Eduardo Amorim apresenta notícia falsa na TV e TRE concede direito de resposta a Belivaldo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/09/2018 às 11:37:00

 

O candidato a governa
dor pela coligação 
Coragem Para Mudar Sergipe, Eduardo Amorim (PSDB), veiculou notícia falsa acerca do tomógrafo do Hospital Regional de Itabaiana, na última segunda-feira (3) à noite, durante o programa exibido na propaganda eleitoral gratuita na tv, para difamar a imagem do governador Belivaldo Chagas (PSD), candidato à reeleição.
Por decisão do Juiz Auxiliar da Propaganda Eleitoral Roberto Eugênio da Fonseca Porto, o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) acolheu os argumentos da representação ajuizada pela defasa de Belivaldo junto à corte e concedeu ao candidato à reeleição direito de resposta no programa de TV do candidato Eduardo Amorim (PSDB) que foi ao ar nesta quarta-feira.
De acordo com o juiz Roberto Eugênio da Fonseca Porto, o candidato Eduardo Amorim "transbordou a mera crítica ao Administrador Público" e passou mensagem difamatória quando afirmou que o aparelho está parado e enferrujando dentro da referida unidade hospital, pois, ao contrário do que o candidato propagou, o tomógrafo está sendo utilizado em fase de testes ao passo em que os operadores do equipamento estão sendo capacitados.
Belivaldo destaca que o Hospital Regional de Itabaiana é o primeiro, no interior, a receber um tomógrafo, e que o equipamento estará a serviço da população já a partir da próxima semana.
"Eduardo não tem serviços prestados à população, não tem experiência em gestão, não tem propostas para governar Sergipe e aí, para ocupar o tempo que tem na propaganda eleitoral na televisão, utiliza o artificio da mentira, da notícia falsa, para tentar enganar a população, que está atenta e já disse não aos políticos que, assim como Amorim, não respeitam os eleitores e não representam os interesses do povo".

O candidato a governa dor pela coligação  Coragem Para Mudar Sergipe, Eduardo Amorim (PSDB), veiculou notícia falsa acerca do tomógrafo do Hospital Regional de Itabaiana, na última segunda-feira (3) à noite, durante o programa exibido na propaganda eleitoral gratuita na tv, para difamar a imagem do governador Belivaldo Chagas (PSD), candidato à reeleição.
Por decisão do Juiz Auxiliar da Propaganda Eleitoral Roberto Eugênio da Fonseca Porto, o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) acolheu os argumentos da representação ajuizada pela defasa de Belivaldo junto à corte e concedeu ao candidato à reeleição direito de resposta no programa de TV do candidato Eduardo Amorim (PSDB) que foi ao ar nesta quarta-feira.
De acordo com o juiz Roberto Eugênio da Fonseca Porto, o candidato Eduardo Amorim "transbordou a mera crítica ao Administrador Público" e passou mensagem difamatória quando afirmou que o aparelho está parado e enferrujando dentro da referida unidade hospital, pois, ao contrário do que o candidato propagou, o tomógrafo está sendo utilizado em fase de testes ao passo em que os operadores do equipamento estão sendo capacitados.
Belivaldo destaca que o Hospital Regional de Itabaiana é o primeiro, no interior, a receber um tomógrafo, e que o equipamento estará a serviço da população já a partir da próxima semana.
"Eduardo não tem serviços prestados à população, não tem experiência em gestão, não tem propostas para governar Sergipe e aí, para ocupar o tempo que tem na propaganda eleitoral na televisão, utiliza o artificio da mentira, da notícia falsa, para tentar enganar a população, que está atenta e já disse não aos políticos que, assim como Amorim, não respeitam os eleitores e não representam os interesses do povo".