Defesa Social amplia mapeamento de áreas de risco em Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/09/2018 às 07:32:00

 

O constante monitoramento das áreas de risco, na capital, passa pela modernização dos métodos de mapeamento dos bairros. Desde 2017, a Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), através da Defesa Civil de Aracaju, realiza a captação de imagens aéreas, com a utilização de um drone, em localidades previamente selecionadas, com base na classificação de risco.  Já foram realizadas imagens dos bairros Porto Dantas e Cidade Nova. A cobertura chega, agora, ao bairro Industrial e ao Santo Antônio.
A ação integra o planejamento estratégico da Prefeitura de Aracaju, em um esforço preventivo a possíveis desastres, assim como para minimizar riscos, especialmente, no período com maior incidência de chuvas. A partir dos dados coletados é possíveis identificar os pontos críticos, em cada bairro, e atuar de forma integrada com os demais órgãos competentes e com a comunidade.
O secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida, ressalta que o mecanismo gera subsídios para a execução de medidas necessárias à segurança da população de forma ágil e assertiva.  "Esse trabalho é fundamental para que, havendo chuvas fortes, não ocorram maiores problemas, gerando estratégias para minimiza-los ou evitá-los.  Entendemos que, diante do mapeamento de todas as áreas de risco, a Prefeitura manterá, em conformidade com as demandas da sociedade, a prioridade de suas obras e de suas ações voltadas à diminuição de riscos para a população", ressaltou.

O constante monitoramento das áreas de risco, na capital, passa pela modernização dos métodos de mapeamento dos bairros. Desde 2017, a Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), através da Defesa Civil de Aracaju, realiza a captação de imagens aéreas, com a utilização de um drone, em localidades previamente selecionadas, com base na classificação de risco.  Já foram realizadas imagens dos bairros Porto Dantas e Cidade Nova. A cobertura chega, agora, ao bairro Industrial e ao Santo Antônio.
A ação integra o planejamento estratégico da Prefeitura de Aracaju, em um esforço preventivo a possíveis desastres, assim como para minimizar riscos, especialmente, no período com maior incidência de chuvas. A partir dos dados coletados é possíveis identificar os pontos críticos, em cada bairro, e atuar de forma integrada com os demais órgãos competentes e com a comunidade.
O secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida, ressalta que o mecanismo gera subsídios para a execução de medidas necessárias à segurança da população de forma ágil e assertiva.  "Esse trabalho é fundamental para que, havendo chuvas fortes, não ocorram maiores problemas, gerando estratégias para minimiza-los ou evitá-los.  Entendemos que, diante do mapeamento de todas as áreas de risco, a Prefeitura manterá, em conformidade com as demandas da sociedade, a prioridade de suas obras e de suas ações voltadas à diminuição de riscos para a população", ressaltou.