Funcionário da PMA é preso por uso irregular de cartão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/09/2018 às 06:49:00

 

A Prefeitura de Aracaju confirmou ontem que um motorista da Secretaria Municipal da Assistência Social (Semasc) foi preso na noite desta quarta-feira, em virtude de ato ilícito durante o abastecimento do veículo que se encontrava sob sua responsabilidade. Ele foi denunciado por usando o cartão corporativo da frota da PMA, do sistema Vale Card para abastecer galões de combustível e revender o produto a terceiros, além de manter o veículo oficial com diversos licenciamentos atrasados. A denúncia foi feita pelo vereador Cabo Amintas (PTB). 
O servidor, que acabou exonerado do cargo, havia sido nomeado no dia 1º de julho deste ano e desempenhava a função de motorista no plantão noturno, sendo responsável pelo atendimento às demandas dos abrigos para acolhimento de crianças, adolescentes e idosos mantidos pela gestão municipal. 
"Reforçamos que os motoristas da Assistência não possuem cartão de abastecimento individual. Os cartões são vinculados aos veículos e ficam sob os cuidados diretos da administração. A única exceção trata-se justamente de três cartões vinculados aos veículos que servem aos plantões noturnos, de fins de semana e feriados. Nesses casos, o cartão fica no próprio veículo, sendo seu uso liberado mediante senha personalizada vinculada ao motorista em serviço. Os cartões, vale frisar, possuem limite de consumo. No caso em questão, como o veículo serve durante o dia aos Conselhos Tutelares e à noite aos abrigos, o limite semanal de abastecimento encontra-se no valor médio de R$ 300", diz a PMA, em nota oficial.
Quanto à situação de regularidade dos documentos do veículo, o comunicado diz que o mesmo tratava-se de um carro reserva, disponibilizado pela locadora em substituição a um veículo que havia apresentado problemas mecânicos durante esta semana. "Por fim, a Prefeitura esclarece que, em virtude de descumprimento contratual previamente comunicado à empresa em questão, já está em seus trâmites finais a substituição da locadora de veículos que atende ao município de Aracaju", confirma a nota.

A Prefeitura de Aracaju confirmou ontem que um motorista da Secretaria Municipal da Assistência Social (Semasc) foi preso na noite desta quarta-feira, em virtude de ato ilícito durante o abastecimento do veículo que se encontrava sob sua responsabilidade. Ele foi denunciado por usando o cartão corporativo da frota da PMA, do sistema Vale Card para abastecer galões de combustível e revender o produto a terceiros, além de manter o veículo oficial com diversos licenciamentos atrasados. A denúncia foi feita pelo vereador Cabo Amintas (PTB). 
O servidor, que acabou exonerado do cargo, havia sido nomeado no dia 1º de julho deste ano e desempenhava a função de motorista no plantão noturno, sendo responsável pelo atendimento às demandas dos abrigos para acolhimento de crianças, adolescentes e idosos mantidos pela gestão municipal. 
"Reforçamos que os motoristas da Assistência não possuem cartão de abastecimento individual. Os cartões são vinculados aos veículos e ficam sob os cuidados diretos da administração. A única exceção trata-se justamente de três cartões vinculados aos veículos que servem aos plantões noturnos, de fins de semana e feriados. Nesses casos, o cartão fica no próprio veículo, sendo seu uso liberado mediante senha personalizada vinculada ao motorista em serviço. Os cartões, vale frisar, possuem limite de consumo. No caso em questão, como o veículo serve durante o dia aos Conselhos Tutelares e à noite aos abrigos, o limite semanal de abastecimento encontra-se no valor médio de R$ 300", diz a PMA, em nota oficial.
Quanto à situação de regularidade dos documentos do veículo, o comunicado diz que o mesmo tratava-se de um carro reserva, disponibilizado pela locadora em substituição a um veículo que havia apresentado problemas mecânicos durante esta semana. "Por fim, a Prefeitura esclarece que, em virtude de descumprimento contratual previamente comunicado à empresa em questão, já está em seus trâmites finais a substituição da locadora de veículos que atende ao município de Aracaju", confirma a nota.