Escolas municipais se preparam para volta às aulas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
As aulas em parte das escolas municipais serão retomada hoje
As aulas em parte das escolas municipais serão retomada hoje

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/10/2018 às 06:35:00

 

Nesta quarta-feira (03), cerca de 30 mil alunos voltarão às aulas nas escolas da rede pública municipal de ensino de Aracaju. As 48 escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental, que passaram 30 dias em férias, já se preparam para receber os estudantes e as equipes. As demais unidades de ensino infantil, que oferecem serviços de creche, um total de 26, permaneceram abertas para atender a comunidade. 
 As aulas em 12 escolas, em virtude de peculiaridades do calendário, retornam no dia 8 de outubro. São elas: Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis) Joaquim Cardoso de Araújo, Benjamin Alves de Carvalho, Joana Maria da Silva, Dom José Brandão de Castro, João Batista "Douglas" de Souza, Ana Luiza Mesquita Rocha, professora Neuzice Barreto, Centro Social São Francisco, Berenice Campos, Pierre Averan, Maria Givalda da Silva Santos e Etelvina Amália Siqueira.
De acordo com o diretor do Departamento da Educação Básica (DEB), professor Manuel Prado, a retomada das aulas é sempre um momento aguardado. "Cumprimos o primeiro semestre letivo dentro da mais perfeita normalidade e esperamos que assim também seja o segundo, cujo foco será acompanhar de muito perto o desempenho da aprendizagem dos nossos alunos. O Departamento de Educação solicitou a todas as unidades de ensino a produção de uma planilha que permitisse, tanto a nós quanto as próprias escolas, visualizar o resultado do desempenho dos estudantes por turma, nas unidades que ofertam os anos iniciais e finais do Ensino Fundamental. A ideia é a gente verificar o percentual de alunos que estejam apresentando alguma defasagem de aprendizagem, para que possamos, por meio de variadas estratégias, recuperar a oportunidade de aprendizagem destes estudantes, de modo que o maior número possível finalize o segundo semestre de 2018 com boa média e aprendizagem, aptos para serem promovidos para o ano/série seguinte", explica. 
A recuperação dos espaços físicos das escolas também recebeu atenção. De acordo com a diretora de Administração e Finanças da Semed, professora Kátia Regina Pereti, R$ 8 milhões de reais já estão sendo investido na manutenção das escolas (consertos de telhados, pisos, esquadrias, etc.). Nas unidades de ensino, a expectativa é grande para o retorno das aulas.

Nesta quarta-feira (03), cerca de 30 mil alunos voltarão às aulas nas escolas da rede pública municipal de ensino de Aracaju. As 48 escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental, que passaram 30 dias em férias, já se preparam para receber os estudantes e as equipes. As demais unidades de ensino infantil, que oferecem serviços de creche, um total de 26, permaneceram abertas para atender a comunidade. 
 As aulas em 12 escolas, em virtude de peculiaridades do calendário, retornam no dia 8 de outubro. São elas: Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis) Joaquim Cardoso de Araújo, Benjamin Alves de Carvalho, Joana Maria da Silva, Dom José Brandão de Castro, João Batista "Douglas" de Souza, Ana Luiza Mesquita Rocha, professora Neuzice Barreto, Centro Social São Francisco, Berenice Campos, Pierre Averan, Maria Givalda da Silva Santos e Etelvina Amália Siqueira.
De acordo com o diretor do Departamento da Educação Básica (DEB), professor Manuel Prado, a retomada das aulas é sempre um momento aguardado. "Cumprimos o primeiro semestre letivo dentro da mais perfeita normalidade e esperamos que assim também seja o segundo, cujo foco será acompanhar de muito perto o desempenho da aprendizagem dos nossos alunos. O Departamento de Educação solicitou a todas as unidades de ensino a produção de uma planilha que permitisse, tanto a nós quanto as próprias escolas, visualizar o resultado do desempenho dos estudantes por turma, nas unidades que ofertam os anos iniciais e finais do Ensino Fundamental. A ideia é a gente verificar o percentual de alunos que estejam apresentando alguma defasagem de aprendizagem, para que possamos, por meio de variadas estratégias, recuperar a oportunidade de aprendizagem destes estudantes, de modo que o maior número possível finalize o segundo semestre de 2018 com boa média e aprendizagem, aptos para serem promovidos para o ano/série seguinte", explica. 
A recuperação dos espaços físicos das escolas também recebeu atenção. De acordo com a diretora de Administração e Finanças da Semed, professora Kátia Regina Pereti, R$ 8 milhões de reais já estão sendo investido na manutenção das escolas (consertos de telhados, pisos, esquadrias, etc.). Nas unidades de ensino, a expectativa é grande para o retorno das aulas.