TSE aprova registro de candidatura de Belivaldo ao Governo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/09/2018 às 07:05:00

 

Tribunal Superior Eleitoral 
(TSE)  deferiu nesta ter
ça-feira (18)  o registro de candidatura do governador Belivaldo Chagas, que disputa a reeleição. Ao aprovar a candidatura do governador, o ministro Admar Gonzaga rejeita o pedido de impugnação da candidatura de Belivaldo apresentado pela coligação do candidato a governo Valadares Filho, cujo recurso foi interposto pelo Ministério Público Eleitoral  (MPE/SE).
O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), por maioria, já tinha deferido pela candidatura de Belivaldo, mas MPE de Sergipe decidiu levar a candidatura de Belivaldo ao TSE, alegando que o governador cometeu irregularidades ao contratar professores sem concurso público enquanto secretário de Educação. 
Ministro do TSE, Admar Gonzaga não reconheceu a causa de inelegibilidade do governador, negando seguimento ao recurso interposto pelo Ministério Público Eleitoral.
O governador Belivaldo Chagas sempre esteve tranquilo de que não fez nada fora da legalidade.  " A justiça, mais uma vez, atesta que sou ficha limpa e de que todos os meus atos enquanto secretário de Estado da Educação estão dentro da lei, pois tive todas as minhas contas aprovadas pelo Tribunal de Contas. Vamos continuar incomodando porque, do litoral ao sertão, em todas as regiões e municípios do estado por onde tenho andado, nossa candidatura tem se fortalecido. A cada dia, recebemos novas adesões populares e manifestações públicas de apoio à nossa reeleição", pontuou.

Tribunal Superior Eleitoral  (TSE)  deferiu nesta ter ça-feira (18)  o registro de candidatura do governador Belivaldo Chagas, que disputa a reeleição. Ao aprovar a candidatura do governador, o ministro Admar Gonzaga rejeita o pedido de impugnação da candidatura de Belivaldo apresentado pela coligação do candidato a governo Valadares Filho, cujo recurso foi interposto pelo Ministério Público Eleitoral  (MPE/SE).
O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), por maioria, já tinha deferido pela candidatura de Belivaldo, mas MPE de Sergipe decidiu levar a candidatura de Belivaldo ao TSE, alegando que o governador cometeu irregularidades ao contratar professores sem concurso público enquanto secretário de Educação. 
Ministro do TSE, Admar Gonzaga não reconheceu a causa de inelegibilidade do governador, negando seguimento ao recurso interposto pelo Ministério Público Eleitoral.
O governador Belivaldo Chagas sempre esteve tranquilo de que não fez nada fora da legalidade.  " A justiça, mais uma vez, atesta que sou ficha limpa e de que todos os meus atos enquanto secretário de Estado da Educação estão dentro da lei, pois tive todas as minhas contas aprovadas pelo Tribunal de Contas. Vamos continuar incomodando porque, do litoral ao sertão, em todas as regiões e municípios do estado por onde tenho andado, nossa candidatura tem se fortalecido. A cada dia, recebemos novas adesões populares e manifestações públicas de apoio à nossa reeleição", pontuou.