Promotor aposentado e ex-prefeito morre em pousada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 07/09/2018 às 07:16:00

 

O promotor de justiça aposentado Gilmarcos Evangelista de Alcântara, 66 anos, que também era ex-prefeito de Japoatã (Baixo São Francisco), morreu ontem à tarde em uma pousada localizada na rua Dom Quirino, bairro Santo Antônio (zona norte da capital). Segundo testemunhas, ele sentiu-se mal em um quarto onde estava e chegou a correr para pedir socorro na recepção do estabelecimento, mas não resistiu e morreu antes do socorro médico. O falecimento foi confirmado por volta das 18h de sexta. 
A Polícia Militar chegou a ser chamada e isolou o local até a chegada do Instituto Médico Legal (IML) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Eles apuraram que o ex-promotor chegou à pousada com uma pessoa e ambos ficaram no hotel por cerca de 40 minutos, até que a pessoa acompanhante deixou o hotel. Inicialmente, havia a suspeita de que Gilmarcos teria sido morto por asfixia, mas a causa só será confirmada após o exame de necropsia do IML. Familiares do promotor estiveram no local e ficaram bastante abalados com a notícia. O corpo do ex-prefeito deve ser enterrado nesta sexta-feira. 

O promotor de justiça aposentado Gilmarcos Evangelista de Alcântara, 66 anos, que também era ex-prefeito de Japoatã (Baixo São Francisco), morreu ontem à tarde em uma pousada localizada na rua Dom Quirino, bairro Santo Antônio (zona norte da capital). Segundo testemunhas, ele sentiu-se mal em um quarto onde estava e chegou a correr para pedir socorro na recepção do estabelecimento, mas não resistiu e morreu antes do socorro médico. O falecimento foi confirmado por volta das 18h de sexta. 
A Polícia Militar chegou a ser chamada e isolou o local até a chegada do Instituto Médico Legal (IML) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Eles apuraram que o ex-promotor chegou à pousada com uma pessoa e ambos ficaram no hotel por cerca de 40 minutos, até que a pessoa acompanhante deixou o hotel. Inicialmente, havia a suspeita de que Gilmarcos teria sido morto por asfixia, mas a causa só será confirmada após o exame de necropsia do IML. Familiares do promotor estiveram no local e ficaram bastante abalados com a notícia. O corpo do ex-prefeito deve ser enterrado nesta sexta-feira.