Presidente da FSF prestigiou posse do CNE

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Ao lado do ministro Leandro Cruz e do secretário Antônio Hora o presidente da FSF, Milton Dantas prestigiou a posse de amigos no CNE
Ao lado do ministro Leandro Cruz e do secretário Antônio Hora o presidente da FSF, Milton Dantas prestigiou a posse de amigos no CNE

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/09/2018 às 10:38:00

 

Esse início de semana 
do presidente da Fe
deração Sergipana de Futebol, Milton Dantas, foi no Rio de janeiro. Na segunda-feira, no Parque Olímpico da Barra, ele prestigiou a posse do secretário estadual de esportes Antônio Hora e do e do secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, amigos pessoais do presidente. A solenidade foi presidida pelo ministro do esporte, Leandro Cruz.
Na oportunidade Milton Dantas aproveitou para conversar com o ministro do esporte sobre o futebol sergipano e aproveitou para reivindicar alguns benefícios para o futebol ser3gi-ano. O mesmo fez com o secretário Walter Feldman. Nesta terça e quarta-feira o presidente passou na sede da CBF se reunindo com diretores da entidade. O presidente Milton Dantas retorna nesta quinta-feira e na segunda reassume o cargo na FSF.
- Vim especialmente ao Rio de Janeiro para prestigiar a posse desses dois amigos em tão importante colegiado do esporte brasileiro. Ter o sergipano Antônio Hora Filho, como membro efetivo do Conselho Nacional de Esportes é uma honra não só para o esporte sergipano, mas para todo o estado de Sergipe. O CNE é um órgão normalizador e fiscalizador do esporte e com a competência que possui como gestor esportivo, Antônio Hora pode contribuir muito para o desenvolvimento do esporte brasileiro. Prestigiei também a posse do Walter Feldman que é um amigo e como secretário geral da CBF tem ajudado muito ao nosso futebol - revelou o presidente Milton Dantas.  
   
Durante a posse, o ministro destacou a qualidade dos empossados e os avanços conquistados pelo CNE. "Nos últimos dois anos, o CNE avançou muito, fortalecendo-se como um verdadeiro fórum do debate do esporte brasileiro. Essa é uma singela homenagem do CNE aos companheiros que nos ajudaram muito ao longo dos últimos tempos, para que o conselho tivesse se fortalecido e avançado de forma considerável", concluiu o ministro.

Esse início de semana  do presidente da Fe deração Sergipana de Futebol, Milton Dantas, foi no Rio de janeiro. Na segunda-feira, no Parque Olímpico da Barra, ele prestigiou a posse do secretário estadual de esportes Antônio Hora e do e do secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, amigos pessoais do presidente. A solenidade foi presidida pelo ministro do esporte, Leandro Cruz.
Na oportunidade Milton Dantas aproveitou para conversar com o ministro do esporte sobre o futebol sergipano e aproveitou para reivindicar alguns benefícios para o futebol ser3gi-ano. O mesmo fez com o secretário Walter Feldman. Nesta terça e quarta-feira o presidente passou na sede da CBF se reunindo com diretores da entidade. O presidente Milton Dantas retorna nesta quinta-feira e na segunda reassume o cargo na FSF.
- Vim especialmente ao Rio de Janeiro para prestigiar a posse desses dois amigos em tão importante colegiado do esporte brasileiro. Ter o sergipano Antônio Hora Filho, como membro efetivo do Conselho Nacional de Esportes é uma honra não só para o esporte sergipano, mas para todo o estado de Sergipe. O CNE é um órgão normalizador e fiscalizador do esporte e com a competência que possui como gestor esportivo, Antônio Hora pode contribuir muito para o desenvolvimento do esporte brasileiro. Prestigiei também a posse do Walter Feldman que é um amigo e como secretário geral da CBF tem ajudado muito ao nosso futebol - revelou o presidente Milton Dantas.     Durante a posse, o ministro destacou a qualidade dos empossados e os avanços conquistados pelo CNE. "Nos últimos dois anos, o CNE avançou muito, fortalecendo-se como um verdadeiro fórum do debate do esporte brasileiro. Essa é uma singela homenagem do CNE aos companheiros que nos ajudaram muito ao longo dos últimos tempos, para que o conselho tivesse se fortalecido e avançado de forma considerável", concluiu o ministro.