Dupla apresentará novas sonoridades com violão e berimbau no Quinta Instrumental

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/10/2018 às 06:52:00

 

Desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e realizado pela Fundação Cultural Cidade Aracaju (Funcaju) com o propósito de ocupar o centro histórico da capital sergipana com as diversas linguagens das artes, o projeto 'Quinta Instrumental' desta semana traz uma dupla talentosa e nada convencional, o Duo B.A.V.I. O show acontecerá às 20h no palco do Teatro João Costa, do Centro Cultural, localizado na praça General Valadão.                                                  
Anderson Petti (berimbau) e João Almy (violão) são formados em música pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e, juntos, formaram o Duo B.A.V.I (Berimbau Aparelhado e Violão Inventável). Com esses dois instrumentos importantes para cultura brasileira e para cultura baiana, a dupla cria novas sonoridades em um jogo musical onde o violão e o berimbau se unem na construção de texturas, ambiências e melodias com canções autorais. 
De acordo com o violonista João Almy, a dupla busca explorar o uso do berimbau agregado a aparelhagem eletrônica para expandir as possibilidades melódicas, modular frequências e aplicar efeitos, tornando-o capaz de produzir variações de notas e timbres em constante interação com o violão. 
João Almy elogia o 'Quinta Instrumental' e garante um lindo show. "Eu penso que o projeto é uma iniciativa interessante, porque proporciona ao público a possibilidade de conhecer e entrar em contato com os diversos tipos de música instrumental. É uma experiência de troca. Fazer parte disso é a oportunidade de ecoar o som que fazemos e que temos vontade de mostrar pra cada vez mais pessoas e de públicos diferentes", destaca.
O instrumentista aproveita para convidar o público para o show e promete uma apresentação com muitas novidades. "Estamos levando esse trabalho em um formato diferente. Desenvolvemos o Duo para diversos tipos de shows e acreditamos que o Quinta Instrumental é uma apreciação do que é som. Lá vai ser possível apreciar o som do berimbau aparelhado e do violão de aço, e da junção deles podem surgir várias surpresas".

Desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e realizado pela Fundação Cultural Cidade Aracaju (Funcaju) com o propósito de ocupar o centro histórico da capital sergipana com as diversas linguagens das artes, o projeto 'Quinta Instrumental' desta semana traz uma dupla talentosa e nada convencional, o Duo B.A.V.I. O show acontecerá às 20h no palco do Teatro João Costa, do Centro Cultural, localizado na praça General Valadão.                                                  
Anderson Petti (berimbau) e João Almy (violão) são formados em música pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e, juntos, formaram o Duo B.A.V.I (Berimbau Aparelhado e Violão Inventável). Com esses dois instrumentos importantes para cultura brasileira e para cultura baiana, a dupla cria novas sonoridades em um jogo musical onde o violão e o berimbau se unem na construção de texturas, ambiências e melodias com canções autorais. 
De acordo com o violonista João Almy, a dupla busca explorar o uso do berimbau agregado a aparelhagem eletrônica para expandir as possibilidades melódicas, modular frequências e aplicar efeitos, tornando-o capaz de produzir variações de notas e timbres em constante interação com o violão. 
João Almy elogia o 'Quinta Instrumental' e garante um lindo show. "Eu penso que o projeto é uma iniciativa interessante, porque proporciona ao público a possibilidade de conhecer e entrar em contato com os diversos tipos de música instrumental. É uma experiência de troca. Fazer parte disso é a oportunidade de ecoar o som que fazemos e que temos vontade de mostrar pra cada vez mais pessoas e de públicos diferentes", destaca.
O instrumentista aproveita para convidar o público para o show e promete uma apresentação com muitas novidades. "Estamos levando esse trabalho em um formato diferente. Desenvolvemos o Duo para diversos tipos de shows e acreditamos que o Quinta Instrumental é uma apreciação do que é som. Lá vai ser possível apreciar o som do berimbau aparelhado e do violão de aço, e da junção deles podem surgir várias surpresas".