Almir Santana visita mina Taquari Vassoura

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O médico Almir Santana, gerente do Programa IST/AIDS, vai a Taquari Vassoura falar sobre prevenção
O médico Almir Santana, gerente do Programa IST/AIDS, vai a Taquari Vassoura falar sobre prevenção

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/08/2018 às 07:26:00

 

Nesta quarta-feira, 29, às 10h, o médico Almir Santana, gerente do Programa IST/AIDS da Secretaria de Estado da Saúde (SES), estará na Mina de Potássio Taquari Vassoura, localizada na antiga Vale do Rio Doce em Rosário do Catete. A visita do médico tem por objetivo levar prevenção aos trabalhadores da mina. O local é de difícil acesso e os trabalhadores estão a 640 metros de profundidade.
O médico explica que ao receber uma informação em um local dessa natureza demonstra o compromisso do estado em atingir todos os públicos nas mais diferentes áreas de atuação. "Eles reconhecem que ir para um local extremamente difícil de chegar, a orientação levada é de grande relevância. Esse nosso empenho é traduzido como uma grande vontade de absorver as informações", ressaltou Almir.
Almir deixou claro que vai orientar para casos onde ocorra o rompimento do preservativo, alertando que é necessário procurar uma urgência ou serviço que possua a Profilaxia Pós-Exposição (PEP). "Isso pode ser feito em hospitais como o Nestor Piva, por exemplo, Urgência 24h Augusto Franco e a unidade CEMAR", orientou o especialista em ISTs. 

Nesta quarta-feira, 29, às 10h, o médico Almir Santana, gerente do Programa IST/AIDS da Secretaria de Estado da Saúde (SES), estará na Mina de Potássio Taquari Vassoura, localizada na antiga Vale do Rio Doce em Rosário do Catete. A visita do médico tem por objetivo levar prevenção aos trabalhadores da mina. O local é de difícil acesso e os trabalhadores estão a 640 metros de profundidade.
O médico explica que ao receber uma informação em um local dessa natureza demonstra o compromisso do estado em atingir todos os públicos nas mais diferentes áreas de atuação. "Eles reconhecem que ir para um local extremamente difícil de chegar, a orientação levada é de grande relevância. Esse nosso empenho é traduzido como uma grande vontade de absorver as informações", ressaltou Almir.
Almir deixou claro que vai orientar para casos onde ocorra o rompimento do preservativo, alertando que é necessário procurar uma urgência ou serviço que possua a Profilaxia Pós-Exposição (PEP). "Isso pode ser feito em hospitais como o Nestor Piva, por exemplo, Urgência 24h Augusto Franco e a unidade CEMAR", orientou o especialista em ISTs.