Como senador, Jackson pretende buscar recursos para construção do campus do Sertão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/09/2018 às 07:10:00

 

Durante entrevista na Rádio Boca da Mata, em Nossa Senhora da Glória, o candidato ao Senado Jackson Barreto falou sobre o atual cenário da campanha eleitoral e da importância de eleger uma chapa que atuará do lado do povo. Mas além dos temas políticos, JB teve a oportunidade de defender suas propostas quando eleito senador por Sergipe. Uma delas é a construção do prédio definitivo do Campus do Sertão, implantado em 2015 no município de Glória.
 "A Universidade Federal nasceu de uma manifestação de jovens em Poço Redondo e, agora, o Campus de Glória já tem 600 alunos. A família pobre, que não pode pagar uma faculdade cara, tem uma escola pública. Tudo isso só foi possível através do governo de Lula e de Dilma. Meu pensamento quando trabalhei pela implantação da universidade foi justamente qualificar o jovem do Sertão. Como senador, vou trazer os recursos para a construção do campus de Nossa Senhora da Glória, porque não dá para a universidade ficar o tempo todo com essas instalações provisórias. Essa universidade vai fazer história no Sertão", declarou o candidato.
Ainda tratando dos investimentos em favor da educação em Sergipe, Jackson destacou seu trabalho enquanto governador do Estado, quando ampliou o ensino profissionalizante, que conta com 3.366 alunos matriculados em todas as unidades, sendo 2.151 nos cursos técnicos e 1.215 do total fazem parte dos cursos de formação inicial e continuada - FIC.
 "Fiz uma verdadeira revolução porque, quando cheguei no governo, encontrei uma escola profissionalizante em Aracaju. Construí escola profissionalizante em Nossa Senhora das Dores, Poço Redondo, em Umbaúba. Construímos escola na Colônia Sergipe, em Indiaroba, para filhos de pequenos produtores rurais. Ainda construí uma escola na cidade de Boquim, em Nossa Senhora do Socorro, tudo pensando na qualificação dos jovens. Aqui em Glória, reformamos o Colégio Estadual Manoel Messias Feitosa, que deu um show no vestibular, além de tantas outras obras", afirmou.
Na companhia do prefeito de Glória, Chico do Correio, JB defendeu o papel de gestor, ressaltando o empenho nas obras de reforma do Hospital de Nossa Senhora da Glória, iniciada na gestão do ex-governador Marcelo Déda. "É o tipo de obra que toca o coração, a obra que cuida das pessoas. Este mês, serão concluídas as obras de reforma do Hospital de Nossa Senhora da Glória, um investimento de quase R$ 10 milhões. Quando a gente faz um investimento desse é porque estamos cuidando das pessoas", afirmou, enfatizando a importância do hospital para a região do Sertão, diminuindo o sofrimento dos pacientes que não precisarão se deslocar para outros municípios ou até mesmo para o Hospital de Urgências na capital.

Durante entrevista na Rádio Boca da Mata, em Nossa Senhora da Glória, o candidato ao Senado Jackson Barreto falou sobre o atual cenário da campanha eleitoral e da importância de eleger uma chapa que atuará do lado do povo. Mas além dos temas políticos, JB teve a oportunidade de defender suas propostas quando eleito senador por Sergipe. Uma delas é a construção do prédio definitivo do Campus do Sertão, implantado em 2015 no município de Glória.
 "A Universidade Federal nasceu de uma manifestação de jovens em Poço Redondo e, agora, o Campus de Glória já tem 600 alunos. A família pobre, que não pode pagar uma faculdade cara, tem uma escola pública. Tudo isso só foi possível através do governo de Lula e de Dilma. Meu pensamento quando trabalhei pela implantação da universidade foi justamente qualificar o jovem do Sertão. Como senador, vou trazer os recursos para a construção do campus de Nossa Senhora da Glória, porque não dá para a universidade ficar o tempo todo com essas instalações provisórias. Essa universidade vai fazer história no Sertão", declarou o candidato.
Ainda tratando dos investimentos em favor da educação em Sergipe, Jackson destacou seu trabalho enquanto governador do Estado, quando ampliou o ensino profissionalizante, que conta com 3.366 alunos matriculados em todas as unidades, sendo 2.151 nos cursos técnicos e 1.215 do total fazem parte dos cursos de formação inicial e continuada - FIC.
 "Fiz uma verdadeira revolução porque, quando cheguei no governo, encontrei uma escola profissionalizante em Aracaju. Construí escola profissionalizante em Nossa Senhora das Dores, Poço Redondo, em Umbaúba. Construímos escola na Colônia Sergipe, em Indiaroba, para filhos de pequenos produtores rurais. Ainda construí uma escola na cidade de Boquim, em Nossa Senhora do Socorro, tudo pensando na qualificação dos jovens. Aqui em Glória, reformamos o Colégio Estadual Manoel Messias Feitosa, que deu um show no vestibular, além de tantas outras obras", afirmou.
Na companhia do prefeito de Glória, Chico do Correio, JB defendeu o papel de gestor, ressaltando o empenho nas obras de reforma do Hospital de Nossa Senhora da Glória, iniciada na gestão do ex-governador Marcelo Déda. "É o tipo de obra que toca o coração, a obra que cuida das pessoas. Este mês, serão concluídas as obras de reforma do Hospital de Nossa Senhora da Glória, um investimento de quase R$ 10 milhões. Quando a gente faz um investimento desse é porque estamos cuidando das pessoas", afirmou, enfatizando a importância do hospital para a região do Sertão, diminuindo o sofrimento dos pacientes que não precisarão se deslocar para outros municípios ou até mesmo para o Hospital de Urgências na capital.