TRE alerta para Fake News

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A procuradora eleitoral Eunice Dantas concede entrevista coletiva à imprensa, na manhã de hoje, para falar sobre os preparativos para as eleições deste ano. Será a partir das 8h30, no Ministério Público Federal.
A procuradora eleitoral Eunice Dantas concede entrevista coletiva à imprensa, na manhã de hoje, para falar sobre os preparativos para as eleições deste ano. Será a partir das 8h30, no Ministério Público Federal.

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/10/2018 às 06:55:00

 

Com a campanha eleitoral curta, re-
dução dos dias do programa eleito
ral gratuito no rádio e na televisão, muitas restrições e poucos recursos para a grande maioria dos candidatos, a campanha das eleições deste ano está sendo massificada pelas redes sociais.
Candidatos proporcionais e majoritários tanto estão usando esse mecanismo para divulgar suas propostas quanto para desqualificar adversários. Com isso, o que corre solto nas redes sociais são as Fake News para favorecer candidato a, b ou c, mediante tentativa de enganar o eleitor.
Preocupado com as Fake News a quatro dias das eleições, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) orienta que tais mensagens não sejam compartilhadas e diz que conta com a colaboração de todo o eleitorado sergipano para que sejam garantidos a segurança e o sigilo do voto.
Revela que entre as centenas de informações falsas há uma que afirma ser necessário votar em todos os cargos, pois caso o eleitor vote apenas para Presidente, por exemplo, tornaria todos os votos nulos, inclusive o de presidente.
A Justiça Eleitoral esclarece que tal afirmação é falsa. Exemplificando com um caso concreto, caso o eleitor decida votar apenas para deputado federal, é possível deixar os outros votos em branco, ou mesmo anular os demais, mantendo-se íntegro o voto inserido na urna. O mesmo raciocínio se aplica para os demais cargos.
Outra Fake News que está circulando pela internet orienta que o eleitor anote no caderno de votação o número do seu candidato de predileção. O TRE-SE alerta que esta atitude é proibida e pode configurar a prática de crimes eleitorais como boca de urna, desobediência e desordem.
A orientação é que antes de compartilhar, desconfie! Confirme sempre as informações por meio do site do TRE-SE (www.tre-se.jus.br), ou mesmo nas publicações feitas por veículos de imprensa com credibilidade.
O TRE lembra ainda que os criadores das Fake News eleitorais, bem como aqueles que as compartilham, podem ser penalizados por tal ato. A Justiça Eleitoral, Ministério Público e Polícia Federal estão atentos às práticas que objetivam lesar a legitimidade das Eleições Gerais de 2018.
Já tem alguns casos de Fake News nas barras da Justiça, a exemplo de um em que um espírita tinha dito que o espírito de Marcelo Déda tinha se manifestado e recomendado que tivessem cuidado com Jackson Barreto. O fato foi desmentido pelo próprio espírita baiano e encontra-se na esfera judicial.
Trocando em miúdos, para os fanáticos apaixonados por algum candidato ou bem pagos todo cuidado é pouco... (Com o TRE/SE)

Com a campanha eleitoral curta, re- dução dos dias do programa eleito ral gratuito no rádio e na televisão, muitas restrições e poucos recursos para a grande maioria dos candidatos, a campanha das eleições deste ano está sendo massificada pelas redes sociais.
Candidatos proporcionais e majoritários tanto estão usando esse mecanismo para divulgar suas propostas quanto para desqualificar adversários. Com isso, o que corre solto nas redes sociais são as Fake News para favorecer candidato a, b ou c, mediante tentativa de enganar o eleitor.
Preocupado com as Fake News a quatro dias das eleições, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) orienta que tais mensagens não sejam compartilhadas e diz que conta com a colaboração de todo o eleitorado sergipano para que sejam garantidos a segurança e o sigilo do voto.
Revela que entre as centenas de informações falsas há uma que afirma ser necessário votar em todos os cargos, pois caso o eleitor vote apenas para Presidente, por exemplo, tornaria todos os votos nulos, inclusive o de presidente.
A Justiça Eleitoral esclarece que tal afirmação é falsa. Exemplificando com um caso concreto, caso o eleitor decida votar apenas para deputado federal, é possível deixar os outros votos em branco, ou mesmo anular os demais, mantendo-se íntegro o voto inserido na urna. O mesmo raciocínio se aplica para os demais cargos.
Outra Fake News que está circulando pela internet orienta que o eleitor anote no caderno de votação o número do seu candidato de predileção. O TRE-SE alerta que esta atitude é proibida e pode configurar a prática de crimes eleitorais como boca de urna, desobediência e desordem.
A orientação é que antes de compartilhar, desconfie! Confirme sempre as informações por meio do site do TRE-SE (www.tre-se.jus.br), ou mesmo nas publicações feitas por veículos de imprensa com credibilidade.
O TRE lembra ainda que os criadores das Fake News eleitorais, bem como aqueles que as compartilham, podem ser penalizados por tal ato. A Justiça Eleitoral, Ministério Público e Polícia Federal estão atentos às práticas que objetivam lesar a legitimidade das Eleições Gerais de 2018.
Já tem alguns casos de Fake News nas barras da Justiça, a exemplo de um em que um espírita tinha dito que o espírito de Marcelo Déda tinha se manifestado e recomendado que tivessem cuidado com Jackson Barreto. O fato foi desmentido pelo próprio espírita baiano e encontra-se na esfera judicial.
Trocando em miúdos, para os fanáticos apaixonados por algum candidato ou bem pagos todo cuidado é pouco... (Com o TRE/SE)

Debate da TV Sergipe 1

Depois de um impasse, a TV Sergipe manteve ontem à noite o debate com sete candidatos a governador de Sergipe: Belivaldo Chagas (PSD), Eduardo Amorim (PSDB), Eduardo Cassini (PSL), Márcio Souza (PSOL), Mendonça Prado (DEM), Milton Andrade (PMN) e Valadares Filho (PSB). Ficaram de fora Dr. Emerson (REDE) e Gilvani Santos (PSTU).

Debate da TV Sergipe 2

A emissora deixou de fora Emerson e Gilvani pelo fato da legislação eleitoral considerar apto a participar de debates os candidatos filiados a partido político com representação no Congresso Nacional, de, no mínimo, cinco parlamentares.  A Rede e o PSTU não preenchem esse pré-requisito.

Debate da TV Sergipe 3

A emissora havia cancelado ontem mesmo o debate mediante o candidato Dr. Emerson ter conseguido apoio dos outros candidatos a governador para participar do debate e a justiça eleitoral ter decidido pela sua participação.

Debate da TV Sergipe 4

A TV Sergipe chegou a sair nessa terça-feira com nota cancelando o debate informando que na semana passada se reuniu com os representantes dos sete partidos políticos com direito legal de participar, segundo a legislação vigente, onde tudo ficou acordado. E que na última sexta-feira (28) foi surpreendida com a informação de que os candidatos aptos assinaram um documento que modificava as regras anteriormente estabelecidas em consenso com a emissora, ou seja, pediam a participação de Dr. Emerson.

Debate da TV Sergipe 5

Foi colocado ainda pela emissora que o entendimento é que devia prevalecer as regras estabelecidas entre a TV Sergipe e os candidatos aptos. E que recorreria junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Debate da TV Sergipe 6

O debate só foi realizado ontem porque três partidos que tinham assinado documento permitindo que Dr. Emerson participasse do debate retiraram assinatura.

Debate da TV Sergipe 7

Como de praxe não faltaram claques no portão da TV Sergipe, como forma de apoio e incentivo a seus candidatos, que se prepararam ontem para o confronto final.  Bandeiras e charangas fizeram a festa.

Debate da TV Sergipe 8

O debate, que iniciou após a novela Segundo Sol, foi dividido em cinco blocos, sendo dois de temas livres, dois de temas determinados e o último de considerações finais. Cada candidato teve direito a levar cinco pessoas para assessorá-lo. O governador Belivaldo Chagas foi acompanhado do marqueteiro Carlos Cauê, do advogado Paulo Hermínio, da vice Eliane Aquino, do prefeito Edvaldo Nogueira e da filha Priscila Chagas.

Nota da REDE 1

Em nota, a REDE Sustentabilidade repudiou a ação da TV Sergipe de tentar barrar a participação de Dr. Emerson através de sua atuação no judiciário nas últimas horas. Disse que a ação da mídia com objetivo de interferir propositadamente no resultado da eleição é um atentado aos valores democráticos e à própria sociedade.

Nota da REDE 2

Ressalta a nota que em um período eleitoral a mídia possui certa influência na determinação do comportamento do cidadão, pois os veículos de comunicação são uma das mais importantes fontes de informação política e o debate é o ápice desse processo. Pois, em um mesmo ambiente e em um mesmo momento, todos os candidatos estarão reunidos e o eleitor terá a oportunidade de ver o confronto de ideias e relacioná-las com as práticas dos candidatos.

Ibope

Próximo sábado, véspera das eleições, tem nova pesquisa do Ibope em Sergipe para governador e senador a ser divulgada pela TV Sergipe, durante o jornal da noite. O Ibope registrou a pesquisa no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no último dia 30 de setembro. Ela será realizada entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro, com 812 eleitores sendo entrevistados.

Mais pesquisas 1

O Instituto França também registrou duas pesquisas no dia 30, com divulgação dia 6, para governador, senador, deputado federal e deputado estadual. Em uma ouvirá 300 eleitores entre os dias 1 e 5 de outubro; em outra 600 eleitores também no período de 1 a 5.

Mais pesquisas 2

No dia 29 de setembro três institutos também registraram pesquisa no TRE para divulgação nessa sexta-feira, 5. O Dataform, que colocou o período de entrevista de 1.200 eleitores entre os dias 1 e 4 de outubro; o Ipese, que faz as entrevistas de 601 eleitores entre os dias 2 e 4; e o Verita LTDA, que no período de 2 a 5 de outubro estará ouvindo 1.515 eleitores.   

Polêmica na Câmara 1

O vereador Seu Marcos (PHS), presidente da CPI  da Saúde, que investiga os contratos firmados entre hospitais filantrópicos e a Prefeitura de Aracaju entre os anos de 2012 e 2017, disse ontem não ter valor o ofício recebido do setor jurídico da Casa notificando a finalização das investigações pelo fato dos trabalhos já terem passado do tempo de conclusão, que seria setembro.

Polêmica na Câmara

"As atividades continuam e  o laudo deve ser entregue no final do mês de outubro. Os advogados que enviaram a notificação não foram nomeados para tratar do caso. Nem sei quem são", afirmou Seu Marcos.  Já o vereador Cabo Amintas, na tribuna da Câmara, chegou a rasgar o documento dizendo que não tem legitimidade, que eles são os representantes do povo.

Veja essa ...

A primeira rodada da identificação de indícios de irregularidades do financiamento das eleições 2018 apontou 12.172 casos de inconsistência em doações e gastos de campanha. O levantamento foi realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com base na movimentação declarada à Justiça Eleitoral. A amostragem englobou os dados disponíveis até o dia 29 de setembro e totalizou o valor de R$ 42.338.450,40. Entre os casos identificados encontram-se, por exemplo, doadores inscritos no programa Bolsa Família, desempregados, parentes de candidatos e até mesmo mortos.

Curtas

Na agenda de hoje de Eduardo Amorim consta entrevista pela manhã à imprensa, à tarde reunião com entidades de classe e mini carreata no Bairro Industrial.

Mendonça Prado tem na agenda desta quarta-feira pela manhã panfletagem na Av. Rio de Janeiro/Saneamento e pela tarde mini carreata pelos bairros Santa Maria e Padre Pedro.

Valadares Filho tem em sua agenda de hoje panfletagem pela manhã em Aracaju, reunião com representante dos movimentos dos partidos da coligação e mini carreata em São Cristovão pela tarde.

O candidato a senador André Moura (PSC) comemora resultado favorável das pesquisas ao Senado desta semana, onde aparece em segundo lugar com 24,09% pelo Dataform.  Diz que chegou a hora da virada.

Questionado sobre as pesquisas de Senado divulgadas esta semana, Jackson Barreto mostrou tranquilidade e se disse seguro sobre o resultado do próximo domingo, dia 07. JB acredita na vitória da coligação 'Pra Sergipe Avançar'. "Estou tranquilo e confiante. O povo sabe minha luta e sabe o que sou capaz de fazer para ajudar Sergipe", disse.