Vandalismo impede funcionamento de agência da Caixa Econômica

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/09/2018 às 06:56:00

 

Até a próxima sexta-feira 
(21) a direção regional 
da Caixa Econômica Federal (CEF), em Sergipe, pretende reativar a agencia situada na Avenida Mariano Salmeiron, bairro Siqueira Campos, em Aracaju. No último domingo, 16, a instituição se tornou vítima de atos de vandalismo e até o final da tarde de ontem seguia interditada para fluxo de clientes. Apesar de a Caixa não ter anunciado oficialmente o tamanho do prejuízo sofrido, funcionários alegam que um homem invadiu o local das centrais de autoatendimento e incendiou uma das máquinas. As chamas logo se alastraram atingindo outros dois cashs e as respectivas fiações elétricas.
Apesar do vazamento de informações, a assessoria de comunicação da CEF informou que todo o conteúdo sobre os possíveis criminosos são repassadas exclusivamente às autoridades policiais e ressalta que está contribuindo com as investigações da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE). Todas as medidas necessárias estão sendo adotadas para a regularização do funcionamento da agência Siqueira Campos até o final dessa semana. Até a normalização dos serviços os atendimentos podem ser realizados nas seguintes agências: Augusto Leite: Av. Barão de Maruim, 344, bairro Centro; Zeca Prudente: Av. Coelho e Campos, 506, bairro Santo Antonio e Aracaju Norte: Av. Dr. José da Silva Ribeiro Filho, 74, bairro Siqueira Campos.
Ao Jornal do Dia, na tarde de ontem a funcionária pública municipal Telma Maria dos Santos lamentou as investidas criminosas promovidas por vândalos contra agências bancárias. Há um ano ela disse ter vivenciado e flagrado a promoção de um ato de fúria semelhante. O fato ocorreu contra um cash do Banco do Estado do Brasil (Banese), em pleno sábado de feira no Mercado Albano Franco, centro da cidade. Por erro no sistema o cliente teria se revoltado com a instituição e 'socou' o monitor da máquina. Trincada, o procedimento operacional ficou inviável para os demais clientes que aguardavam na fila.
"Eu estava justamente atrás do rapaz. Confesso que não falei nada porque ele estava com tanta raiva que fiquei com medo até dele descontar em mim se eu falasse alguma coisa contra a atitude irresponsável dele. O problema disso tudo é que, assim como a Caixa, tantos outros clientes ficam prejudicados e precisam se deslocar para outros pontos da cidade na tentativa de finalmente proceder com a operação", lamentou. A Secretaria de Segurança, através da Polícia Civil, apresentará detalhes da busca pelo suspeito após conclusão do inquérito.

Até a próxima sexta-feira  (21) a direção regional  da Caixa Econômica Federal (CEF), em Sergipe, pretende reativar a agencia situada na Avenida Mariano Salmeiron, bairro Siqueira Campos, em Aracaju. No último domingo, 16, a instituição se tornou vítima de atos de vandalismo e até o final da tarde de ontem seguia interditada para fluxo de clientes. Apesar de a Caixa não ter anunciado oficialmente o tamanho do prejuízo sofrido, funcionários alegam que um homem invadiu o local das centrais de autoatendimento e incendiou uma das máquinas. As chamas logo se alastraram atingindo outros dois cashs e as respectivas fiações elétricas.
Apesar do vazamento de informações, a assessoria de comunicação da CEF informou que todo o conteúdo sobre os possíveis criminosos são repassadas exclusivamente às autoridades policiais e ressalta que está contribuindo com as investigações da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE). Todas as medidas necessárias estão sendo adotadas para a regularização do funcionamento da agência Siqueira Campos até o final dessa semana. Até a normalização dos serviços os atendimentos podem ser realizados nas seguintes agências: Augusto Leite: Av. Barão de Maruim, 344, bairro Centro; Zeca Prudente: Av. Coelho e Campos, 506, bairro Santo Antonio e Aracaju Norte: Av. Dr. José da Silva Ribeiro Filho, 74, bairro Siqueira Campos.
Ao Jornal do Dia, na tarde de ontem a funcionária pública municipal Telma Maria dos Santos lamentou as investidas criminosas promovidas por vândalos contra agências bancárias. Há um ano ela disse ter vivenciado e flagrado a promoção de um ato de fúria semelhante. O fato ocorreu contra um cash do Banco do Estado do Brasil (Banese), em pleno sábado de feira no Mercado Albano Franco, centro da cidade. Por erro no sistema o cliente teria se revoltado com a instituição e 'socou' o monitor da máquina. Trincada, o procedimento operacional ficou inviável para os demais clientes que aguardavam na fila.
"Eu estava justamente atrás do rapaz. Confesso que não falei nada porque ele estava com tanta raiva que fiquei com medo até dele descontar em mim se eu falasse alguma coisa contra a atitude irresponsável dele. O problema disso tudo é que, assim como a Caixa, tantos outros clientes ficam prejudicados e precisam se deslocar para outros pontos da cidade na tentativa de finalmente proceder com a operação", lamentou. A Secretaria de Segurança, através da Polícia Civil, apresentará detalhes da busca pelo suspeito após conclusão do inquérito.