 3 a 0 diante do Salgueiro lhe daria o acesso de forma direta. O Timbu venceu ainda o Botafogo-PB, Atlético-AC, ABC-RN e Globo-RN por dois gols de diferença, que levaria a decisão para os pênaltis.
Do outro lado da disputa está o Bragantino, que chega no Recife com quatro derrotas como visitante. As duas vitórias e três empates lhe dariam a classificação com tranquilidade para a Série B, assim como as derrotas por 1 a 0 (Tombense) e 2 a 1 (Volta Redonda). A equipe paulista ainda sofreu um 3 a 1 (Luverdense), que levaria a decisão contra o Náutico para os pênaltis e um 3 a 0 (Tupi-MG), que é justamente o placar que o Náutico precisa.
O Náutico tem adotado uma postura de mistério na escalação para o jogo deste domingo. O técnico Márcio Goiano tem fechado os treinamentos da semana, mas a tendência é que coloque um time mais ofensivo em campo. O volante Jiménez está fora pelo terceiro cartão amarelo e três jogadores brigam pela vaga. Jhonnatan numa opção mais conservadora e Lelê e Wallace Pernambucano, que tornam a equipe mais ofensiva.