Cuiabá e Operário com os melhores ataques do Brasil

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/09/2018 às 06:28:00

 

O primeiro jogo da final da Série C, disputado no último domingo, teve uma chuva de gols e terminou em um empate por 3 a 3 entre Operário-PR e Cuiabá. E se engana quem pensa que o grande número de bolas na rede tenha sido um ponto fora da curva para as duas equipes. Isso porque os dois estão entre os melhores ataques do Brasil na temporada, superando uma série de times da elite.
Os únicos que estão à frente dos finalistas da terceira divisão no quesito são o Palmeiras, em primeiro lugar, com 87 gols, e o Grêmio, em segundo com 85 gols. O Cuiabá vem logo atrás com 83, em terceiro, seguido pelo Operário, em quarto, com 81.
Quando o quesito é média de gols, cuiabanos e operarianos pulam para o topo da lista, uma vez que disputaram menos jogos no ano do que os times da elite. O ataque mais eficiente é o do Fantasma, com uma média de dois gols por partida. Entre os tentos, 50 foram marcados em 17 jogos na Segunda Divisão Paranaense e 31 nos 23 duelos disputados até o momento pela Série C.
A média do Cuiabá, de 1.8, é a segunda melhor. Dos gols marcados pelo Dourado em 46 jogos na temporada, 29 foram anotados na disputa do Campeonato Mato-Grossense, 42 na série C, seis na Copa Verde e outros seis na Copa do Brasil.
Com os torcedores na expectativa de mais uma partida cheia de gols, Cuiabá e Operário decidem o título da terceira divisão às 19 horas deste sábado, na Arena Pantanal. Como o primeiro jogo terminou empatado, qualquer empate leva a decisão aos pênaltis, uma vez que gols marcados fora de casa não contam como critério de desempate.

O primeiro jogo da final da Série C, disputado no último domingo, teve uma chuva de gols e terminou em um empate por 3 a 3 entre Operário-PR e Cuiabá. E se engana quem pensa que o grande número de bolas na rede tenha sido um ponto fora da curva para as duas equipes. Isso porque os dois estão entre os melhores ataques do Brasil na temporada, superando uma série de times da elite.
Os únicos que estão à frente dos finalistas da terceira divisão no quesito são o Palmeiras, em primeiro lugar, com 87 gols, e o Grêmio, em segundo com 85 gols. O Cuiabá vem logo atrás com 83, em terceiro, seguido pelo Operário, em quarto, com 81.
Quando o quesito é média de gols, cuiabanos e operarianos pulam para o topo da lista, uma vez que disputaram menos jogos no ano do que os times da elite. O ataque mais eficiente é o do Fantasma, com uma média de dois gols por partida. Entre os tentos, 50 foram marcados em 17 jogos na Segunda Divisão Paranaense e 31 nos 23 duelos disputados até o momento pela Série C.
A média do Cuiabá, de 1.8, é a segunda melhor. Dos gols marcados pelo Dourado em 46 jogos na temporada, 29 foram anotados na disputa do Campeonato Mato-Grossense, 42 na série C, seis na Copa Verde e outros seis na Copa do Brasil.
Com os torcedores na expectativa de mais uma partida cheia de gols, Cuiabá e Operário decidem o título da terceira divisão às 19 horas deste sábado, na Arena Pantanal. Como o primeiro jogo terminou empatado, qualquer empate leva a decisão aos pênaltis, uma vez que gols marcados fora de casa não contam como critério de desempate.