Presidente do Confiança contesta dívida

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O zagueiro Rodolfo Filemon foi recebido com festa, foi apresentado à torcida, atuou muito bem em algumas partidas, mas hoje se queixa de uma dívida do time proletário
O zagueiro Rodolfo Filemon foi recebido com festa, foi apresentado à torcida, atuou muito bem em algumas partidas, mas hoje se queixa de uma dívida do time proletário

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 12/09/2018 às 06:33:00

 

A polêmica tomou 
conta das redes so
ciais no final da tarde desta segunda-feira e manhã da terça-feira. O empresário do zagueiro Filemon usou as redes sociais para cobrar uma suposta dívida do time proletário com o sem empresado. Ainda através das redes sociais, o próprio zagueiro confirma a dívida e alega estar passando dificuldades financeiras.
Segundo o empresário, o atleta estava disputando o campeonato pela URT de Minas Gerais e recebeu o convite para disputar a Série C pelo Confiança. O convite foi aceito e o atleta veio defender o Dragão. Ele alega que conhecia o treinador Luizinho Lopes, mas não conhecia nenhum dirigente, mas confiou assim mesmo em aceitar o convite.
- Mas nada do que foi acertado foi cumprido pelos dirigentes sergipanos. O jogador passou até pela humilhação de ver a energia da sua residência cortada pela empresa fornecedora. Rodolfo trabalhou três quatro meses e até agora não recebeu nenhum centavo. Apenas deram a ele R$ 1,5 mil para ir embora, porque não havia mais condições de ele ficar, não tinha condições de se manter. Só que esse valor foi muito pouco para se retornar a São Paulo com a família, gastou muito mais só de gasolina ´revela o empresário de Rodolfo Filemon.  
O empresário revela ainda que já conseguiu emprego para o jogador. Mas até chegar a esse ponto foram três meses que ficaram para trás. "O jogador está passando dificuldades por conta dessa falta de seriedade. Infelizmente nada foi resolvido. Só recebemos promessas, mas as contas já venceram. O jogador come todo dia, não come daqui a três meses e não pode esperar só quando o clube puder pagar. Eu estou há 12 anos na bola e nunca tinha visto isso no futebol. Foi a minha primeira experiência desse tipo e se Deus quiser vai ser a última", concluiu o empresário.
O atleta também se manifestou através de redes sociais. Filemon confirma a dívida e diz esperar que a situação seja logo resolva. "Não fiquei com mágoa do clube. Mas eu tenho uma família e contas para pagar e quando começa a ficar sem controle e sem resposta é complicado. Não quero entrar na justiça porque não gosto disso", desabafou o zagueiro.
O presidente Hyago França contesta a dívida e disse que promete colocar o torcedor sergipano a par da situação. Ele afirma que vai usar a imprensa, para esclarecer os fatos. "Estarei desmentindo com provas. Levarei documentos, levarei contratos, mostrarei quanto o clube arrecada e quanto temos de despesa. E estarei à disposição para esclarecer qualquer dúvida do torcedor", disse Hyago França.
Hyago concluiu dizendo que vai deixar tudo às claras. "Durante essa semana e a próxima, faço questão de participar dos demais programas esportivos, para desmentir algumas situações de pessoas que parecem que não querem o bem do Clube. Precisamos é de união e juntar forças". 

A polêmica tomou  conta das redes so ciais no final da tarde desta segunda-feira e manhã da terça-feira. O empresário do zagueiro Filemon usou as redes sociais para cobrar uma suposta dívida do time proletário com o sem empresado. Ainda através das redes sociais, o próprio zagueiro confirma a dívida e alega estar passando dificuldades financeiras.
Segundo o empresário, o atleta estava disputando o campeonato pela URT de Minas Gerais e recebeu o convite para disputar a Série C pelo Confiança. O convite foi aceito e o atleta veio defender o Dragão. Ele alega que conhecia o treinador Luizinho Lopes, mas não conhecia nenhum dirigente, mas confiou assim mesmo em aceitar o convite.
- Mas nada do que foi acertado foi cumprido pelos dirigentes sergipanos. O jogador passou até pela humilhação de ver a energia da sua residência cortada pela empresa fornecedora. Rodolfo trabalhou três quatro meses e até agora não recebeu nenhum centavo. Apenas deram a ele R$ 1,5 mil para ir embora, porque não havia mais condições de ele ficar, não tinha condições de se manter. Só que esse valor foi muito pouco para se retornar a São Paulo com a família, gastou muito mais só de gasolina ´revela o empresário de Rodolfo Filemon.  
O empresário revela ainda que já conseguiu emprego para o jogador. Mas até chegar a esse ponto foram três meses que ficaram para trás. "O jogador está passando dificuldades por conta dessa falta de seriedade. Infelizmente nada foi resolvido. Só recebemos promessas, mas as contas já venceram. O jogador come todo dia, não come daqui a três meses e não pode esperar só quando o clube puder pagar. Eu estou há 12 anos na bola e nunca tinha visto isso no futebol. Foi a minha primeira experiência desse tipo e se Deus quiser vai ser a última", concluiu o empresário.
O atleta também se manifestou através de redes sociais. Filemon confirma a dívida e diz esperar que a situação seja logo resolva. "Não fiquei com mágoa do clube. Mas eu tenho uma família e contas para pagar e quando começa a ficar sem controle e sem resposta é complicado. Não quero entrar na justiça porque não gosto disso", desabafou o zagueiro.
O presidente Hyago França contesta a dívida e disse que promete colocar o torcedor sergipano a par da situação. Ele afirma que vai usar a imprensa, para esclarecer os fatos. "Estarei desmentindo com provas. Levarei documentos, levarei contratos, mostrarei quanto o clube arrecada e quanto temos de despesa. E estarei à disposição para esclarecer qualquer dúvida do torcedor", disse Hyago França.
Hyago concluiu dizendo que vai deixar tudo às claras. "Durante essa semana e a próxima, faço questão de participar dos demais programas esportivos, para desmentir algumas situações de pessoas que parecem que não querem o bem do Clube. Precisamos é de união e juntar forças".