Aplicativo de controle social na área da Educação será lançado no TCE

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/09/2018 às 06:47:00

 

Será lançado na próxima segunda-feira (17), às 9h, no Tribunal de Contas do Estado (TCE), o aplicativo "Educação UP", que pretende ser uma importante ferramenta de controle social no âmbito da Educação. 
Mais conhecido como "Duca", em referência à corujinha mascote que o representa, o software foi desenvolvido a partir de um convênio celebrado entre TCE, Ministério Público do Estado (MPE) e Universidade Federal de Sergipe (UFS).
Voltado às escolas de rede pública estadual de ensino, o aplicativo inicialmente será compatível apenas com smartphones baseados no sistema Android. "A versão IOS será desenvolvida após a finalização da implantação da versão Android", explica o professor Methanias Colaço, do Núcleo de Pesquisa e Prática em Inteligência Competitiva do Departamento de Sistemas de Informação da UFS. 
Na apresentação será detalhada sua aplicação e de que forma os órgãos de controle poderão se valer da base de dados que será produzida. A ideia é que o aplicativo seja disponibilizado imediatamente, em versão Beta, para duas escolas. 
Alimentação escolar, infraestrutura, transporte escolar e transparência são alguns dos itens que serão monitorados por meio da ferramenta, a depender do perfil definido pelo usuário, que pode ser um aluno, professor, gestor, ou parte da população da região.

Será lançado na próxima segunda-feira (17), às 9h, no Tribunal de Contas do Estado (TCE), o aplicativo "Educação UP", que pretende ser uma importante ferramenta de controle social no âmbito da Educação. 
Mais conhecido como "Duca", em referência à corujinha mascote que o representa, o software foi desenvolvido a partir de um convênio celebrado entre TCE, Ministério Público do Estado (MPE) e Universidade Federal de Sergipe (UFS).
Voltado às escolas de rede pública estadual de ensino, o aplicativo inicialmente será compatível apenas com smartphones baseados no sistema Android. "A versão IOS será desenvolvida após a finalização da implantação da versão Android", explica o professor Methanias Colaço, do Núcleo de Pesquisa e Prática em Inteligência Competitiva do Departamento de Sistemas de Informação da UFS. 
Na apresentação será detalhada sua aplicação e de que forma os órgãos de controle poderão se valer da base de dados que será produzida. A ideia é que o aplicativo seja disponibilizado imediatamente, em versão Beta, para duas escolas. 
Alimentação escolar, infraestrutura, transporte escolar e transparência são alguns dos itens que serão monitorados por meio da ferramenta, a depender do perfil definido pelo usuário, que pode ser um aluno, professor, gestor, ou parte da população da região.