Grande Prêmio do Cinema Brasileiro homenageia Fernanda Montenegro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/09/2018 às 06:33:00

 

A Academia Brasileira de Cinema vai premiar, na noite de 18 de setembro, os melhores lançamentos cinematográficos nacionais de 2017. Bingo, o Rei das Manhãs, de Daniel Rezende, é o campeão de indicações (15), seguido por A Glória e a Graça, de Flávio Ramos Tambellini (10) e Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky (10). Este ano, a disputa reúne 36 longas e 20 curtas nacionais, além de 5 longas estrangeiros, que concorrem ao Troféu Grande Otelo em 25 categorias.
Com direção de Ivan Sugahara, a cerimônia será realizada na Cidade das Artes, no Rio, com transmissão ao vivo do Canal Brasil na TV e na Internet, pelo Canal Brasil Play. A grande homenageada da noite será Fernanda Montenegro, que celebra 75 anos de carreira. O cineasta Nelson Pereira  dos Santos e o diretor, produtor e ex-presidente da Academia Brasileira de Cinema Roberto Farias, que faleceram esse ano, também serão lembrados.
Diretor com longa carreira no teatro e apaixonado pela sétima arte, Ivan vai levar toda sua experiência nos palcos para a premiação, que ganha ares de espetáculo, com roteiro e narrativa. Esse ano, os atores/apresentadores são Laila Garin e Charles Fricks . O evento contará com uma banda ao vivo. "A Roda", formada por Ricco Viana (guitarra e violão), Marcelo Müller (baixo) e Rick de La Torre (bateria), vai apresentar músicas brasileiras que homenageiam o cinema, interpretadas por Laila.
Em 2018, a cerimônia terá como mote principal a magia de se assistir a um filme na sala escura de cinema, primeira janela de exibição das produções. Longas como Lisbela e o Prisioneiro (2003), Cinema, Apirinas e Urubus (2005) e O Último Cine Drive-In (2015), que têm o cinema como fio condutor, norteiam a premiação. Essa é a sétima edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro dirigida por Ivan Sugahara, que começou sua história com o evento em 2003. O diretor destaca a importância dessa vivência em sua carreira e como ela agrega ao seu trabalho no teatro.

A Academia Brasileira de Cinema vai premiar, na noite de 18 de setembro, os melhores lançamentos cinematográficos nacionais de 2017. Bingo, o Rei das Manhãs, de Daniel Rezende, é o campeão de indicações (15), seguido por A Glória e a Graça, de Flávio Ramos Tambellini (10) e Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky (10). Este ano, a disputa reúne 36 longas e 20 curtas nacionais, além de 5 longas estrangeiros, que concorrem ao Troféu Grande Otelo em 25 categorias.
Com direção de Ivan Sugahara, a cerimônia será realizada na Cidade das Artes, no Rio, com transmissão ao vivo do Canal Brasil na TV e na Internet, pelo Canal Brasil Play. A grande homenageada da noite será Fernanda Montenegro, que celebra 75 anos de carreira. O cineasta Nelson Pereira  dos Santos e o diretor, produtor e ex-presidente da Academia Brasileira de Cinema Roberto Farias, que faleceram esse ano, também serão lembrados.
Diretor com longa carreira no teatro e apaixonado pela sétima arte, Ivan vai levar toda sua experiência nos palcos para a premiação, que ganha ares de espetáculo, com roteiro e narrativa. Esse ano, os atores/apresentadores são Laila Garin e Charles Fricks . O evento contará com uma banda ao vivo. "A Roda", formada por Ricco Viana (guitarra e violão), Marcelo Müller (baixo) e Rick de La Torre (bateria), vai apresentar músicas brasileiras que homenageiam o cinema, interpretadas por Laila.
Em 2018, a cerimônia terá como mote principal a magia de se assistir a um filme na sala escura de cinema, primeira janela de exibição das produções. Longas como Lisbela e o Prisioneiro (2003), Cinema, Apirinas e Urubus (2005) e O Último Cine Drive-In (2015), que têm o cinema como fio condutor, norteiam a premiação. Essa é a sétima edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro dirigida por Ivan Sugahara, que começou sua história com o evento em 2003. O diretor destaca a importância dessa vivência em sua carreira e como ela agrega ao seu trabalho no teatro.