Advogado suspeito de espancar a esposa é preso em rodovia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 29/08/2018 às 23:12:00

 

Gabriel Damásio
O advogado Raimundo Messmore Coelho, 43 anos foi preso na tarde desta terça-feira no quilômetro 23 da BR-101, em Malhada dos Bois (Baixo São Francisco). Ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e é apontado como suspeito pelos crimes de violência doméstica e tentativa de homicídio contra a ex-esposa, em um episódio ocorrido neste sábado, em um condomínio na zona sul de Aracaju. O caso é investigado em um inquérito pelo Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), da Polícia Civil. 
De acordo com a PRF, o advogado estava em uma moto Kawasaki/ZX 10R e foi parado em uma abordagem de fiscalização. Quando os policiais checaram os documentos pessoais e os documentos da moto, constataram que Raimundo tinha o mandado de prisão em aberto, expedido contra na última segunda-feira. Ele acabou encaminhado à Delegacia Regional de Propriá e transferido em seguida para a 8ª Delegacia Metropolitana (8ª DM), em Aracaju. No meio da manhã, o advogado passou por exame de corpo delito no Instituto Médico-Legal e foi mandado ao Presídio Militar (Presmil), em Aracaju, pois, por ser advogado, tem direito a cela especial, cuja modalidade ainda não está disponível no sistema prisional do estado. 
A agressão contra a ex-mulher de Raimundo foi registrada em uma das delegacias plantonistas da capital. A vítima, que também é advogada, contou à polícia que está em processo de separação e tinha ido levar a caçula de seus quatro filhos para passar o domingo com o pai. O ex-casal começou uma tensa discussão, que evoluiu para uma briga. Segundo a vítima, Coelho passou a dar-lhe vários socos e tentou enforcá-la, tendo em seguida a empurrado contra a varanda, para que ela caísse do terceiro andar do edifício - o que só não aconteceu porque ela bateu em uma grade de ferro. 
A mulher foi socorrida por vizinhos, muito nervosa e com escoriações principalmente no rosto. Enquanto isso, o advogado entregou a criança a outro vizinho e fugiu. Depois de ser atendida em um pronto-socorro, a advogada prestou boletim de ocorrência e pediu a medida protetiva para ser afastada do ex-marido, o que foi concedido pela Justiça juntamente com o mandado de prisão preventiva. A vítima prestou depoimento ontem no DAGV e também foi examinada pelo IML, confirmando algumas provas as agressões que sofreu. 
A delegada Marília de Miranda Costa, do DAGV, confirmou ontem a jornalistas que este não foi o primeiro caso de agressão envolvendo Raimundo Coelho e a ex-mulher, mas ela não teria dado seguimento às primeiras denúncias. Disse ainda que, a princípio, ele foi enquadrado por agressão física e lesão corporal, mas não está descartada a hipótese de ele ser indiciado por tentativa de homicídio.
O caso é acompanhado pela Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe (OAB/SE), que acionou a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, Valdilene Oliveira Martins, para ouvir a advogada e prestar-lhe assistência. O acusado também está sendo acompanhado e, conforme o que for apurado no processo judicial, ele pode ser levado ao Tribunal de Ética da entidade e punido até com a expulsão dos quadros. 
Outro caso - Em outro caso de violência doméstica, policiais da Delegacia de Ribeirópolis, prenderam ontem Paulo Henrique dos Santos, 33 anos, acusado de agredir a ex-companheira na cidade de Ribeirópolis. Segundo informações do delegado Eurico Nascimento, o homem também acabou sendo acusado de violação de domicílio, depredação, retenção de bens da vítima, além de injúrias, ameaça e lesão corporal. O acusado está detido na Delegacia Regional de Itabaiana.

O advogado Raimundo Messmore Coelho, 43 anos foi preso na tarde desta terça-feira no quilômetro 23 da BR-101, em Malhada dos Bois (Baixo São Francisco). Ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e é apontado como suspeito pelos crimes de violência doméstica e tentativa de homicídio contra a ex-esposa, em um episódio ocorrido neste sábado, em um condomínio na zona sul de Aracaju. O caso é investigado em um inquérito pelo Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), da Polícia Civil. 
De acordo com a PRF, o advogado estava em uma moto Kawasaki/ZX 10R e foi parado em uma abordagem de fiscalização. Quando os policiais checaram os documentos pessoais e os documentos da moto, constataram que Raimundo tinha o mandado de prisão em aberto, expedido contra na última segunda-feira. Ele acabou encaminhado à Delegacia Regional de Propriá e transferido em seguida para a 8ª Delegacia Metropolitana (8ª DM), em Aracaju. No meio da manhã, o advogado passou por exame de corpo delito no Instituto Médico-Legal e foi mandado ao Presídio Militar (Presmil), em Aracaju, pois, por ser advogado, tem direito a cela especial, cuja modalidade ainda não está disponível no sistema prisional do estado. 
A agressão contra a ex-mulher de Raimundo foi registrada em uma das delegacias plantonistas da capital. A vítima, que também é advogada, contou à polícia que está em processo de separação e tinha ido levar a caçula de seus quatro filhos para passar o domingo com o pai. O ex-casal começou uma tensa discussão, que evoluiu para uma briga. Segundo a vítima, Coelho passou a dar-lhe vários socos e tentou enforcá-la, tendo em seguida a empurrado contra a varanda, para que ela caísse do terceiro andar do edifício - o que só não aconteceu porque ela bateu em uma grade de ferro. 
A mulher foi socorrida por vizinhos, muito nervosa e com escoriações principalmente no rosto. Enquanto isso, o advogado entregou a criança a outro vizinho e fugiu. Depois de ser atendida em um pronto-socorro, a advogada prestou boletim de ocorrência e pediu a medida protetiva para ser afastada do ex-marido, o que foi concedido pela Justiça juntamente com o mandado de prisão preventiva. A vítima prestou depoimento ontem no DAGV e também foi examinada pelo IML, confirmando algumas provas as agressões que sofreu. 
A delegada Marília de Miranda Costa, do DAGV, confirmou ontem a jornalistas que este não foi o primeiro caso de agressão envolvendo Raimundo Coelho e a ex-mulher, mas ela não teria dado seguimento às primeiras denúncias. Disse ainda que, a princípio, ele foi enquadrado por agressão física e lesão corporal, mas não está descartada a hipótese de ele ser indiciado por tentativa de homicídio.
O caso é acompanhado pela Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe (OAB/SE), que acionou a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, Valdilene Oliveira Martins, para ouvir a advogada e prestar-lhe assistência. O acusado também está sendo acompanhado e, conforme o que for apurado no processo judicial, ele pode ser levado ao Tribunal de Ética da entidade e punido até com a expulsão dos quadros. 

Outro caso - Em outro caso de violência doméstica, policiais da Delegacia de Ribeirópolis, prenderam ontem Paulo Henrique dos Santos, 33 anos, acusado de agredir a ex-companheira na cidade de Ribeirópolis. Segundo informações do delegado Eurico Nascimento, o homem também acabou sendo acusado de violação de domicílio, depredação, retenção de bens da vítima, além de injúrias, ameaça e lesão corporal. O acusado está detido na Delegacia Regional de Itabaiana.