Inep destaca Sergipe como estado que mais ganha na aprendizagem de Português e Matemática

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 31/08/2018 às 07:26:00

 

Os divulgados pelo Ins
tituto Nacional de Es
tudo e Pesquisa Anísio Teixeira (Inep) nesta quarta-feira, 29, apontam que Sergipe está entre os primeiros lugares do ranking dos estados que mais ganharam na aprendizagem da Matemática e da Língua Portuguesa no Ensino Médio. O estudo denominado de Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb/ 2017) aponta ainda que no 9º ano do Ensino Fundamental, Sergipe figura entre os 16 estados que ganharam na aprendizagem também da Língua Portuguesa e da Matemática, com mais pontos que a média nacional.
O Saeb/2 017 destaca ainda que Sergipe ficou em primeiro dos estados que mais agregaram pontos na aprendizagem da Matemática no Ensino Médio, ficando acima da média nacional, ou seja, Sergipe (10.7), seguido do Espírito Santo (10.5) e Rio Grande do Sul (9.4), Minas Gerais, Tocantins, Goiás, Ceará, Distrito Federal, Rondônia, Paraná, Acre, Piauí, Santa Catarina, Alagoas e Pernambuco.
A aprendizagem da Língua Portuguesa no Ensino Médio também mereceu destaque do Ministério da Educação através do estudo do Seab/2017, apontando que Sergipe se configura no segundo lugar do ranking entre os 12 estados que mais apresentaram ganhos na aprendizagem da Língua Portuguesa. O Ceará foi o estado que mais aumentou o índice de ganhos (9.3), seguido de Sergipe (8.3) e de Minas Gerais (6.8), com índices de ganho acima da média nacional.
A taxa de aprovação nos anos do ensino médio também aumentou de 66,7% para 75%, acompanhando os índices positivos.  As notas de proficiência em Matemática e Língua Portuguesa seguem a mesma análise positiva, num percentual de aumento de 6.84% para a resolução de problemas (Matemática), passando de 248.39 para 255.23, e de 7.88% na melhoria da leitura (Língua Portuguesa), aumentando de 245.24 para 253.12. 
O estudo também avaliou o 9º ano do Ensino Fundamental em Língua Portuguesa e Matemática. Dos 16 estados que ganharam na aprendizagem entre 2015 e 2017, Sergipe também mereceu destaque no Seab/2017 por apresentar mais pontos do que a média nacional, juntamente com os estados de Alagoas, Tocantins, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Mato Grosso, São Paulo, Ceará, Piauí, Acre, Goiás, Espírito Santo, Roraima e Pernambuco.
No que refere ao estudo da Matemática do 9º ano do Ensino Fundamental, Sergipe também se figurou entre os 16 estados que merecem destaque por agregarem mais pontos do que a média nacional, pontuando em conjunto com os estados de Tocantins, Paraná, Rio Grande do Sul, Alagoas, Rondônia, São Paulo, Espírito Santo, Ceará, Piauí, Rio de Janeiro, Acre, Distrito Federal, Mato Grosso, Goiás e Roraima.
De acordo com os dados do Departamento de Educação/Núcleo de Estudos, Pesquisas em Avaliação e Currículo, da Secretaria de Estado da Educação (DED/Nepac), a taxa de aprovação nos anos iniciais (1º ao 5º ano) aumentou de 83% para 89%, ou seja, houve diminuição nas taxas de reprovação e abandono nos anos iniciais. A nota média de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática também aumentou, num percentual de 7.81% (Língua Portuguesa) e 3.99% (Matemática), indicando que os alunos dos anos iniciais em sua trajetória escolar melhoraram suas habilidades leitoras e de resolução de problemas.
Nos anos finais, os dados também apontam resultados positivos na aplicação das políticas públicas do Governo de Sergipe dos últimos anos. Do 6º ao 9º ano, a taxa de aprovação na rede estadual passou de 62,6% para 73%, ou seja, um aumento de 10,4% no índice, o que significa também diminuição nas taxas de reprovação e abandono nos anos finais. 
As notas de proficiência em Matemática e Língua Portuguesa seguem a mesma análise positiva, num percentual de aumento de 1.27% (Matemática) e 6.8% (Língua Portuguesa) de aprendizagem. "Houve uma melhoria no dado do fluxo/aprovação em todos os anos, do 1º ao 5º ano. 
Especialmente no 3º ano, em que tivemos queda no período de 2013 a 2015, conseguimos aumentar a taxa de aprovação em 2017, de 71,5% para 77%", avaliou Helena Andréa Soares, assessora do Nepac, assegurando que as melhorias foram processuais e pedagógicas em todos os anos do ensino fundamental.

Os divulgados pelo Ins tituto Nacional de Es tudo e Pesquisa Anísio Teixeira (Inep) nesta quarta-feira, 29, apontam que Sergipe está entre os primeiros lugares do ranking dos estados que mais ganharam na aprendizagem da Matemática e da Língua Portuguesa no Ensino Médio. O estudo denominado de Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb/ 2017) aponta ainda que no 9º ano do Ensino Fundamental, Sergipe figura entre os 16 estados que ganharam na aprendizagem também da Língua Portuguesa e da Matemática, com mais pontos que a média nacional.
O Saeb/2 017 destaca ainda que Sergipe ficou em primeiro dos estados que mais agregaram pontos na aprendizagem da Matemática no Ensino Médio, ficando acima da média nacional, ou seja, Sergipe (10.7), seguido do Espírito Santo (10.5) e Rio Grande do Sul (9.4), Minas Gerais, Tocantins, Goiás, Ceará, Distrito Federal, Rondônia, Paraná, Acre, Piauí, Santa Catarina, Alagoas e Pernambuco.
A aprendizagem da Língua Portuguesa no Ensino Médio também mereceu destaque do Ministério da Educação através do estudo do Seab/2017, apontando que Sergipe se configura no segundo lugar do ranking entre os 12 estados que mais apresentaram ganhos na aprendizagem da Língua Portuguesa. O Ceará foi o estado que mais aumentou o índice de ganhos (9.3), seguido de Sergipe (8.3) e de Minas Gerais (6.8), com índices de ganho acima da média nacional.
A taxa de aprovação nos anos do ensino médio também aumentou de 66,7% para 75%, acompanhando os índices positivos.  As notas de proficiência em Matemática e Língua Portuguesa seguem a mesma análise positiva, num percentual de aumento de 6.84% para a resolução de problemas (Matemática), passando de 248.39 para 255.23, e de 7.88% na melhoria da leitura (Língua Portuguesa), aumentando de 245.24 para 253.12. 
O estudo também avaliou o 9º ano do Ensino Fundamental em Língua Portuguesa e Matemática. Dos 16 estados que ganharam na aprendizagem entre 2015 e 2017, Sergipe também mereceu destaque no Seab/2017 por apresentar mais pontos do que a média nacional, juntamente com os estados de Alagoas, Tocantins, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Mato Grosso, São Paulo, Ceará, Piauí, Acre, Goiás, Espírito Santo, Roraima e Pernambuco.
No que refere ao estudo da Matemática do 9º ano do Ensino Fundamental, Sergipe também se figurou entre os 16 estados que merecem destaque por agregarem mais pontos do que a média nacional, pontuando em conjunto com os estados de Tocantins, Paraná, Rio Grande do Sul, Alagoas, Rondônia, São Paulo, Espírito Santo, Ceará, Piauí, Rio de Janeiro, Acre, Distrito Federal, Mato Grosso, Goiás e Roraima.
De acordo com os dados do Departamento de Educação/Núcleo de Estudos, Pesquisas em Avaliação e Currículo, da Secretaria de Estado da Educação (DED/Nepac), a taxa de aprovação nos anos iniciais (1º ao 5º ano) aumentou de 83% para 89%, ou seja, houve diminuição nas taxas de reprovação e abandono nos anos iniciais. A nota média de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática também aumentou, num percentual de 7.81% (Língua Portuguesa) e 3.99% (Matemática), indicando que os alunos dos anos iniciais em sua trajetória escolar melhoraram suas habilidades leitoras e de resolução de problemas.
Nos anos finais, os dados também apontam resultados positivos na aplicação das políticas públicas do Governo de Sergipe dos últimos anos. Do 6º ao 9º ano, a taxa de aprovação na rede estadual passou de 62,6% para 73%, ou seja, um aumento de 10,4% no índice, o que significa também diminuição nas taxas de reprovação e abandono nos anos finais. 
As notas de proficiência em Matemática e Língua Portuguesa seguem a mesma análise positiva, num percentual de aumento de 1.27% (Matemática) e 6.8% (Língua Portuguesa) de aprendizagem. "Houve uma melhoria no dado do fluxo/aprovação em todos os anos, do 1º ao 5º ano. 
Especialmente no 3º ano, em que tivemos queda no período de 2013 a 2015, conseguimos aumentar a taxa de aprovação em 2017, de 71,5% para 77%", avaliou Helena Andréa Soares, assessora do Nepac, assegurando que as melhorias foram processuais e pedagógicas em todos os anos do ensino fundamental.