Jackson recebe apoio de moradores da zona norte

Política


  • Manifestação no bairro Cidade Nova, zona norte de Aracaju

 

Nesta noite da última segunda-feira (01), antes das eleições, a carreata 155 mais uma vez passou por Aracaju. Desta vez, os candidatos Jackson Barreto e Belivaldo Chagas, ao lado do prefeito Edvaldo Nogueira, percorreram os bairros 18 do Forte, Santos Dumont, Pau Ferro, Palestina e Cidade Nova. Assim como em todas as anteriores, o contato direto com o povo tem como objetivo principal aproximar os gestores da população e conferir de perto suas reais necessidades.
Entre as demonstrações de carinho, a cada rua que a carreata passava a certeza de que a Zona Norte de Aracaju está com o time de Jackson e Belivaldo. "É muito gratificante para um homem público, com a história política como a minha, receber esse apoio. Essas manifestações apenas confirmam que eu ainda posso fazer mais pelo meu povo, que estamos no rumo certo, no rumo que fará Sergipe superar os desafios e continuar avançando. E aqui em Aracaju, estaremos ao lado de Edvaldo Nogueira e de Belivaldo Chagas, lutando para enviar do Senado Federal os recursos necessários para que nossa capital volte a ser chamada de 'a capital da qualidade de vida'", declarou Jackson.
Na capital, JB investiu em todas as áreas, desde a Educação, aplicando mais de R$ 17 milhões em reformas de escolas, passando pela Infraestrutura, a exemplo do Novo corredor da Zona Norte, onde foram investidos R$ 22,4 milhões e das obras de saneamento básico na Grande Aracaju, investimento que supera os R$ 500 milhões. Jackson também investiu na segurança da capital ao interior, entregando 32 bases móveis e modernizando o sistema de comunicação digital.
 "Assim como fiz enquanto prefeito e governador, quero dar a minha contribuição como senador por Sergipe, destinando emendas para realização de obras importantes para o nosso estado e nossa capital. Da mesma forma, lutarei para defender meu povo, como fiz com essa perseguição política que sofremos com o governo Temer e seus aliados. Um exemplo dessa perseguição é o não cumprimento da emenda impositiva de R$ 50 milhões destinados para a área da Saúde e que, desde o mês de junho, ainda não chegou para aliviar a situação de quem depende dos nossos hospitais, principalmente do Huse", afirmou o candidato 155.

Nesta noite da última segunda-feira (01), antes das eleições, a carreata 155 mais uma vez passou por Aracaju. Desta vez, os candidatos Jackson Barreto e Belivaldo Chagas, ao lado do prefeito Edvaldo Nogueira, percorreram os bairros 18 do Forte, Santos Dumont, Pau Ferro, Palestina e Cidade Nova. Assim como em todas as anteriores, o contato direto com o povo tem como objetivo principal aproximar os gestores da população e conferir de perto suas reais necessidades.
Entre as demonstrações de carinho, a cada rua que a carreata passava a certeza de que a Zona Norte de Aracaju está com o time de Jackson e Belivaldo. "É muito gratificante para um homem público, com a história política como a minha, receber esse apoio. Essas manifestações apenas confirmam que eu ainda posso fazer mais pelo meu povo, que estamos no rumo certo, no rumo que fará Sergipe superar os desafios e continuar avançando. E aqui em Aracaju, estaremos ao lado de Edvaldo Nogueira e de Belivaldo Chagas, lutando para enviar do Senado Federal os recursos necessários para que nossa capital volte a ser chamada de 'a capital da qualidade de vida'", declarou Jackson.
Na capital, JB investiu em todas as áreas, desde a Educação, aplicando mais de R$ 17 milhões em reformas de escolas, passando pela Infraestrutura, a exemplo do Novo corredor da Zona Norte, onde foram investidos R$ 22,4 milhões e das obras de saneamento básico na Grande Aracaju, investimento que supera os R$ 500 milhões. Jackson também investiu na segurança da capital ao interior, entregando 32 bases móveis e modernizando o sistema de comunicação digital.
 "Assim como fiz enquanto prefeito e governador, quero dar a minha contribuição como senador por Sergipe, destinando emendas para realização de obras importantes para o nosso estado e nossa capital. Da mesma forma, lutarei para defender meu povo, como fiz com essa perseguição política que sofremos com o governo Temer e seus aliados. Um exemplo dessa perseguição é o não cumprimento da emenda impositiva de R$ 50 milhões destinados para a área da Saúde e que, desde o mês de junho, ainda não chegou para aliviar a situação de quem depende dos nossos hospitais, principalmente do Huse", afirmou o candidato 155.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS