Ação contra o tráfico em Itabaiana termina com prisão de verdureiro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Objetos apreendidos na falsa banca de verduras
Objetos apreendidos na falsa banca de verduras

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/09/2018 às 06:43:00

 

O Departamento de Narcóticos (Denarc) detalhou uma operação que foi deflagrada na tarde desta quinta-feira, visando desativar o tráfico de drogas e armas de fogo em Itabaiana (Agreste). A ação, que contou com o apoio da Delegacia Regional de Itabaiana e papiloscopistas, prendeu Almir de Lima, 29 anos. Segundo a polícia, ele se utilizava da venda de verduras de fachada na região serrana e Aracaju para realizar o comércio ilícito.
''As investigações duraram cerca de 3 meses, os policiais do Denarc constataram que Almir utilizava dois veículos, de modelos Ônix e Gol, para o transporte de drogas e armas de fogo'', ressalta o delegado e diretor do Denarc, Osvaldo Resende. Nos carros foram encontrados compartimentos ocultos preparados exclusivamente para o transporte do material ilícito.  
Foram apreendidos: dois revólveres calibre 38 (canos longos), 41 munições de calibre 38, 184 cápsulas plásticas contendo cocaína, 640 gramas de cocaína, 400 gramas de crack, 200 gramas de maconha, uma balança digital usada para pesar drogas, um rolo de plástico filme utilizado para acondicionar drogas, além da quantia de 440 reais e os dois automóveis.

O Departamento de Narcóticos (Denarc) detalhou uma operação que foi deflagrada na tarde desta quinta-feira, visando desativar o tráfico de drogas e armas de fogo em Itabaiana (Agreste). A ação, que contou com o apoio da Delegacia Regional de Itabaiana e papiloscopistas, prendeu Almir de Lima, 29 anos. Segundo a polícia, ele se utilizava da venda de verduras de fachada na região serrana e Aracaju para realizar o comércio ilícito.
''As investigações duraram cerca de 3 meses, os policiais do Denarc constataram que Almir utilizava dois veículos, de modelos Ônix e Gol, para o transporte de drogas e armas de fogo'', ressalta o delegado e diretor do Denarc, Osvaldo Resende. Nos carros foram encontrados compartimentos ocultos preparados exclusivamente para o transporte do material ilícito.  
Foram apreendidos: dois revólveres calibre 38 (canos longos), 41 munições de calibre 38, 184 cápsulas plásticas contendo cocaína, 640 gramas de cocaína, 400 gramas de crack, 200 gramas de maconha, uma balança digital usada para pesar drogas, um rolo de plástico filme utilizado para acondicionar drogas, além da quantia de 440 reais e os dois automóveis.