Alberto Silveira surpreende amantes da música instrumental no teatro João Costa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 29/09/2018 às 06:43:00

 

A sonoridade inconfundível do violão comandada pelo músico, compositor, arranjador e violonista, Alberto Silveira, invadiu o projeto 'Quinta Instrumental', idealizado pela Prefeitura de Aracaju, através do planejamento estratégico da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju). O show surpreendeu os amantes da música instrumental, em mais um encontro, nesta quinta-feira, 27, no Teatro João Costa, localizado no Centro Cultural de Aracaju.
Alberto Silveira comemorou sobre sua segunda participação no 'Quinta Instrumental'. "É sempre uma alegria pisar nesse palco e participar desse projeto, que já faz parte do calendário de eventos de Aracaju, e espero que perdure por muitos anos. Além, é claro, de ser uma satisfação imensa estar aqui, fazer parte da história desse projeto com mais uma apresentação e poder contar com o apoio da Funcaju que investe em uma estrutura impecável". 
A técnica fingerstyle, que é a forma de tocar apenas com os dedos e sem utilizar a palheta, foi utilizada pelo instrumentista durante a apresentação. Ele trouxe composições de própria autoria que fazem parte do CD Baleadeira, lançado em 2015, além de interpretações dos Beatles, Caetano Veloso e do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. 
"Apresentamos um show que dialoga com as nossas referências, além de inserir composições de minha autoria. Também contamos com a participação especial de dois grandes músicos que abrilhantaram essa apresentação, que são os percussionistas Ismark Nascimento e Julio Fonseca. Foi muito especial", detalhou Alberto. 
Durante a apresentação, Alberto expressou o apoio e o respeito que a Fundação Cultural tem com os instrumentistas aracajuanos. "É um espaço essencial, respeitoso e de valorização ao músico. Fomenta público e é muito importante e agregador para a trajetória do músico. A Funcaju está de parabéns pelo projeto e quero agradecer muito pela iniciativa. Também quero agradecer por fazer parte desse projeto onde minha música abre todas as apresentações saudando todos os artistas e o público presente", finalizou o instrumentista.

A sonoridade inconfundível do violão comandada pelo músico, compositor, arranjador e violonista, Alberto Silveira, invadiu o projeto 'Quinta Instrumental', idealizado pela Prefeitura de Aracaju, através do planejamento estratégico da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju). O show surpreendeu os amantes da música instrumental, em mais um encontro, nesta quinta-feira, 27, no Teatro João Costa, localizado no Centro Cultural de Aracaju.
Alberto Silveira comemorou sobre sua segunda participação no 'Quinta Instrumental'. "É sempre uma alegria pisar nesse palco e participar desse projeto, que já faz parte do calendário de eventos de Aracaju, e espero que perdure por muitos anos. Além, é claro, de ser uma satisfação imensa estar aqui, fazer parte da história desse projeto com mais uma apresentação e poder contar com o apoio da Funcaju que investe em uma estrutura impecável". 
A técnica fingerstyle, que é a forma de tocar apenas com os dedos e sem utilizar a palheta, foi utilizada pelo instrumentista durante a apresentação. Ele trouxe composições de própria autoria que fazem parte do CD Baleadeira, lançado em 2015, além de interpretações dos Beatles, Caetano Veloso e do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. 
"Apresentamos um show que dialoga com as nossas referências, além de inserir composições de minha autoria. Também contamos com a participação especial de dois grandes músicos que abrilhantaram essa apresentação, que são os percussionistas Ismark Nascimento e Julio Fonseca. Foi muito especial", detalhou Alberto. 
Durante a apresentação, Alberto expressou o apoio e o respeito que a Fundação Cultural tem com os instrumentistas aracajuanos. "É um espaço essencial, respeitoso e de valorização ao músico. Fomenta público e é muito importante e agregador para a trajetória do músico. A Funcaju está de parabéns pelo projeto e quero agradecer muito pela iniciativa. Também quero agradecer por fazer parte desse projeto onde minha música abre todas as apresentações saudando todos os artistas e o público presente", finalizou o instrumentista.