Tempo curto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Por acreditar na seriedade do projeto político-administrativo liderado pelo governador e candidato à reeleição Belivaldo Chagas, o empresário Marcos Franco reuniu, na tarde desta segunda-feira lideranças políticas e empresários dos municípios de Riachuelo
Por acreditar na seriedade do projeto político-administrativo liderado pelo governador e candidato à reeleição Belivaldo Chagas, o empresário Marcos Franco reuniu, na tarde desta segunda-feira lideranças políticas e empresários dos municípios de Riachuelo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/08/2018 às 07:51:00

 

Estamos a 41 dias das eleições deste ano e o 
quadro eleitoral dos candidatos majoritári
os continua indefinido, diferente de alguns estados como a Bahia quando o grande favorito para ganhar o governo é Rui Costa (PT). O petista está isolado na frente com 50% das intenções de voto segundo pesquisa recente do Ibope, vindo em segundo lugar José Ronaldo (DEM), com 8%, e empatados tecnicamente João Henrique (PRTB), que tem 3%, e Marcos Mendes (Psol), que tem 2%.
Em Sergipe, Valadares Filho (PSB), Eduardo Amorim (PSDB) e Belivaldo Chagas (PSD) permanecem empatados tecnicamente, com VF liderando com uma pequena diferença de 1% para o 2º colocado.
A análise lógica é que com a oposição dividida, existirá um segundo turno e nele deve está o candidato do governo, que é o governador Belivaldo Chagas, e um candidato da oposição, que pode ser Valadares Filho ou Eduardo.
Os fatores que levam a essa lógica tem a ver com o fato do candidato governista contar com o uso da máquina pública, que não deixa de ser um canhão eleitoral com a força do Diário Oficial, e de haver um racha na oposição, com eleitores divididos em quem vai votar.
Vale ressaltar que Belivaldo é o candidato que mais vem crescendo nas pesquisas, apesar do desgaste natural do governo. As suas ações nesses quatro meses, como governador, o está favorecendo, principalmente no que diz respeito ao pagamento dos salários dos servidores públicos, aposentados e pensionistas dentro do mês para quem ganha até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo.
Ele também melhorou um pouco a questão da saúde e segurança pública. Além disso, o seu estilo de governar está agradando ao povo, a exemplo de ir "in loco" procurar resolver uma situação crítica e ter o estilo "sim sim" e "não não". Sem falar que tem um agrupamento político forte e que já está nas ruas trabalhando.
Com isso, somente um acidente de percusso poderá fazer dois candidatos da oposição estarem no segundo turno. Isso não é só em Sergipe, mas em todo o país.
A exemplo da eleição para o governo, a 41 dias do pleito o quadro também está indefinido para o Senado. Antônio Carlos Valadares (PSB) permanece liderando com uma folga as pesquisas, vindo atrás, embolado, os candidatos André Moura (PSC), Jackson Barreto (MDB) e Heleno Silva (PRB).
Desses quatro nomes, o que mais vem crescendo é André Moura, que está bem articulado politicamente, tem o apoio de 68 prefeitos e está conseguindo passar para a população que foi o parlamentar que mais trouxe recursos para Sergipe.
Se continuar crescendo, a tendência é que André chegue a liderança para o Senado, disputando a segunda vaga Valadares e Jackson Barreto. Não se pode desprezar lideranças como Heleno Silva (PRB) e Rogério Carvalho (PT).
Como a campanha eleitoral é curta, a tendência é que o quadro político eleitoral em Sergipe fique mais claro após o início do programa eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que começa nessa sexta-feira, 31. É que no programa eleitoral os candidatos vão mostrar suas caras e seus projetos, e vão também ser criticados por adversários com alguns atos que podem desaboná-los.
Agora é aguardar o programa eleitoral...

Estamos a 41 dias das eleições deste ano e o  quadro eleitoral dos candidatos majoritári os continua indefinido, diferente de alguns estados como a Bahia quando o grande favorito para ganhar o governo é Rui Costa (PT). O petista está isolado na frente com 50% das intenções de voto segundo pesquisa recente do Ibope, vindo em segundo lugar José Ronaldo (DEM), com 8%, e empatados tecnicamente João Henrique (PRTB), que tem 3%, e Marcos Mendes (Psol), que tem 2%.
Em Sergipe, Valadares Filho (PSB), Eduardo Amorim (PSDB) e Belivaldo Chagas (PSD) permanecem empatados tecnicamente, com VF liderando com uma pequena diferença de 1% para o 2º colocado.
A análise lógica é que com a oposição dividida, existirá um segundo turno e nele deve está o candidato do governo, que é o governador Belivaldo Chagas, e um candidato da oposição, que pode ser Valadares Filho ou Eduardo.
Os fatores que levam a essa lógica tem a ver com o fato do candidato governista contar com o uso da máquina pública, que não deixa de ser um canhão eleitoral com a força do Diário Oficial, e de haver um racha na oposição, com eleitores divididos em quem vai votar.
Vale ressaltar que Belivaldo é o candidato que mais vem crescendo nas pesquisas, apesar do desgaste natural do governo. As suas ações nesses quatro meses, como governador, o está favorecendo, principalmente no que diz respeito ao pagamento dos salários dos servidores públicos, aposentados e pensionistas dentro do mês para quem ganha até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo.
Ele também melhorou um pouco a questão da saúde e segurança pública. Além disso, o seu estilo de governar está agradando ao povo, a exemplo de ir "in loco" procurar resolver uma situação crítica e ter o estilo "sim sim" e "não não". Sem falar que tem um agrupamento político forte e que já está nas ruas trabalhando.
Com isso, somente um acidente de percusso poderá fazer dois candidatos da oposição estarem no segundo turno. Isso não é só em Sergipe, mas em todo o país.
A exemplo da eleição para o governo, a 41 dias do pleito o quadro também está indefinido para o Senado. Antônio Carlos Valadares (PSB) permanece liderando com uma folga as pesquisas, vindo atrás, embolado, os candidatos André Moura (PSC), Jackson Barreto (MDB) e Heleno Silva (PRB).
Desses quatro nomes, o que mais vem crescendo é André Moura, que está bem articulado politicamente, tem o apoio de 68 prefeitos e está conseguindo passar para a população que foi o parlamentar que mais trouxe recursos para Sergipe.
Se continuar crescendo, a tendência é que André chegue a liderança para o Senado, disputando a segunda vaga Valadares e Jackson Barreto. Não se pode desprezar lideranças como Heleno Silva (PRB) e Rogério Carvalho (PT).
Como a campanha eleitoral é curta, a tendência é que o quadro político eleitoral em Sergipe fique mais claro após o início do programa eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que começa nessa sexta-feira, 31. É que no programa eleitoral os candidatos vão mostrar suas caras e seus projetos, e vão também ser criticados por adversários com alguns atos que podem desaboná-los.
Agora é aguardar o programa eleitoral...

Deferidos pelo TRE 1

Até ontem, às 19h, quatro dos nove candidatos a governador de Sergipe já estavam com seus registros de candidaturas deferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). São eles: Valadares Filho (PSB), Mendonça Prado (DEM), Dr Emerson (Rede), Marcio Souza (PSOL) e Gilvani Santos (PSTU).

Deferidos pelo TRE 2

Também tiveram seus registros de candidaturas deferidos os cinco vice desses candidatos a governador: Silvia Fontes (PDT), Jorge Husek (DEM), Américo de Deus (Rede), Simone Rocha (PSOL) e Djenal Prado (PSTU).

Deferidos pelo TRE 3

Dos 14 candidatos ao Senado seis já tiveram seus registros de candidaturas deferidos até ontem à noite. São eles: Jackson Barreto (MDB), Valadares (PSB), Jossimário Mick (PSOL), Clarkson Messias (PSTU), Sônia Meire (PSOL) e Reynaldo Nunes (PV).  Sete dos 14 primeiros suplentes e seis dos 14 segundo suplentes de senador já tiveram seus registros tmbém deferidos pelo TRE.  

Deferidos pelo TRE 4

Para a Câmara dos Deputados, o TRE já deferiu os registros de 48 dos 122 candidatos. Entre os que já estão com suas candidaturas deferidas: os deputados federais Fábio Reis (MDB), Fábio Mitidieri (PSD) e João Daniel (PT), além de Márcio Macedo (PT), Coronel Rocha (Rede), Elber Batalha (PSB) e Lucimara Passos (PCdoB).

Deferidos pelo TRE 5

Já para deputado estadual, o tribunal deferiu os registros de 151 dos 328 candidatos. Entre os que já estão com suas candidaturas deferidas os deputados Capitão Samuel (PSC), Gilmar Carvalho (PSC), Luciano Pimentel (PSB), Francisco Gualberto (PT), Georgeo Passos (Rede), Jairo de Glória (PRB), Robson Viana (PSD), Moritos Matos (Rede), Maria Mendonça (PSDB) e Dr Vanderbal (PSC); os vereadores Iran Barbosa (PT), Manuel Marcos (PSDB), Kitty Lima (Rede); e nomes como Adailton Martins (MDB), Adriana Leite (PRB), Breno Silveira (PCdoB0, Maisa Reis (PSD) e Edney Caetano (PSB).

Renúncia 1

Dois candidatos a deputado federal e três candidatos a deputado estadual renunciaram às suas candidaturas junto ao TRE. Os dois que renunciaram à candidatura para a Câmara: vereador João Fontes Júnior (PV) e Maria da Conceição dos Santos, a Tata (PV). Os três que desistiram da disputa para a Assembleia: Acácio (PTC), Antônio Carlos (DEM) e Robson Guerigieri (PV).

Renúncia 2

O que chama a atenção nessas renúncias é que três dos cinco candidatos que recuaram da candidatura são do PV. O Partido Verde está na disputa coligado com o candidato a governador Mendonça Prado (DEM), da coligação Dignidade para o Povo (DEM, PV, PRTB).

Se explicando 1

O candidato a vice-governador de Eduardo Amorim (PSDB), o ex-prefeito Ivan Leite (PRB), saiu com nota de esclarecimento sobre pedido de indeferimento da sua candidatura pelo Ministério Público Federal por contas rejeitadas pelo TCE quando foi prefeito de Estância.  O MPF pediu, na ultima sexta-feira, o indeferimento de 13 registros de candidaturas.

 Se explicando 2

Diz a nota: "Segundo avaliação prévia antes do ingresso do pedido de candidatura, não há qualquer impedimento legal. A ação do MPE, feita em decorrência da lista publicada pelo TCE, será objeto de esclarecimento com o que ficará resolvido". 

 Se explicando 3

Prossegue a nota: "Por oportuno esclareço que a denúncia feita pelo Sintese de que haveria 6 diretores de Creche nomeados como CC em junho de 2013, já havia sido encerrado o mandato em 31/12/2012. As nomeações respeitaram legislação municipal e não causaram dano ao erário. Nem houve rejeição de contas".

Na Câmara 1

Nesta terça-feira, a Câmara Municipal de Aracaju (CMA) inicia a apreciação e votação do Projeto de Lei (PL) das Carroças, que propõe o fim gradativo da circulação de carroças na capital. O PL, de autoria da vereadora Kitty Lima (Rede), tramita na Casa desde abril do ano passado e somente agora foi colocado na pauta de votação.

Na Câmara 2

Kitty vem reclamando da ausência de alguns colegas vereadores em plenário no momento da recomposição de quórum para a apreciação dos projetos.  "Espero que não ocorra nesta terça o que vinha ocorrendo até semana passada, quando alguns vereadores simplesmente iam embora na hora de analisarmos a pauta ou não compareciam as sessões. Estamos aqui para trabalhar pelo bem estar da nossa cidade e por isso peço que toda a população compareça à Câmara para pressionarmos à aprovação desse projeto, juntos somos fortes", afirmou.

Para o Planalto

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já aprovaram os registros de cinco candidatos à Presidência da República e seus respectivos vices: Marina Silva (Rede) e Eduardo Jorge (PV); Guilherme Boulos (PSOL) e Sônia Guajajara (PSOL); Cabo Daciolo (Patriota) e Suelene Balduino (Patriota);  João Amoêdo (Novo) e Christian Lohbauer (Novo); e Vera Lúcia e seu vice Hertz Dias, que concorrem pelo PSTU.

Veja essa ...

Nas rodas políticas e de amigos no final de semana e ontem o comentário que tomou conta foi a acusação de espancamento e estupro supostamente praticado pelo radialista George Magalhães a uma mulher de 42 anos que trabalha no condomínio que ele reside na Atalaia. Alguns chegaram a lamentar o silêncio das mulheres parlamentar sobre o fato e da radialista Magna Santana, como mulher, ter lido nota da emissora em solidariedade ao radialista. 

 ...e essa...

Não faltou também quem não comentasse sobre a necessidade da aplicação da Lei Maria da Penha, em caso de comprovação dos crimes, uma vez que a suposta vítima chegou a fazer exame de corpo de delito no IML, assim como em uma maternidade. A Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, como Lei n.º 11.340, visa proteger a mulher da violência doméstica e familiar. A lei ganhou este nome devido à luta da farmacêutica Maria da Penha para ver seu agressor condenado.  A pena de detenção imposta aos crimes previstos é de três meses a três anos. A Lei prevê em seu art. 17, as penas que não podem ser aplicadas pelo juiz: cesta básica, prestação pecuniária e multa isolada.

Curtas

Do candidato a governador Valadares Filho em resposta ao adversário Belivaldo Chagas sobre ataques a ele e a coligação a que pertence e acusações de golpe durante entrevista: "O assustado choro de quem sabe que a derrota está por um fio".

O candidato a governador Eduardo Amorim começa o dia hoje gravando para o programa eleitoral, às 8h. Às 15h fará uma caminhada no Bairro Santa Maria e às 18h mini-carreata em Aracaju. 

A agenda de Mendonça Prado nesta terça-feira começa às 7h, com panfletagem no Mercado Central; às 10h, reunião com coordenadores de campanha na sede do DEM; às 13h entrevista na Rádio Jornal; e às 17h25, mini-carreata nas ruas do Siqueira Campos, com concentração na praça Dom José Thomáz.

 Nesta terça-feira Belivaldo Chagas grava programa eleitoral, às 15h30; e às 19h30, participa de encontro na Associação de Engenheiros Agrônomos de Sergipe (AEASE). Vai apresentar suas propostas para agricultura de Sergipe.