Castramóvel fará cadastramento de animais no Bugio em outubro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 26/09/2018 às 07:00:00

 

A partir o mês de outubro, os moradores do bairro Bugio terão a oportunidade de castrar seus cães e gatos domésticos gratuitamente. Nos dias 4 e 5, a equipe do Castramóvel, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), dará início ao cadastramento dos animais da comunidade local, das 8h às 12h, na praça Osvaldo Mendonça.
O objetivo do Castramóvel é a diminuição de doenças de zoonoses, potencialmente transmitidas por cães e gatos, e o bairro Bugio foi o terceiro selecionado pela maior densidade de animais, baseados nos números da última campanha antirrábica.
A gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Marina Sena, explica que para realizar o cadastramento, o proprietário do animal deve apresentar cópias da carteira de identidade e dos comprovantes de renda e residência. "Após a etapa do cadastramento, haverá uma triagem para selecionar os animais que necessariamente vão para a cirurgia. Vamos agendar os dias 10 e 11 de outubro, para fazer as consultas e verificarmos se os cadastrados estão sadios e se têm condições de passar pelo procedimento cirúrgico e anestésico", enfatizou.
O Castramóvel é um reboque com uma clínica móvel que realiza esterilização de cães e gatos machos e é o resultado da lei 4.878, sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira em abril de 2017.
Critérios - ara ter acesso ao serviço é preciso que os animais estejam vacinados, vermifugados, dentro do peso ideal e livre de doenças que possam comprometer alguma etapa do processo. A verificação é importante para garantir que os animais passem pelas cirurgias e anestesias sem problemas, e tenham uma boa recuperação.
Além disso, para que a cirurgia seja liberada, ainda é preciso estar atento a algumas normas do projeto: o responsável pelo animal deve ter renda de até 1,5 salário mínimo; cada família poderá cadastrar até cinco animais; os cães e gatos devem ter idade entre cinco meses e oito anos de idade; apenas os machos serão esterilizados; animais comunitários, que vivem em locais públicos, poderão ser esterilizados, desde que alguém se responsabilize e tenha um lar temporário para a recuperação pós-cirúrgica; animais de ONGs cadastradas no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) poderão ser castrados, conforme programação específica.

A partir o mês de outubro, os moradores do bairro Bugio terão a oportunidade de castrar seus cães e gatos domésticos gratuitamente. Nos dias 4 e 5, a equipe do Castramóvel, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), dará início ao cadastramento dos animais da comunidade local, das 8h às 12h, na praça Osvaldo Mendonça.
O objetivo do Castramóvel é a diminuição de doenças de zoonoses, potencialmente transmitidas por cães e gatos, e o bairro Bugio foi o terceiro selecionado pela maior densidade de animais, baseados nos números da última campanha antirrábica.
A gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Marina Sena, explica que para realizar o cadastramento, o proprietário do animal deve apresentar cópias da carteira de identidade e dos comprovantes de renda e residência. "Após a etapa do cadastramento, haverá uma triagem para selecionar os animais que necessariamente vão para a cirurgia. Vamos agendar os dias 10 e 11 de outubro, para fazer as consultas e verificarmos se os cadastrados estão sadios e se têm condições de passar pelo procedimento cirúrgico e anestésico", enfatizou.
O Castramóvel é um reboque com uma clínica móvel que realiza esterilização de cães e gatos machos e é o resultado da lei 4.878, sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira em abril de 2017.

Critérios -
ara ter acesso ao serviço é preciso que os animais estejam vacinados, vermifugados, dentro do peso ideal e livre de doenças que possam comprometer alguma etapa do processo. A verificação é importante para garantir que os animais passem pelas cirurgias e anestesias sem problemas, e tenham uma boa recuperação.
Além disso, para que a cirurgia seja liberada, ainda é preciso estar atento a algumas normas do projeto: o responsável pelo animal deve ter renda de até 1,5 salário mínimo; cada família poderá cadastrar até cinco animais; os cães e gatos devem ter idade entre cinco meses e oito anos de idade; apenas os machos serão esterilizados; animais comunitários, que vivem em locais públicos, poderão ser esterilizados, desde que alguém se responsabilize e tenha um lar temporário para a recuperação pós-cirúrgica; animais de ONGs cadastradas no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) poderão ser castrados, conforme programação específica.