Série D ainda aguarda cinco Estados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
As equipes do Sergipe e do Itabaiana permanecem como representantes sergipanos no Brasileiro da Série D
As equipes do Sergipe e do Itabaiana permanecem como representantes sergipanos no Brasileiro da Série D

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/09/2018 às 07:25:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
A Confederação Brasi
leira de Futebol 
(CBF) informou que não estão definidos ainda rodos os 64 clubes participantes do Campeonato Brasileiro da Série D da próxima temporada, que contará mais uma vez com as presenças de Sergipe e Itabaiana, como representantes sergipanos. Os estrados do Espírito Santo, Maranhão, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo farão torneios seletivos, para definir os seus últimos representantes na competição do próximo ano.
Faltando quatro meses para o fim da temporada 2018, já se pode vislumbrar muito do que vai acontecer no próximo ano nos campos de futebol Brasil afora. A quarta e última divisão do futebol brasileiro, por exemplo, já está quase toda montada. Quase! Dos 64 clubes que vão disputar a Série D em 2019, 59 já estão definidos. Mas restam cinco estados apontarem seus últimos representantes para que a CBF conheça e confirme todas as agremiações que vão em busca de quatro vagas na Série C de 2020. 
Espírito Santo, Maranhão, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo precisam definir mais um representante cada na quarta divisão nacional. Os capixabas já têm o Serra, mas têm direito a um segundo time na disputa. Os maranhenses já classificaram o Moto Club e também vão levar uma segunda equipe. Os cariocas (com Boavista e Portuguesa) e os gaúchos (com Caxias e Avenida) têm dois cada e também têm direito a mais uma vaga. Enquanto os paulistas vão levar quatro times e já têm Ituano, São Caetano e Novorizontino garantidos. 
As outras 22 unidades federativas do país (incluindo o Distrito Federal) já têm suas cotas de clubes fechadas. De maneira geral, os participantes da Série D são definidos através dos estaduais. Mas, claro, há os quatro rebaixados da Série C (Joinville, Juazeirense, Salgueiro e Tupi) e as demais vagas são resolvidas a partir de competições extras que alguns estados decidem promover. 
Se seguir o mesmo calendário deste ano, a quarta divisão nacional deve começar na segunda quinzena do mês de abril e a final deve acontecer no começo do mês de agosto. 
REGIÃO NORTE / NORDESTE
Acre: Galvez e Rio Branco - Alagoas: ASA e Coruripe - Amapá: Santos e Ypiranga - Amazonas: Fast e Manaus - Bahia: Bahia de Feira, Fluminense de Feira, Jacuipense e Juazeirense (rebaixado da Série C) - Ceará: Floresta e Uniclinic - Maranhão: Moto Club e Representante 2 (definido numa copa estadual que acontece ainda neste segundo semestre) - Pará: Bragantino e São Raimundo - Paraíba: Campinense e Serrano - Pernambuco: Central, Vitória, América e Salgueiro (rebaixado da Série C) - Piauí: River e Altos - Rio Grande do Norte: América de Natal e Santa Cruz - Rondônia: Barcelona de Vilhena e Real Ariquemes - Roraima: Atlético Roraima e São Raimundo - Sergipe: Itabaiana e Sergipe e Tocantins: Gurupi e Palmas. 
REGIÃO CENTRO-OESTE / SUDESTE E SUL
Distrito Federal: Brasiliense e Sobradinho - Espírito Santo: Serra e Representante 2 (definido na Copa Espírito Santo, em outubro) - Goiás: Anapolina, Aparecidense e Iporá - Mato Grosso: Sinop e União Rondonópolis - Mato Grosso do Sul: Corumbaense e Operário - Minas Gerais: Caldense, Patrocinense, URT e Tupi (rebaixado da Série C) - Paraná: Cianorte, Foz do Iguaçu e Maringá - Rio de Janeiro: Boa Vista, Portuguesa e Representante 3 (definido através da Copa Rio, neste ano) - Rio Grande do Sul: Caxias, Avenida e Representante 3 (definido numa copa estadual que acontece ainda neste segundo semestre) - Santa Catarina: Brusque, Hercílio Luz, Tubarão e Joinville (rebaixado da Série C) - São Paulo: Ituano, São Caetano, Novorizontino e Representante 4 (definido na Copa Paulista, em outubro).

A Confederação Brasi leira de Futebol  (CBF) informou que não estão definidos ainda rodos os 64 clubes participantes do Campeonato Brasileiro da Série D da próxima temporada, que contará mais uma vez com as presenças de Sergipe e Itabaiana, como representantes sergipanos. Os estrados do Espírito Santo, Maranhão, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo farão torneios seletivos, para definir os seus últimos representantes na competição do próximo ano.
Faltando quatro meses para o fim da temporada 2018, já se pode vislumbrar muito do que vai acontecer no próximo ano nos campos de futebol Brasil afora. A quarta e última divisão do futebol brasileiro, por exemplo, já está quase toda montada. Quase! Dos 64 clubes que vão disputar a Série D em 2019, 59 já estão definidos. Mas restam cinco estados apontarem seus últimos representantes para que a CBF conheça e confirme todas as agremiações que vão em busca de quatro vagas na Série C de 2020. 
Espírito Santo, Maranhão, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo precisam definir mais um representante cada na quarta divisão nacional. Os capixabas já têm o Serra, mas têm direito a um segundo time na disputa. Os maranhenses já classificaram o Moto Club e também vão levar uma segunda equipe. Os cariocas (com Boavista e Portuguesa) e os gaúchos (com Caxias e Avenida) têm dois cada e também têm direito a mais uma vaga. Enquanto os paulistas vão levar quatro times e já têm Ituano, São Caetano e Novorizontino garantidos. 
As outras 22 unidades federativas do país (incluindo o Distrito Federal) já têm suas cotas de clubes fechadas. De maneira geral, os participantes da Série D são definidos através dos estaduais. Mas, claro, há os quatro rebaixados da Série C (Joinville, Juazeirense, Salgueiro e Tupi) e as demais vagas são resolvidas a partir de competições extras que alguns estados decidem promover. 
Se seguir o mesmo calendário deste ano, a quarta divisão nacional deve começar na segunda quinzena do mês de abril e a final deve acontecer no começo do mês de agosto. 

REGIÃO NORTE / NORDESTE
Acre: Galvez e Rio Branco - Alagoas: ASA e Coruripe - Amapá: Santos e Ypiranga - Amazonas: Fast e Manaus - Bahia: Bahia de Feira, Fluminense de Feira, Jacuipense e Juazeirense (rebaixado da Série C) - Ceará: Floresta e Uniclinic - Maranhão: Moto Club e Representante 2 (definido numa copa estadual que acontece ainda neste segundo semestre) - Pará: Bragantino e São Raimundo - Paraíba: Campinense e Serrano - Pernambuco: Central, Vitória, América e Salgueiro (rebaixado da Série C) - Piauí: River e Altos - Rio Grande do Norte: América de Natal e Santa Cruz - Rondônia: Barcelona de Vilhena e Real Ariquemes - Roraima: Atlético Roraima e São Raimundo - Sergipe: Itabaiana e Sergipe e Tocantins: Gurupi e Palmas. 

REGIÃO CENTRO-OESTE / SUDESTE E SUL
Distrito Federal: Brasiliense e Sobradinho - Espírito Santo: Serra e Representante 2 (definido na Copa Espírito Santo, em outubro) - Goiás: Anapolina, Aparecidense e Iporá - Mato Grosso: Sinop e União Rondonópolis - Mato Grosso do Sul: Corumbaense e Operário - Minas Gerais: Caldense, Patrocinense, URT e Tupi (rebaixado da Série C) - Paraná: Cianorte, Foz do Iguaçu e Maringá - Rio de Janeiro: Boa Vista, Portuguesa e Representante 3 (definido através da Copa Rio, neste ano) - Rio Grande do Sul: Caxias, Avenida e Representante 3 (definido numa copa estadual que acontece ainda neste segundo semestre) - Santa Catarina: Brusque, Hercílio Luz, Tubarão e Joinville (rebaixado da Série C) - São Paulo: Ituano, São Caetano, Novorizontino e Representante 4 (definido na Copa Paulista, em outubro).