Polícia prende dois suspeitos de estupro de vulnerável

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/09/2018 às 06:57:00

 

Gabriel Damásio
Dois homens foram 
presos nos últimos 
três dias por crimes de estupro de vulnerável em Sergipe. Um dos casos aconteceu em Siriri (Vale do Cotinguiba), onde um adulto teria abusado sexualmente de duas crianças de três e seis anos de idade. A prisão é decorrente de sentença expedida pelo Poder Judiciário e ocorreu durante a tarde da última sexta-feira, enquanto o suspeito estava no local onde trabalhava temporariamente. 
De acordo com a delegada Nayanna Batalha, um parente das vítimas tomou conhecimento do crime e procurou a polícia. "O familiar percebeu o comportamento estranho de uma das vítimas e começou a fazer perguntas para entender a mudança brusca na forma de agir das crianças. Então o menino revelou o que tinha acontecido", explicou. No processo investigativo, também foram ouvidos familiares e outras pessoas próximas às crianças. 
Diante do relato da vítima e das informações obtidas durante a investigação, concluiu-se que suspeito tinha cometido o crime e foi solicitada a prisão dele junto ao Poder Judiciário. A delegada informou ainda que as crianças passaram por exames, estão tendo acompanhamento psicológico e encontram-se aos cuidados de familiares. As investigações continuam para verificar se o suspeito também pode ser indiciado por outros crimes.
No celular - O outro caso foi registrado ontem de manhã, na capital. Agentes da Delegacia Especial de Atendimento à Criança e Adolescente Vítima (DEACAV) prenderam preventivamente um homem de 40 anos suspeito de estupro de vulnerável e por crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A vítima é um adolescente de 13 anos. 
Segundo informações da delegada Annecley Figueiredo, o adolescente compareceu à delegacia para pedir ajuda, afirmando que estava sufocado com a situação e falando que há cerca de um ano foi abusado sexualmente, e até então vinha recebendo vídeos e fotos com conteúdos pornográficos através do celular por meio de aplicativo. "A vítima forneceu detalhes do abuso sexual e apresentou o aparelho celular contendo as fotos e os vídeos com conteúdos pornográficos enviados do aparelho celular do suspeito, inclusive com fotos enviadas no dia 15 deste mês'', ressalta a delegada Annecley Figueiredo.
Foi representada ainda a prisão cautelar do suspeito. A delegada explicou que o homem apresentava risco à investigação, por ser uma pessoa agressiva, com prisão em flagrante há dois meses por crime diverso e causando grande temor na vítima e em algumas testemunhas. As investigações serão concluídas no prazo de 10 dias e em seguida encaminhadas à Justiça.

Dois homens foram  presos nos últimos  três dias por crimes de estupro de vulnerável em Sergipe. Um dos casos aconteceu em Siriri (Vale do Cotinguiba), onde um adulto teria abusado sexualmente de duas crianças de três e seis anos de idade. A prisão é decorrente de sentença expedida pelo Poder Judiciário e ocorreu durante a tarde da última sexta-feira, enquanto o suspeito estava no local onde trabalhava temporariamente. 
De acordo com a delegada Nayanna Batalha, um parente das vítimas tomou conhecimento do crime e procurou a polícia. "O familiar percebeu o comportamento estranho de uma das vítimas e começou a fazer perguntas para entender a mudança brusca na forma de agir das crianças. Então o menino revelou o que tinha acontecido", explicou. No processo investigativo, também foram ouvidos familiares e outras pessoas próximas às crianças. 
Diante do relato da vítima e das informações obtidas durante a investigação, concluiu-se que suspeito tinha cometido o crime e foi solicitada a prisão dele junto ao Poder Judiciário. A delegada informou ainda que as crianças passaram por exames, estão tendo acompanhamento psicológico e encontram-se aos cuidados de familiares. As investigações continuam para verificar se o suspeito também pode ser indiciado por outros crimes.

No celular - O outro caso foi registrado ontem de manhã, na capital. Agentes da Delegacia Especial de Atendimento à Criança e Adolescente Vítima (DEACAV) prenderam preventivamente um homem de 40 anos suspeito de estupro de vulnerável e por crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A vítima é um adolescente de 13 anos. 
Segundo informações da delegada Annecley Figueiredo, o adolescente compareceu à delegacia para pedir ajuda, afirmando que estava sufocado com a situação e falando que há cerca de um ano foi abusado sexualmente, e até então vinha recebendo vídeos e fotos com conteúdos pornográficos através do celular por meio de aplicativo. "A vítima forneceu detalhes do abuso sexual e apresentou o aparelho celular contendo as fotos e os vídeos com conteúdos pornográficos enviados do aparelho celular do suspeito, inclusive com fotos enviadas no dia 15 deste mês'', ressalta a delegada Annecley Figueiredo.
Foi representada ainda a prisão cautelar do suspeito. A delegada explicou que o homem apresentava risco à investigação, por ser uma pessoa agressiva, com prisão em flagrante há dois meses por crime diverso e causando grande temor na vítima e em algumas testemunhas. As investigações serão concluídas no prazo de 10 dias e em seguida encaminhadas à Justiça.