Usina de asfalto da Emurb vai passar por manutenção

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
USINA DA PREFEITURA DE ARACAJU VAI PARAR NA SEXTA-FEIRA PARA MANUTENÇÃO. RECAPEAGEM SERÁ SUSPENSA POR PELO MENOS DEZ DIAS
USINA DA PREFEITURA DE ARACAJU VAI PARAR NA SEXTA-FEIRA PARA MANUTENÇÃO. RECAPEAGEM SERÁ SUSPENSA POR PELO MENOS DEZ DIAS

A usina de asfalto da Emurb vai parar para manutenção por pelo menos 10 dias
A usina de asfalto da Emurb vai parar para manutenção por pelo menos 10 dias

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/09/2018 às 07:12:00

 

Após um trabalho intensivo de intervenções no pavimento da cidade, quando, em 21 meses, a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) realizou o recapeamento asfáltico em aproximadamente 27 km de vias e tapa-buraco em cerca de 420.000 m² de área, utilizando mais de 50 mil toneladas de asfalto, a usina de asfalto da empresa, que produz toda a massa asfáltica utilizada nesses serviços, vai passar por uma manutenção preventiva e corretiva a partir desta sexta-feira (28).
 A paralisação da produção está programada para substituir alguns componentes de sua estrutura que estão danificados e prevenir um dano maior ao equipamento, caso essa correção não seja feita de forma antecipada. "Muita gente não sabe de onde vem o asfalto que pavimenta toda a cidade, mas a Prefeitura de Aracaju possui uma usina de asfalto, localizada no km 4 da Rodovia João Bebe Água. É lá que é fabricada a massa asfáltica para obras e serviços da administração municipal, a exemplo dos programas de recapeamento asfáltico, tapa-buraco e pavimentação. Temos realizado manutenções frequentes na usina, mas, nos últimos dias, observamos que uma peça da sua estrutura está danificada e vamos ter que desmontá-la para identificar a origem do problema. Como a usina trabalha em alta temperatura, a decisão de corrigir logo o problema é para evitar um dano maior ao equipamento e garantir a integridade dos seus operadores", informa o secretário municipal da Infraestrutura e presidente da Emurb, Sérgio Ferrari.
 O planejamento realizado para a manutenção da usina é de dez dias, aproximadamente. De acordo com o presidente da Emurb, apenas o serviço de recapeamento asfáltico será interrompido. "Estamos tomando todas as providências para que o serviço de tapa-buracos não seja comprometido. Vamos utilizar o PMF (Pré-Misturado a Frio), um tipo de massa asfáltica composta por areia, brita, pó de brita, emulsão asfáltica e água, produzido em temperatura ambiente, como também a Emurb vai adquirir massa asfáltica de outras empresas fornecedoras. Com isso, vamos garantir a manutenção do pavimento da cidade, nesse curto período, sem prejuízo nesse tipo de serviço", garante o gestor.
Usina de asfalto - A aquisição da usina aconteceu em abril de 2009 e sua operação foi iniciada em julho de 2010. Diariamente trabalham na unidade de produção 25 homens, entre engenheiros, técnicos, auxiliares administrativos e vigilantes. A produção do material varia de acordo com a demanda e a necessidade de prestação de serviços. Atualmente o asfalto produzido está sendo destinado aos serviços de tapa-buracos, recapeamento asfáltico e pavimentação, com uma produção média de 210 toneladas por dia.
O Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), conhecido como massa asfáltica, é composto por areia, brita, pó de brita e Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP), produto responsável por unir os materiais, misturados a uma temperatura média de 160º graus. É esse o tipo de asfalto mais utilizado pela Emurb para serviços de pavimentações. Antes de ser utilizado, o material passa pelo laboratório instalado na própria usina para análise. Todo o processo de produção de concreto betuminoso passa por amostragem e ensaios para garantir a qualidade nas diversas fases de execução, desde a seleção dos materiais, misturas e aplicação. Todos os dias, técnicos asseguram esse padrão de qualidade estabelecido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Após um trabalho intensivo de intervenções no pavimento da cidade, quando, em 21 meses, a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) realizou o recapeamento asfáltico em aproximadamente 27 km de vias e tapa-buraco em cerca de 420.000 m² de área, utilizando mais de 50 mil toneladas de asfalto, a usina de asfalto da empresa, que produz toda a massa asfáltica utilizada nesses serviços, vai passar por uma manutenção preventiva e corretiva a partir desta sexta-feira (28).
 A paralisação da produção está programada para substituir alguns componentes de sua estrutura que estão danificados e prevenir um dano maior ao equipamento, caso essa correção não seja feita de forma antecipada. "Muita gente não sabe de onde vem o asfalto que pavimenta toda a cidade, mas a Prefeitura de Aracaju possui uma usina de asfalto, localizada no km 4 da Rodovia João Bebe Água. É lá que é fabricada a massa asfáltica para obras e serviços da administração municipal, a exemplo dos programas de recapeamento asfáltico, tapa-buraco e pavimentação. Temos realizado manutenções frequentes na usina, mas, nos últimos dias, observamos que uma peça da sua estrutura está danificada e vamos ter que desmontá-la para identificar a origem do problema. Como a usina trabalha em alta temperatura, a decisão de corrigir logo o problema é para evitar um dano maior ao equipamento e garantir a integridade dos seus operadores", informa o secretário municipal da Infraestrutura e presidente da Emurb, Sérgio Ferrari.
 O planejamento realizado para a manutenção da usina é de dez dias, aproximadamente. De acordo com o presidente da Emurb, apenas o serviço de recapeamento asfáltico será interrompido. "Estamos tomando todas as providências para que o serviço de tapa-buracos não seja comprometido. Vamos utilizar o PMF (Pré-Misturado a Frio), um tipo de massa asfáltica composta por areia, brita, pó de brita, emulsão asfáltica e água, produzido em temperatura ambiente, como também a Emurb vai adquirir massa asfáltica de outras empresas fornecedoras. Com isso, vamos garantir a manutenção do pavimento da cidade, nesse curto período, sem prejuízo nesse tipo de serviço", garante o gestor.

Usina de asfalto - A aquisição da usina aconteceu em abril de 2009 e sua operação foi iniciada em julho de 2010. Diariamente trabalham na unidade de produção 25 homens, entre engenheiros, técnicos, auxiliares administrativos e vigilantes. A produção do material varia de acordo com a demanda e a necessidade de prestação de serviços. Atualmente o asfalto produzido está sendo destinado aos serviços de tapa-buracos, recapeamento asfáltico e pavimentação, com uma produção média de 210 toneladas por dia.
O Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), conhecido como massa asfáltica, é composto por areia, brita, pó de brita e Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP), produto responsável por unir os materiais, misturados a uma temperatura média de 160º graus. É esse o tipo de asfalto mais utilizado pela Emurb para serviços de pavimentações. Antes de ser utilizado, o material passa pelo laboratório instalado na própria usina para análise. Todo o processo de produção de concreto betuminoso passa por amostragem e ensaios para garantir a qualidade nas diversas fases de execução, desde a seleção dos materiais, misturas e aplicação. Todos os dias, técnicos asseguram esse padrão de qualidade estabelecido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).