Academia Sergipana de Letras homenageia Augusto Leite

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Aspecto da homenagem na Academia de Letras
Aspecto da homenagem na Academia de Letras

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/10/2018 às 06:27:00

 

Em ato solene que aconteceu no final da tarde da última segunda-feira, o médico Augusto Leite foi homenageado pela Academia Sergipana de Letras, com a aposição de sua foto na Galeria de Honra da casa da intelectualidade de Sergipe. O homenageado, considerado uma das mais expressivas referências da Medicina em Sergipe, foi também fundador, em 1º de junho de 1929, da Academia Sergipana de Letra, sendo o primeiro ocupante da Cadeira nº 35.
A sessão solene dirigida pelo imortal Anderson Nascimento, presidente da Academia, foi prestigiada com presença de diversos imortais da ASL, membros da Academia de Medicina de Sergipe, da Sociedade Médica e de familiares do homenageado, entre eles, a sobrinha, a desembargadora aposentada e imortal, Clara Leite de Rezende, e o neto, o ex-governador e também imortal Albano Franco, que em nome da família agradeceu a homenagem.
Na oportunidade, foi apresentado resumo sintético da vida e da obra de Augusto Leite, que se destacou como médico clínico e cirurgião, professor, escritor e político, Como médico humanitário e dotado de espírito inovador, Augusto Leite foi fundador, entre outros marcos da Medicina em Sergipe, do Hospital de Cirurgia, da Maternidade Francisco Melo, da Escola de Auxiliares de Enfermagem e da Faculdade de Medicina.

Em ato solene que aconteceu no final da tarde da última segunda-feira, o médico Augusto Leite foi homenageado pela Academia Sergipana de Letras, com a aposição de sua foto na Galeria de Honra da casa da intelectualidade de Sergipe. O homenageado, considerado uma das mais expressivas referências da Medicina em Sergipe, foi também fundador, em 1º de junho de 1929, da Academia Sergipana de Letra, sendo o primeiro ocupante da Cadeira nº 35.
A sessão solene dirigida pelo imortal Anderson Nascimento, presidente da Academia, foi prestigiada com presença de diversos imortais da ASL, membros da Academia de Medicina de Sergipe, da Sociedade Médica e de familiares do homenageado, entre eles, a sobrinha, a desembargadora aposentada e imortal, Clara Leite de Rezende, e o neto, o ex-governador e também imortal Albano Franco, que em nome da família agradeceu a homenagem.
Na oportunidade, foi apresentado resumo sintético da vida e da obra de Augusto Leite, que se destacou como médico clínico e cirurgião, professor, escritor e político, Como médico humanitário e dotado de espírito inovador, Augusto Leite foi fundador, entre outros marcos da Medicina em Sergipe, do Hospital de Cirurgia, da Maternidade Francisco Melo, da Escola de Auxiliares de Enfermagem e da Faculdade de Medicina.