Desagravo público em defesa da advocacia será realizado nesta sexta-feira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/09/2018 às 06:54:00

 

Visando a defesa das prerrogativas - um dos principais objetivos da Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe - a entidade deliberou a promoção do desagravo público a favor dos advogados Izadora Brito, Antônio Dias e Jan Havlik. A medida vai ser realizada nesta sexta-feira, às 8h, na sede da Guarda Municipal de Aracaju, localizada no Parque da Sementeira.
No mês de agosto, os profissionais atuavam a favor do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) em assembléia da mobilização, quando receberam ameaças de um integrante da Guarda Municipal. Em depoimento, Izadora explicou que os dois foram informados da presença de alguém armado na ocasião. Ao irem de encontro à discussão, os profissionais foram ameaçados de agressão física e de morte.
A OAB/SE acredita ser inaceitável que a advocacia seja alvo de qualquer tipo de violência, construindo diariamente propostas de conscientização em relação ao resguardo de direitos. Uma vez que as prerrogativas são violadas, a Ordem defende firmemente a dignidade de seus inscritos.

Visando a defesa das prerrogativas - um dos principais objetivos da Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe - a entidade deliberou a promoção do desagravo público a favor dos advogados Izadora Brito, Antônio Dias e Jan Havlik. A medida vai ser realizada nesta sexta-feira, às 8h, na sede da Guarda Municipal de Aracaju, localizada no Parque da Sementeira.
No mês de agosto, os profissionais atuavam a favor do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) em assembléia da mobilização, quando receberam ameaças de um integrante da Guarda Municipal. Em depoimento, Izadora explicou que os dois foram informados da presença de alguém armado na ocasião. Ao irem de encontro à discussão, os profissionais foram ameaçados de agressão física e de morte.
A OAB/SE acredita ser inaceitável que a advocacia seja alvo de qualquer tipo de violência, construindo diariamente propostas de conscientização em relação ao resguardo de direitos. Uma vez que as prerrogativas são violadas, a Ordem defende firmemente a dignidade de seus inscritos.